Pai e filho morrem vítimas da Covid-19 com menos de 30 minutos de diferença no RN: ‘Família chocada’

Deoclecio e João Batista tinham 83 e 49 anos de idade, respectivamente. Eles eram da cidade de Itaú e estavam internados há mais de 10 dias em Pau dos Ferros.

Por Amanda Melo, G1 RN

18/03/2021 10h27  Atualizado há 2 horas


Deoclecio Fernandes de Oliveira e João Batista Fernandes de Oliveira morrem com Covid-19 com menos de meia hora de diferença. — Foto: Cedida
Deoclecio Fernandes de Oliveira e João Batista Fernandes de Oliveira morrem com Covid-19 com menos de meia hora de diferença. — Foto: Cedida

Pai e filho morreram vítimas da Covid-19 com uma diferença de menos de 30 minutos no interior do Rio Grande do Norte. O caso aconteceu no fim da noite desta quarta-feira (17) em Pau dos Ferros, no Alto Oeste.

João Batista Fernandes de Oliveira era comerciante e tinha 49 anos. Ele começou a ter sintomas no dia 23 de fevereiro. Já o pai, Deoclecio Fernandes de Oliveira, de 83 anos, começou a apresentar sintomas um dia depois. Ambos moravam em Itaú.

De acordo com o sobrinho de João Barista e neto de Deoclécio, Maedon Fernandes, o tio estava internado há 14 dias e avô, 13. João Batista era obeso e tinha diabetes. Já o pai, Deoclecio, não tinha comorbidades e não havia recebido a vacina contra a Covid-19.

Maedson contou que o avô estava intubado, sofreu uma parada cardiorrespiratória e morreu por volta das 23h30 desta quarta-feira (17). O tio morreu minutos depois, pouco antes da meia-noite.

“Meu avô estava intubado e sedado e meu tio estava na UTI também, mas estava bem. Todo dia falávamos com ele. Meu tio querido, uma cara saudável, uma cara trabalhador, veio a óbito. A gente jamais acreditou que isso iria acontecer”, disse Maedson Fernandes

A esposa de seu Deoclecio também foi contaminada pelo vírus, passou dois dias internada, mas já recebeu alta. A esposa e o filho de João Batista também testaram positivo para a Covid-19, mas já se recuperaram.

Os corpos de pai e filho chegaram por volta das 9h20 da manhã desta quinta-feira (18) à cidade de Itaú e em seguida foram sepultados no cemitério do município.Eu não tinha medo desse vírus. Eu não acreditava muito, eu não usava máscara. Mas só bastou chegar isso na minha família, eu realmente vi que o vírus existe, o vírus mata. Levou duas pessoas amadas, duas pessoas queridas e deixou uma família inteira chocada— Maedson Fernandes

Segundo o boletim divulgado pela secretaria municipal de saúde de Itaú, nesta quarta-feira (17), o município contabilizava 160 casos confirmados da Covid-19 e 5 óbitos. Os óbitos de João Batista e Deoclecio Fernandes foram confirmados após a divulgação do último boletim. O município tem cerca de 4,8 mil habitantes.

Decreto

Nesta quinta-feira (18), o governo publicou novo decreto com medidas mais restritivas no Rio Grande do Norte. Segundo a governadora, Fátima Bezerra (PT) a medida visa diminuir o contágio acelerado da doença no estado e a pressão do sistema de saúde. Veja entrevista concedida na noite de quarta (17).

Governadora anuncia novas medidas contra a Covid que começam a valer sábado (20)
Governadora anuncia novas medidas contra a Covid que começam a valer sábado (20)

Covid-19: Brasil tem 168 mil casos confirmados e 11,5 mil mortes

Segundo Ministério da Saúde, 69.232 pessoas estão recuperadas

Publicado em 11/05/2020 – 19:51 Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil – Brasília

O Brasil chegou aos 168.331 casos confirmados e a 11.519 mortes pela covid-19. As informações – disponibilizadas hoje (11) pelo Ministério da Saúde no balanço diário da pasta sobre a pandemia do novo coronavírus – mostram que 69.232 pacientes estão recuperados.

Nas últimas 24h, foram 5.632 novos registros de pessoas infectadas, um aumento de 3,4% em relação a ontem, quando foram contabilizadas 162.699 pessoas nessa condição. Já as novas mortes na atualização somaram 396, um acréscimo de 3,5% em relação a ontem, quando o balanço trouxe 11.123 falecimentos.

A taxa de letalidade ficou em 6,8%. Do total de casos confirmados, 82.344 estão em acompanhamento e 69.232 foram recuperados. O Ministério da Saúde não divulgou hoje as mortes em investigação, como vinha fazendo até a semana passada.

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no país, concentrando o maior número de falecimentos (3.743). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (1.770), Ceará (1.189), Pernambuco (1.087) e Amazonas (1.035). 

Além disso, foram registradas mortes no Pará (708), Maranhão (399), Bahia (211), Espírito Santo (196), Minas Gerais (121), Paraíba (139), Alagoas (138), Paraná (111), Rio Grande do Sul (105), Rio Grande do Norte (92), Santa Catarina (69), Amapá (73), Goiás (49), Rondônia (47), Acre (45), Piauí (45), Distrito Federal (44), Sergipe (37), Roraima (24), Mato Grosso (19), Mato Grosso do Sul (11) e Tocantins (12).

Boletim epidemiológico

Boletim epidemiológico – Ministério da Saúde

Ministério da Saúde propõe novas diretrizes para distanciamento social

O Ministério da Saúde divulgou hoje (11) as novas diretrizes para orientar a definição de medidas de distanciamento social. As propostas, batizadas em torno do que foi chamado de “plano de gestão de risco”, servem como um guia de análise da situação de cada estado ou cidade para definir as medidas de distanciamento social e estratégias complementares.

Serão avaliados quatro eixos: a capacidade instalada de tratamento, o nível epidemiológico, a velocidade de crescimento e as condições de mobilidade urbana. Na capacidade instalada, estarão aspectos como quantidade e taxa de ocupação de leito