Porto do Mangue/RN: Justiça prorroga afastamento do prefeito Sael Melo; Vice Faustino segue na interinidade

A Justiça do Rio Grande do Norte, prorrogou nesta terça-feira (03/04) o prazo de afastamento do prefeito eleito no município de Porto do Mangue, Sael Melo (MDB), por mais 120 dias. Ele já está afastado de suas funções  desde o dia 20 de outubro. 

O prefeito é investigado pela Justiça sob a acusação de fraudes em contratos da Prefeitura. É a terceira vez que a justiça decide pelo afastamento do chefe do executivo portomanguense.

Neste caso, o vice-prefeito Francisco Faustino(PROS) continua no comando da Prefeitura até que saia uma decisão definitiva sobre o caso.

O Vice Francisco Faustino assumiu interinamente pela segunda vez o comando da Prefeitura de Porto do Mangue, em 20 de outubro. 

O Vice Francisco Faustino assumiu interinamente pela segunda vez o comando da Prefeitura de Porto do Mangue, em 20 de outubro

Sael Melo ingressou oficialmente na vida pública no ano de 2016, ao se eleger prefeito da cidade de Porto do Mangue, à época pelo PHS, com 2.192 votos(55,09%). Conseguiu se reeleger no pleito de 15 de novembro de 2020, desta vez pelo MDB, conquistando 2.222 sufrágios, o equivalente a 52,44% dos votos válidos, tomando posse em 01º de janeiro de 2021. Mas vem enfrentando dificuldades para cumprir o seu segundo mandato constitucional.

Foi afastado pela primeira vez no dia 18 de junho, pelo prazo de 90 dias. Conseguiu reassumir o cargo em 18 de setembro. 

Mas, em 20 de outubro, sofreu novo afastamento, e o vice Faustino foi empossado  pela segunda vez no cargo de prefeito interino, inicialmente pelo prazo estipulado de 60 dias. 

Com a nova decisão da última terça(03 de novembro), Sael ficará afastado por até 180 dias(06 meses).