Pentacampeão do mundo, Denilson diz o que Flamengo precisa fazer para vencer o River na Libertadores

Ídolo do Real Bétis e com passagens marcantes por São Paulo e Palmeiras, Denilson diz para o time carioca não cair na provocação dos argentinos

EFE

Campeão mundial pela seleção brasileira em 2002, o ex-atacante Denilson alertou o Flamengo nesta quinta-feira para o risco de se deixar abalar psicologicamente durante a final da Taça Libertadores contra o River Plate, no próximo dia 23, e disse considerar o Rubro-Negro melhor na parte técnica.

“O Flamengo não pode cair na provocação. Se cair na provocação dos argentinos, perde o jogo. Quanto à qualidade com a bola, o Flamengo está um pouco à frente”, afirmou o ex-jogador em entrevista à Agência Efe em São Paulo.

Atualmente comentarista de televisão e embaixador do Campeonato Espanhol, Denilson teve passagem rápida pelo Fla em 2000, emprestado pelo Betis, do qual é ídolo até hoje.

“O River é um time que joga muito parecido com o Flamengo, mas tem uma diferença: a garra característica dos clubes da Argentina. Os argentinos gostam de falar muito durante os jogos, deixar os jogos muito brigados, com e sem a bola”, comentou o ex-atleta, que ficou conhecido como ‘Denilson Show’ devido aos dribles.

O time dirigido pelo português Jorge Jesus não perde desde 4 de agosto, quando foi derrotado pelo Bahia por 3 a 0. Desde então, foram 17 vitórias e quatro empates, o que, além de levá-lo à decisão da Libertadores pela segunda vez na história, a primeira desde o título de 1981, o levou à liderança do Campeonato Brasileiro com oito pontos de diferença para o segundo colocado.

“É uma sequência muito positiva, com muitas vitórias e um bom futebol. Tem times que vencem jogos e os torcedores não ficam satisfeitos, mas no caso do Flamengo é um futebol rápido, com qualidade e muitos gols”, elogiou.

Do elenco estrelado à disposição de Jesus, Denilson destacou o atacante Gabriel Barbosa, o Gabigol, artilheiro do Brasileirão, com 20 gols, e da Libertadores, com sete. O centroavante não conseguiu deslanchar na Europa, onde defendeu Inter de Milão e Benfica, mas tem ido bem no Brasil desde o ano passado, quando voltou ao Santos.

“Teve a oportunidade de jogar na Europa e não triunfou, e aqui há dois anos é o maior goleador da temporada”, enalteceu o comentarista, para depois mencionar o também atacante Bruno Henrique.

“É outro jogador que certamente dentro de pouco tempo jogará fora do país, porque é jovem e tem vontade de crescer”, comentou sobre o atacante de 28 anos, que defendeu o Wolfsburg, da Alemanha, de 2015 a 2017.

Denilson expressou admiração também por Jorge Jesus, que assumiu o campeão intercontinental de 1981 em um momento difícil e com parte da torcida irritada com o antecessor, Abel Braga.

“Quando um time começa a vencer jogos, traz a torcida para o seu lado, e é isso que aconteceu. Os torcedores falam muito bem do seu trabalho e com razão, porque o Flamengo vem jogando muito bem”, declarou.

Crédito: Fábio Guinalz/ Fotoarena

Ronaldinho Gaúcho escolhe o lado e dá palpite sobre quem será o campeão da Libertadores 2019

Craque esteve presente em um evento de tecnologia em Portugal e comentou sobre a decisão entre Flamengo e River Plate

FOX Sports

Ronaldinho Gaúcho foi uma das atrações desta terça-feira da Web Summit, festival de inovação e tecnologia realizado em Lisboa, e se mostrou confiante na conquista do título do Flamengo na Taça Libertadores – o Rubro-Negro disputará a final contra o River Plate no próximo dia 23, ainda sem local definido.

“Tive a felicidade de jogar no Flamengo, um grande clube, que está num grande momento, e tem um grandíssimo treinador. Acredito que tem todas as possibilidades de conquistar a Libertadores e espero que seja um grande jogo”, declarou o melhor jogador do mundo em 2004 e 2005 durante o evento na capital portuguesa.

