100 dias de governo: “Tudo parado, sem perspectivas”, diz ex-prefeito Carlos Eduardo sobre Governo Fátima

Ex-candidato ao Governo diz que Fátima não tomou atitudes contra a crise

Por Redação

8 de abril de 2019 | 15:00

CARLOS EDUARDO ALVES. FOTO: WELLINGTON ROCHA/ARQUIVO/PORTALNOAR

O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, que disputou o Governo do Estado contra a atual governadora Fátima Bezerra, teceu críticas sobre os 100 dias de administração da gestão petista no RN. Ele disse lamentar porque avalia que Fátima não teve iniciativas para tirar o estado da crise fazendo uma gestão parada, fechada e sem perspectivas.

“Lamentar que, nos 100 dias do atual Governo do Estado, tudo esteja parado e sem perspectivas. Nenhuma medida de ajuste fiscal, de corte efetivo de cargos, quatro folhas salariais atrasadas, atestam marasmo da gestão e a ineficiência de serviços essenciais”, pontuou o ex-prefeito da capital em sua conta nas redes sociais.

Para ele, os indicadores econômicos e sociais apontam que a governadora não tomou nenhuma atitude para tirar o Estado da crise e assim, permanece como no ano passado. “Nada foi feito, nenhuma ação para se conseguir apoio federal, que não virá sem tomada de medidas saneadoras. Sem reforma do Estado e da Previdência, venda de ativos e economia no funcionamento da máquina administrativa, a tendência é de que nosso Estado piore na segurança, na saúde e no turismo, pois não existe infraestrutura para custeio ou investimento”, escreveu.

Alves também falou sobre a relação da governadora petista com o governo federal, presidido por Jair Bolsonaro, que é de extrema direita. “O atual governo é fechado, sectário e está mais preocupado com a guerrilha ideológica contra o Governo Federal, deixando a sociedade de lado. Infelizmente, não dá para ser otimista diante do quadro de incompetência e falta de planejamento”, finalizou o ex-prefeito.

Confira as postagens: