Deputados do PL vão discutir se ficam na base do governo

O Partido Liberal (PL) reúne, hoje, sua bancada na Assembleia Legislativa, para avaliar o novo quadro político-partidário no Estado, decorrente das filiações à legenda do presidente Jair Bolsonaro e do ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), que é pré-candidato a senador da República pelo Rio Grande do Norte nas eleições de 2022.

Além do impacto da minirreforma eleitoral que impede  a formação de coligações proporcionais às campanhas de reeleição dos deputados estaduais – George Soares, Kleber Rodrigues e Ubaldo Fernandes – e do próprio presidente da Executiva Estadual do PL, deputado  federal João Maia, vai se discutir o rearranjo político em função do apoio à administração da  governadora Fátima Bezerra (PT), que também buscará a reeleição no ano  que vem.

Até o começo da noite de ontem os três deputados do PL aguardavam a confirmação do horário e local da reunião, que deve ocorrer pela manhã, em Natal, na residência do presidente estadual do partido, o deputado federal João Maia.

Ex-líder do governo na Assembleia, o deputado George Soares diz que, pessoalmente, não pode antecipar um posicionamento, porque “as coisas estão acontecendo muito rapidamente”, bem como não conversou ainda com seus colegas de bancadas e nem com os prefeitos do partido: “Não quero me antecipar para não cometer erros e não trazer informações que não sejam concretas, porque o partido ainda não se reuniu para tratar  absolutamente nada”.

George Soares avalia, por exemplo, que as mudanças ocorridas na legislação eleitoral precisavam de um período para adequação, porque fazer uma reforma eleitoral, “ela precisa de prazos, pois se uma regra (fim das coligações) não repercutiu bem na eleição de vereador (2020), todo mundo teve dificuldade para montar partido e fazer chapa de vereador no interior”.

Como já se tinha essa informação, segundo Soares, “podendo ter mudado ou melhorado, criaram limites para a regra que já estava ruim na  época da campanha de vereador — o candidato a deputado só concorre se atingir 20% dos votos do coeficiente eleitoral e o partido se não atingir 80%, também não participa da distribuição das vagas”.

Para George Soares, alterações na legislação eleitoral são válidas, “mas precisam de um tempo de maturação, um partido não se constrói em semanas ou meses, constrói em anos”.

George Soares reafirmou, que não podia antecipar os fatos em função de decisões partidárias que foram tomadas em nível nacional, não é uma coisa em nível estadual – “como a gente costuma dizer, foi de cima pra baixo, mas respeitamos, qual é o partido que não quer ter a figura de um presidente da República, isso não é só o PL, qualquer partido faria”.

Mas, George Soares afirma que tem de avaliar agora os próximos passos do partido. No caso do Rio Grande do Norte, onde o partido passou três anos apoiando o governo do Estado, “o sentimento que tenho ouvido da minha base dos aliados e amigos, essa briga não é do deputado George”.

No entanto, Soares disse que “não sabe quais foram as diretrizes para os estados”, mas não vê problema nenhum em apoiar o  governo ou votar matérias do interesse do Executivo na Assembleia: “Sempre tive uma posição na Casa de apoiar o Rio Grande do Norte, se pegar minhas votações no governo Rosalba Ciarlini (2011/2014) e durante o governo Robinson Faria (2015/2018), em que eu era oposição, não estão distantes do comportamento que estou tendo com as votações da governadora Fátima Bezerra”.

O deputado Ubaldo  Fernandes disse também que do seu ponto de vista pessoal, o posicionamento do PL em relação à base de apoio ao governo Fátima Bezerra “não mudará nada”, pelo menos até o fim  deste ano.

Porém, Ubaldo Fernandes diz que a reunião de hoje com João Maia é importante para “abrir o diálogo para ver como vamos nos comportar em relação ao nosso futuro político” em nível estadual, “até porque a política está muito abstrata em  relação a candidaturas ao governo do Estado”.

Fernandes alerta que “não temos todos os palanques formados para decidir neste momento, vamos esperar os próximos passos”.

Já o deputado Kleber Rodrigues diz que vai aguardar o pronunciamento do presidente estadual do PL, a fim de tomar uma posição política em relação a alinhamento político com o governo estadual num ano eleitoral: “É isso que quero escutar de João Maia, como é que vai ficar a questão regional”.

