Thiago Neves: Adilson cobra respeito, Fred revela conselhos, e Cruzeiro aplicará multa ao meia

Após a derrota para o Vasco, Zezé Perrella, gestor de futebol do clube, confirmou punição financeira ao camisa 10: “Ele não sabe a história do Cruzeiro. Thiago, para mim, é passado”

Por Gabriel Duarte — do Rio de Janeiro

03/12/2019 05h05  Atualizado há 7 horas


Apesar da derrota para o Vasco, que deixou a situação do Cruzeiro ainda mais difícil na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, um dos assuntos mais falados em São Januário, após o término da partida, foi o afastamento de Thiago Neves. O camisa 10 treinará separado do restante do elenco em função de ter ido a um show de pagode em Belo Horizonte um dia depois de ter constatado um edema na coxa esquerda.

Na entrevista coletiva, o técnico Adilson Batista foi questionado sobre o assunto. Na condição de funcionário do Cruzeiro, ele apenas acata decisões da diretoria. No entanto, Adilson, que criou identidade com o clube – enquanto jogador (na década de 1990) e também como treinador (entre 2008 e 2010) – cobrou respeito, dedicação e profissionalismo dos atletas para com o Raposa.

– Eu soube à tarde. Eu sou funcionário do clube e preciso respeitar. Não vou nem me envolver. Eu acato a decisão daquilo do que a diretoria faz. O atleta tem que ser profissional, respeitar a instituição, aquilo que eu cobrei deles.

“Eu quero respeito ao Cruzeiro, quero carinho pelo Cruzeiro, quero dedicação pelo Cruzeiro. É o mínimo que o torcedor espera. A gente precisa respeitar a instituição, que é muito grande”

Adilson Batista pediu aos jogadores que respeitem a história do Cruzeiro — Foto: Reprodução/TV Globo
Adilson Batista pediu aos jogadores que respeitem a história do Cruzeiro — Foto: Reprodução/TV Globo

Diz aí, Fred

Um dos poucos jogadores que parou para falar com a imprensa no Rio de Janeiro foi o atacante Fred. Um dos mais experientes do grupo, com 36 anos, ele diz que tem pedido aos companheiros para evitarem exposição no extracampo.

– Tivemos tantas polêmicas no ano. E nós… Eu, experiente e vivido no futebol, estou pedindo para todo mundo se blindar, se filtrar de todas as coisas que expõe a gente, nós jogadores, nossa família. É ruim para todo mundo. Nós estamos fechados aqui no vestiário. Vamos continuar dando a vida. Esse é o pensamento para tentar sair dessa.

Vai mexer no bolso!

O afastamento do grupo não será a única punição do Cruzeiro ao Thiago Neves. Zezé Perrella afirmou que o jogador será multado pelo ato de indisciplina e disse, ainda, que o restante do elenco está chateado com as atitudes do camisa 10.

“Vai (ser multado), estou estudando com o meu departamento jurídico a multa”

– O Thiago é um menino que eu não tenho nada contra. Mas ele desrespeitou a diretoria, o momento do Cruzeiro. Poxa, na situação que nós estamos…

“Ao invés de ir a Mineirão beber, o Thiago tinha que vir aqui com a gente. O grupo está chateado com ele, que não foi solidário com os companheiros. Não só eu”

– Tem jogador que disse que proibiu os filhos de irem na escola, tamanha a pressão. Todo mundo preocupado e o cara vai para a noite? Está pensando o que? Respeito o que o Thiago fez pelo Cruzeiro, mas ele não sabe a história do Cruzeiro. Thiago, para mim, é passado.

