Aviões decolam de Wuhan, na China, com 40 passageiros repatriados ao Brasil e à Polônia

Plano de voo prevê quatro escalas e pouso em Anápolis na madrugada de domingo. Equipes também ficarão em quarentena por 18 dias; Brasil não tem casos confirmados do vírus.

Por G1 — Brasília

07/02/2020 17h07  Atualizado há 15 minutos


Brasileiros que estavam em Whuan, na China, já estão voltando ao Brasil

Os aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) enviados à China para resgatar brasileiros na área mais afetada pela epidemia de coronavírus decolaram de Wuhan por volta das 17h desta sexta-feira (7).

Segundo o Ministério da Defesa, a previsão de voo é de 26 horas, descontadas as escalas. Com isso, as aeronaves devem aterrissar em Anápolis (GO) na madrugada de sábado (8) para domingo (9).

Militar da equipe médica do Instituto de Medicina Aeroespacial (IMAE) afere a temperatura de um dos brasileiros a bordo do VC-2 da FAB em Wuhan, na China — Foto: Força Aérea Brasileira/Divulgação

Os cidadãos repatriados, assim como a equipe médica e a tripulação dos voos, devem cumprir quarentena de 18 dias na cidade goiana, a 150 km do Distrito Federal e 60 km de Goiânia.

Se algum dos confinados apresentar sintomas de infecção, o governo prevê transferência para o Hospital das Forças Armadas em Brasília.

Coronavírus: Brasileiros embarcam em aviões em Wuhan, na China, para voltar ao Brasil

Até as 15h30 desta sexta, o Brasil continuava sem nenhum caso confirmado de coronavírus. Segundo o balanço do Ministério da Saúde, equipes ainda investigam 8 casos suspeitos. Outros 26 já foram descartados.

Quem embarcou em Wuhan

  • 34 brasileiros ou parentes de brasileiros (incluindo três diplomatas brasileiros, que retornam à China após a quarentena)
  • 4 poloneses em Wuhan (desembarcarão na escala na Polônia)
  • 1 chinesa (desembarcará na escala na Polônia)
  • 1 indiana (desembarcará na escala na Polônia)

Em nota, o Ministério das Relações Exteriores informou que não atendeu a pedidos de países latino-americanos e de Cabo Verde para retirar 80 cidadãos de Wuhan em razão do capacidade das aeronaves e dos protocolos vigentes.

“Apesar da plena disposição do governo brasileiro de auxiliar aqueles cidadãos, tiveram de ser adotadas uma série de restrições no interior das aeronaves, em razão da necessidade de se seguir os protocolos internacionais vigentes, que determinam, dentre outras medidas, que se estabeleça distância adequada entre os passageiros, dado o elevado risco de contaminação. Além disso, foram identificadas inúmeras dificuldades logísticas, em particular para manter os estrangeiros quarentena no Brasil”, acrescentou a pasta.

Funcionária do aeroporto de Wuhan durante embarque de brasileiros em aviões da Força Aérea — Foto: Arquivo pessoal
Funcionária do aeroporto de Wuhan durante embarque de brasileiros em aviões da Força Aérea — Foto: Arquivo pessoal

Além dos repatriados, cada aeronave conta com 11 membros de tripulação e uma equipe médica com 7 profissionais. Essas equipes saíram do Brasil para a operação de repatriação, e também vão cumprir quarentena.

Itinerário previsto

  • 17h da sexta (7) – saída de Wuhan com destino ao Brasil
  • Escala em Ürümqi (China)
  • Escala em Varsóvia (Polônia), com desembarque de estrangeiros
  • Escala Las Palmas (Espanha)
  • 17h30 de sábado (8) – entrada no espaço aéreo brasileiro
  • Escala em Fortaleza (CE)
  • 0h de domingo (9) – chegada a Anápolis (GO)

*Horários de Brasília

Fila de brasileiros no embarque do aeroporto de Wuhan, na China — Foto: Arquivo pessoal
Fila de brasileiros no embarque do aeroporto de Wuhan, na China — Foto: Arquivo pessoal

O que será oferecido aos repatriados na quarentena

  • 6 refeições diárias: café, colação, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia (acompanhados por nutricionistas)
  • Videogame, brinquedoteca, jogos, biblioteca, apresentação de bandas militares
  • Internet, TV a cabo, frigobar, geladeira sem itens alcóolicos
  • Serviço religioso
  • Emergência odontológica
  • Apoio psicológico e pedagógico

Além disso, eles serão submetidos a:

  • 3 monitoramentos diários de saúde, feitos pela Secretaria de Saúde de Goiás
Brasileiros embarcam em Wuhan, na China, epicentro do coronavírus

Quartos

O Ministério da Defesa informou que, na chegada a Anápolis, as duas aeronaves ficarão em filas e as portas serão abertas ao mesmo tempo. Os repatriados descerão e serão levados em ônibus para área restrita.

Os repatriados ficarão na área restrita composta por 40 suítes, onde, caso preciso, receberão atendimento médico. A FAB informou que cada quarto terá o nome de seu ocupante, recebido por um cartão de boas-vindas, acompanhado de uma cesta com frutas e doces.