O Fla é treinado pelo português Jorge Jesus, que obteve sucesso à frente das duas principais equipes de Lisboa, o Benfica e o Sporting.

O ex-jogador também falou sobre o futebol de Portugal, em alta depois das conquistas da Eurocopa de 2016 e da Liga das Nações deste ano. “Tem um campeonato muito forte, e a seleção é uma das maiores forças do futebol mundial”, elogiou.

Marcado, entre outros motivos, pelas jogadas de efeito com a bola nos pés, Ronaldinho “driblou” a organização da feira. Foi mostrado um vídeo em que o ídolo se desculpava por não comparecer ao evento, mas instantes depois ele apareceu no meio do público.

Flamengo x River Plate: Conmebol decide que final será em Lima, no Peru, no dia 23

Entidade máxima do futebol sul-americano tomou a decisão após reunião em conjunto com os presidentes dos dois finalistas

CONMEBOL LIBERTADORES5 NOV 2019 | 7:41 PM

FOX Sports

A Conmebol oficializou na noite desta terça-feira (5 de novembro) que a decisão da Conmebol Libertadores 2019 será realizada em Lima, no Peru, no dia 23 de novembro, e não mais em Santiago, no Chile. A decisão foi tomada após uma reunião na sede da entidade em Luque, no país da decisão, envolvendo os presidentes Rodolfo Landim, do Flamengo, e Rodolfo D’Onofrio, do River Plate.

Comunicado Conmebol:

Novas circunstâncias de força maior e ordem pública, analisadas e avaliadas com prudência, considerando a segurança dos jogadores, público e das delegações, motivaram a decisão de levar a final da Copa CONMEBOL Libertadores 2019 a Lima, Peru, e manter a data inicial de 23 de novembro.

A escolha do novo palco se apoia no oferecimento do governo do Peru, nas garantias de segurança. A decisão foi um consenso com os presidentes de Flamengo e River Plate, das confederações da Argentina, Brasil e Chile, e dessa forma se manteve a política de realizar as finais únicas em diferentes países.

A CONMEBOL agradece muito ao governo do Chile e aos diversos órgãos públicos a ativa colaboração para a correta organização da final única da Libertadores 2019. Desejamos ao povo chileno e a suas autoridades paz e boa vontade.

A mudança de local se dá por conta dos fortes e constantes protestos do povo chileno conta o governo local devido ao aumento das passagens de metrô na capital chilena. Logo após o pronunciamento de Cecília Pérez, Ministra do Esporte do Chile, confirmar que a final aconteceria no país, o povo chileno anunciou uma mega manifestação para o dia da final.

O FOX Sports faz a cobertura completa da Conmebol Libertadores e cobrirá todos os detalhes da partida entre Flamengo e River Plate direto do Peru. O FOX Sports também transmite a final, ao vivo.

Domínio e classificação incontestável: Flamengo atropela o Grêmio no Maracanã

Rubro-Negro venceu por 5 a 0 em semifinal que começou mais parelha, mas teve segundo tempo de completo domínio do time de Jorge Jesus

Nem o mais otimista torcedor do Flamengo escreveria um roteiro de domínio quase absoluto da equipe em plena semifinal de Libertadores. Mas a equipe de Jorge Jesus deu um passeio no Maracanã. Na vitória por 5 a 0 sobre o Grêmio, o que se viu foi um time consistente, apesar da primeira etapa mais complicada, e que soube ser cirúrgico para garantir a vaga na grande decisão da competição continental pela segunda vez na história.

Gabigol marcou duas vezes para o Flamengo (Foto: Marcelo Cortes / Flamengo)
Gabigol marcou duas vezes para o Flamengo (Foto: Marcelo Cortes / Flamengo)Foto: Lance!

O primeiro tempo foi mais truncado e com poucos espaços. Como o Grêmio entrou com a proposta clara de se fechar e aproveitar os contra-ataques, especialmente com a qualidade de Everton Cebolinha, o Rubro-Negro teve dificuldades de encontrar espaços e jogou com as linhas mais baixas do que o normal. Não atoa, na busca incessante para ter mais tranquilidade no confronto, deixou espaços e viu a defesa quase se complicar.

Bruno Henrique, porém, voltou a ser decisivo, como tem feito com frequência. Em momento que o Flamengo se via com poucas possibilidades, apesar de ser mais dominante, o atacante puxou um contra-ataque aos 41 minutos e, após jogada com Gabigol, colocou os cariocas na frente. Nesse momento , a torcida, que começou mais tímida, já estava completamente no jogo. A “pilha” de Cebolinha e as constantes reclamações gremistas ajudaram a inflamar o clima no estádio.Um passeio rubro-negro

Quando o Grêmio voltou do intervalo, mal imaginava que a estratégia traçada no vestiário acabaria em um minuto. Foi o que Gabigol precisou para fazer o segundo gol, após escanteio de Arrascaeta, e terminar com qualquer possibilidade de reação. Isso porque depois desse lance o time de Renato Gaúcho encontrou muita dificuldade para entrar no frenético ritmo rubro-negro.

Com a torcida no momento alto da noite e com menos peso nos ombros, o Fla jogou mais solto. E não foi difícil ampliar. Primeiro, de pênalti. Depois, com Rodrigo Caio e Pablo Marí. O domínio que já havia sido mostrado no jogo de ida se converteu, enfim, em oportunidades. E o Flamengo não deixou passar dessa vez, mostrando porque é hoje o melhor time do Brasil.

As estatísticas comprovam o domínio. O Flamengo teve 60% de posse de bola, de acordo com o “Footstats”. Foram 10 finalizações certas e cinco erradas, além de 386 passes corretos e 41 errados. O Grêmio deu apenas seis chutes, sendo dois no alvo, e trocou 280 passes certos e 44 errados.

Conmebol abre processo disciplinar, e Flamengo pode ficar sem o Maracanã na Libertadores

Entidade pede explicação do clube por conta de bombas e sinalizadores utilizados por torcedores na vitória sobre Emelec. Notificado, Rubro-Negro prepara defesa para apresentar e evitar punição

Por GloboEsporte.com — Rio de Janeiro

05/08/2019 17h26  Atualizado há 2 horas


Flamengo pode ficar sem o Maracanã para seus próximos jogos na Libertadores. Por conta de sinalizadores e bombas utilizadas por torcedores dentro do estádio na vitória sobre o Emelec, do Equador, nas oitavas de final, a Conmebol abriu processo disciplinar contra o clube. A informação foi publicada inicialmente pelo UOL e confirmada pelo GloboEsporte.com.

Torcida do Flamengo encheu o Maracanã contra o Emelec, mas uso de bombas e sinalizadores pode causar punição na Libertadores — Foto: André Durão / GloboEsporte.com
Torcida do Flamengo encheu o Maracanã contra o Emelec, mas uso de bombas e sinalizadores pode causar punição na Libertadores — Foto: André Durão / GloboEsporte.com

O Flamengo foi notificado para explicar as ocorrências descritas no relatório da partida e já prepara sua defesa. O clube tem até o dia 9 para enviarem as suas alegações para a Conmebol para tentar evitar punições. O Rubro-Negro enfrenta o Internacional pelas quartas de final da Libertadores e tem o mando de campo do jogo de ida, que acontece no dia 21 de agosto.

Entre as possíveis punições que o Flamengo está sujeito pelo código disciplinar da Conmebol estão: advertência, multa (de até 400 mil dólares), portões fechados e até a proibição de jogar no estádio.

Punição no ano passado

O Flamengo já teve que cumprir jogos com portões fechados na Libertadores de 2018 por conta de incidentes de invasão e vandalismo na final da Copa Sul-Americana de 2017, contra o Independiente, da Argentina.

Na ocasião, a Conmebol puniu o clube nos dois primeiros jogos como mandante no torneio, contra River Plate, da Argentina (realizado no estádio Nilton Santos) e Santa Fe, da Colômbia (Maracanã), e ainda aplicou multa de 300 mil dólares.

Maracanã de portões fechados em 2018 — Foto: André Durão
Maracanã de portões fechados em 2018 — Foto: André Durão