Rodrigues admite que, no caso dele, não vai mudar muita coisa em relação ao governo Fátima Bezerra: “O que for bom para o Estado tem meu voto, pode ser de qualquer lado, sempre teve isso e vai continuar assim”.

Deputado federal Beto Rosado desconversa e se recusa a falar sobre filiação do ministro Fábio Faria ao PP

Ida de Fábio para PP pode provocar ruído na cúpula do partido, já que ministro é aliado de Allyson Bezerra e adversário de Rosalba Ciarlini, enquanto Beto integra o grupo da ex-governadora e é opositor do prefeito de Mossoró

Deputado Beto Rosado

A filiação do ministro das Comunicações, Fábio Faria, ao Partido Progressistas (PP) no Rio Grande do Norte poderá aumentar a animosidade dentro do diretório estadual da sigla para as eleições de 2022. Em entrevista ao Agora RN nesta terça-feira 30, o ministro deixou claro que sua mudança de legenda está posta no contexto nacional e, mesmo avaliando ter uma boa relação com o deputado federal Beto Rosado (PP), líder do partido no Estado e sobrinho da ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP), é adversário político desta e aliado declarado do atual prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra (Solidariedade).

“Em Mossoró, por exemplo, tenho uma relação com o prefeito Allyson Bezerra, inclusive sou adversário da ex-prefeita Rosalba Ciarlini. Tenho uma relação muito boa com Beto Rosado, mas quero deixar bem claro que esse convite (para ingressar no partido) veio de Brasília, por parte de Ciro Nogueira’, destacou Fábio.

O PP no Rio Grande do Norte é controlado por Beto Rosado, que busca a reeleição na Câmara dos Deputados, e por seu pai, o ex-deputado Betinho Rosado. Ainda abriga a ex-governadora, que, nos bastidores, tem dado indícios que pretende disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa no pleito eleitoral do ano que vem.

No entanto, a dobradinha da família Rosado para 2022 pode ser frustrada com a chegada de Fábio Faria à legenda, já que, segundo o ministro, “vou poder ter (a liberdade) de escolher com quem vou caminhar junto em cada município do Rio Grande do Norte”, dando a entender que ele é quem poderá indicar a nominata estadual do PP e, ao mesmo tempo, sinalizando que poderá assumir o controle do Progressistas no Estado.

Com isso, o ministro das Comunicações pode provocar um racha na cúpula do partido no Estado, uma vez que é aliado de Allyson Bezerra e adversário de Rosalba Ciarlini. Já o deputado Beto Rosado integra o grupo de Rosalba e é opositor ao prefeito de Mossoró.

Procurado para que comentasse o futuro do PP no Rio Grande do Norte com a chegada do novo filiado e como ficará a questão da sigla em relação ao apoio político à ex-governadora Rosalba, uma vez que Fábio Faria é opositor político desta, o deputado Beto Rosado desconversou.

Disse que poderia falar sobre temas como, “a transnordestina, o ramal (do) Apodi, a fruticultura irrigada e a exportação para a China, que também é muito importante. Tenho muito a falar. A nossa produção de petróleo em terra (ter) aumentado com a chegada da iniciativa privada. Gostaria de falar sobre o meu projeto. Estou lhe dando boas pautas, que colocam nosso Estado para frente”, afirmou.

Questionado novamente sobre a filiação de Fábio Faria, Beto foi enfático, “eu tenho condições de puxar um longo histórico de publicações do seu portal sobre minha pessoa, em nenhuma vocês pediram a minha opinião. Por que querem agora?”, interrogou.

Respaldo presidencial

A escolha de Fábio Faria pelo Progressistas é respaldada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), que poderá escolher o ministro das Comunicações para ser o seu vice-presidente em uma chapa composta pelas siglas PP e PL. Fábio não nega a possibilidade de concorrer à cadeira de vice-presidente em 2022, mas desconversa, “só discutiremos a vice no momento certo”.

Segundo Fábio, a sua ida para o PP ocorreu de forma natural, por ser amigo de Ciro Nogueira, presidente nacional do partido. “O PSD tem uma outra candidatura que é a de Rodrigo Pacheco, e eu sou ministro de Bolsonaro, já tinha conversado com o presidente. Ele liberou a minha saída e o caminho natural é eu ir para um partido onde eu tenha mais relação e que seja da base do governo”, explicou.

A reportagem tentou ouvir a ex-governadora Rosalba Ciarlini e o prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra, para que comentassem as declarações e a ida do ministro Fábio Faria para o PP, mas até o fechamento da edição, não retornaram nossas tentativas de estabelecer contato.

Agora RN

Mineiro detona CPI: “não descobriu nenhuma irregularidade e tem servido de palanque para um membro da oposição”

Em entrevista à 98 FM o secretário estadual de gestão de projetos Fernando Mineiro (PT) disse que a CPI da covid na Assembleia Legislativa não conseguiu encontrar nada que desabone a conduta do Governo do Rio Grande do Norte e do secretário estadual de saúde Cipriano Maia.

Mineiro detona CPI (Foto: José Aldenir/Agora RN)

Mineiro lembrou que o presidente da CPI Kelps Lima (SD) tem se limitado a explorar assuntos pautados em documentos sigilosos obtidos por investigações da Polícia Federal e Ministério Público no que toca o caso dos respiradores pagos pelo Consórcio Nordeste que não foram entregues.

O petista criticou a postura de Kelps que vaza informações sigilosas de forma seletiva. “Como o cara vai se defender se as informações são sigilosas. A política tem que ter limites. Não é vale tudo”, disse.

Em seguida em ele comparou a CPI do RN com a nacional: “os fatos de Brasília afloraram dos depoimentos. Aqui não teve nenhum fato que mostre que o governo cometeu erro. Pelo contrário todos os depoimentos locais mostram que o Governo agiu correto e com lisura”, argumentou. “Não tem nenhum fato que esteja aparecendo que foi apuração da CPI local”, complementou (saiba mais AQUI).

Ele reforçou que a comissão tem apenas servido de palanque para Kelps Lima. “A CPI não rendeu nada além de palanque de um membro da oposição e ele é muito bom nisso”, frisou.

Beto classifica como “situação delicada” fala de Fábio Faria sobre Rosalba e Allyson

O ministro das comunicações Fábio Faria anunciou que está trocando o PSD pelo PP no primeiro dia da janela partidária.

Na mesma entrevista ele deixou claro a aliança com o prefeito de Mossoró Allyson Bezerra (SD) e se referiu à ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP) como adversária (ver AQUI).

O problema é que Rosalba é tia do deputado federal Beto Rosado, presidente estadual do PP. O Blog do Barreto conversou com o líder pepista que classificou a fala como “uma situação delicada”. “Fica estranho”, complementou.

Para Beto, o ministro está optando por um adversário do presidente Jair Bolsonaro (PL). “Fábio Faria, que está cotado pra ser vice-presidente, está com um adversário de Bolsonaro. Allyson recebe as obras do Governo Federal e diz que é dele. Minha curiosidade é saber se Allyson votaria numa chapa Bolsonaro/Fabio Faria”, provocou.

Beto confirmou a versão do ministro de que possui uma boa relação com ele e que vai tratar desse assunto em breve. “Vou conversar com ele quando for oportuno. Tenho muito carinho por ele e respeito”, visou.

Questionado se mudaria de partido devido a postura de Fábio, Beto, por ora, descartou essa possibilidade. “Estou tocando o partido e honrarei todos os compromissos e se não houver como seguir tomarei um outro rumo”, especulou.

Sobre a preferência entre Fábio e o ministro do desenvolvimento regional Rogério Marinho (PL), Beto “subiu no muro”: “admiro os dois ministros. Estão fazendo um excelente trabalho e estão muito próximos nas pesquisas”.

Blog do Barreto

Morre o ex-deputado estadual e ex-vereador Jota Belmont

Faleceu nesta quarta-feira (1), em Mossoró, o ex-deputado estadual Jota Belmont. Radialista e blogueiro, ele lutava conta um câncer e não resistiu.

Jota Belmont

Jota Belmont era natural de São José do Campestre. Começou sua vida no rádio no início dos anos 60, nas rádios Trairi e Cabugi. Nos anos 70 ele desembarcou em Mossoró, onde ficou famoso na Rádio Difusora com programas policiais e de variedade.