Bruno Henrique faz 2 e Flamengo vira sobre o Cruzeiro no Maracanã

Atacante fez dois gols e foi o responsável pela virada rubro-negra na 1ª rodada do Brasileirão e jogo que marcou pela despedida do zagueiro Juan do futebol

Cesar Sacheto, do R7 em 27/04/2019 – 22h57
Bruno Henrique fez os dois gols da virada flamenguista sobre o Cruzeiro, no RJ

O Flamengo estreou no Campeonato Brasileiro de 2019 com uma grande virada por 3 a 1 sobre o Cruzeiro, neste sábado (27), no Maracanã. O atacante Pedro Rocha abriu o placar para o time mineiro, mas Bruno Henrique marcou duas vezes para o clube rubro-negro carioca e garantiu a virada diante de quase 30 mil torcedores. Gabriel Barbosa fez o terceiro do Flamengo.

A partida também marcou a despedida do zagueiro Juan, de 40 anos. O zagueiro havia escrito uma carta, divulgada pelo site oficial do clube, direcionada aos torcedores, na qual ressaltou o amor pelo time da Gávea. No banco de reservas, havia a expectativa pela entrada do veterano, mas o técnico Abel Braga decidiu não colocar o jogador em campo.

O Flamengo começou o jogo a todo vapor e quase abriu o placar nos primeiros minutos. Aos 2, Bruno Henrique teve boa chance na frente de Fábio, mas o goleiro cruzeirense saiu bem e fez boa defesa.

Aos 40 minutos, Fred dominou na intermediária e deu um belo passe para o atacante Pedro Rocha, que tocou na saída do goleiro César e abriu o marcador.

Um minuto depois, o Flamengo mostrou a sua força e empatou o duelo. O goleiro Fábio saiu mal e perdeu a disputa no alto com Bruno Henrique, que teve tempo para tocar com os pés quase na linha do gol: 1 a 1.

Segunda epata agitada

No segundo tempo, o volante Willian Arão quase surpreendeu Fábio depois de lançamento longo, mas o flamenguista não alcançou a bola e o goleiro mineiro fez boa defesa.

Aos 10 minutos, após escanteio cobrado pelo lado direito do campo, Fred tentou afastar o perigo, mas falhou e a bola sobrou para Gabriel Barbosa, que quase virou o placar.

Pouco depois, aos 14, o meia Marquinhos Gabriel, do Cruzeiro, iniciou uma bela arrancada na intermediária, invadiu a área, mas foi contido pela defesa flamenguista.

No lance seguinte, Bruno Henrique cabeceou com muito perigo e quase fez o segundo do Fla. Bem colocado e muito seguro, Fábio defendeu sem dificuldades.

A pressão do time carioca aumentou e, aos 21 minutos, a equipe rubro-negra virou a partida. Mais uma vez, Bruno Henrique foi o autor do gol. O ex-santista finalizou com precisão depois de receber passe de Arão, que havia tabelado com Gabriel.

Em grande noite, o atacante ainda provocou a expulsão do zagueiro Murilo depois de grande jogada pelo lado esquerdo do ataque rubro-negro.

Aos 44 minutos, Bruno Henrique fez outra grande jogada, chutou para o gol. Fábio defendeu parcialmente, mas Gabriel Barbosa ficou com o rebote e apenas empurrou para as redes: 3 a 1.

Imediatamente após o gol, o zagueiro Juan saiu do banco de reservas para fazer a sua despedida dos gramados com a camisa do Flamengo. Everton Ribeiro saiu e deu a braçadeira de capitão para o zagueiro, que iniciou a carreira no clube.

Antes do apito final, o zagueiro Rodrigo Caio caiu após um choque violento de cabeça após disputa de bola na área do Flamengo com o zagueiro Dedé e precisou de atendimento médico. A ambulância foi acionada para socorrer o jogador. O zagueiro cruzeirense deixou o gramado com a cabeça sangrando.

Próximos jogos

Na próxima quarta-feira, Flamengo visitará o Internacional, às 16 horas, no Beira-Rio, em jogo válido pela segunda rodada do Brasileirão. No mesmo dia, o Cruzeiro receberá o Ceará, às 19h15, no Mineirão.