Ex-comerciário, ex-vereador, ex-deputado estadual, ex-locutor de comícios, radialista e blogueiro, Belmont era considerado uma das lendas da radiodifusão no interior do Estado.

Informações do blog do bg

Ex-vereador Ney Lopes Júnior é encontrado morto

O ex-vereador e diretor do Procon, Ney Lopes Jr, morreu nesta terça-feira (30), aos 47 anos, em Natal. Segundo assessoria, o corpo do ex-vereador foi encontrado pela sua noiva.

Facebook

Ney Lopes de Souza Júnior era advogado, jornalista e político. Ele é filho do ex-deputado federal Ney Lopes

Nossos sentimentos ao ex-deputado federal Ney Lopes, dona Abigail, as irmãs e demais familiares.

Rogério Marinho se filia ao PL para concorrer ao Senado

Ministro confirmou filiação nesta terça-feira (30) através das redes sociais

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, confirmou nas redes sociais que se filiou ao PL, partido de Bolsonaro, e que será pré-candidato ao Senado pelo Rio Grande do Norte.

Ex-deputado, Marinho estava sem partido desde que deixou o PSDB em junho de 2020. Ele cumpriu três mandatos na Câmara Federal pelo Rio Grande do Norte, mas não conseguiu ser reeleito em 2018.

Fábio Faria confirma filiação ao PP e pré-candidatura ao Senado

Um dos assuntos mais comentados nos últimos dias no noticiário político foi a possível indicação do ministro das Comunicações, Fábio Faria, para ser o vice-presidente de Jair Bolsonaro nas eleições de 2022. Nesta segunda-feira (29), durante agenda de entregas do Ministério das Comunicações no Rio Grande do Norte, o ministro reafirmou: “Sou pré-candidato ao Senado!”.

Foto: Evaristo Sá/AFP

“O PP provavelmente vai indicar o vice, mas isso vai ser no momento certo. Eu hoje estou focado em trabalhar pelo Brasil, trabalhar pelo Rio Grande do Norte. Agenda intensa. Mas hoje, minha posição é de pré-candidato ao Senado”.

Fábio Faria cumpriu agenda administrativa hoje (29) no Rio Grande do Norte, com entregas do Ministério das Comunicações para 45 municípios potiguares. Foram dados 500 computadores para escolas municipais, instalados mais de 30 pontos de internet banda larga gratuita, a maioria em comunidades rurais, além de instalação de antenas para sinal digital de TV, com liberação de novos canais.

A solenidade de entregas, no município de Ceará Mirim reuniu prefeitos, vereadores, deputados estaduais e federais, lideranças políticas, estudantes, educadores, além de uma multidão prestigiando as entregas do Governo Federal, na praça da Igreja Matriz de Ceará Mirim.

BG

Guamaré: Posse de Arthur Teixeira e Eliane Guedes terá ato ecumênico e arrastão nas ruas; veja a atração

Após vencer a eleição suplementar no inicio de novembro o prefeito eleito de Guamaré, Arthur Teixeira, será diplomado hoje na comunidade de Baixa do Meio, distrito de Guamaré.

Após diplomação o prefeito segue para a CM de Guamaré onde acontecerá o ato de posse, em seguida receberá as chaves do executivo com a realização de um ato ecumênico.

A festa

Será realizada com a participação da banda ultima hora que puxará uma arrastão em cima de uma paredão com saída do largo do mercado.

Artur comandará o município de Guamaré até 2024!

Marcos Adriano e as eleições de 2024: segundo pessoas próximas ao empresário ele vai ser candidato a prefeito

Em 2020, o empresário Marcos Adriano (cidadania), tentou sem sucesso viabilizar seu nome como candidato a prefeito pelo grupo do MDB e foi vetado por Alexandre Sobrinho (MDB).

Fontes ligadas ao empresário dizem que o mesmo voltou a sonhar com uma candidatura a prefeito de Pedro Avelino/RN, em 2024. Agora ele preside e tem o controle do partido cidadania e para ser candidato basta querer e decidir.

Atualmente ele visitou o ex-vice-prefeito Dr. Marcos Tassino e mais recentemente o sr. Picuto e familia na zona rural.

O empresário é pai do ex-vereador Marcos Filho (MDB), mais votado na eleição de 2016, o mesmo não foi candidato a reeleição em 2020.