Polícia apreende bolos, fogos de artifício e detém suspeitos de promoverem ‘aniversário’ de facção criminosa no RN

Drogas também foram apreendidas durante ações que aconteceram em Natal, região metropolitana e interior do estado.

Por Igor Jácome, G1 RN

28/03/2021 12h06  Atualizado há 6 horas


Drogas, fogos de artifício e outros materiais foram apreendidos durante operação da PM contra facção criminosa — Foto: Cedida
Drogas, fogos de artifício e outros materiais foram apreendidos durante operação da PM contra facção criminosa — Foto: Cedida

Uma operação conjunta realizada em vários pontos de Natal, região metropolitana interior do estado prendeu suspeitos e apreendeu bolos, fogos de artifício e outros materiais que seriam usados em festas alusivas ao “aniversário” de uma facção criminosa que atua dentro e fora de presídios potiguares.

As ações da Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Penal aconteceram na noite deste sábado (27), segundo confirmou a Secretaria de Segurança Pública do Estado. Porém o saldo da operação, com quantidade de pessoas detidas e de materiais apreendidos, só deve ser divulgado nesta segunda-feira (29).

Segundo a pasta, além de combater a criminalidade, os policiais evitaram aglomerações, proibidas pelo decreto que determina isolamento social por causa da Covid-19 no estado.

Ainda assim, na noite deste sábado (27), várias pessoas relataram terem ouvido fogos de artifícios em vários pontos da Grande Natal, por volta das 19h30. “Alguém sabe porque estava tendo tantos fogos aqui em Natal?”, questionou um dos curiosos nas redes sociais.

Suspeito baleado

Uma das ações da PM aconteceu na comunidade Gogó da Ema, em Nisia Floresta, na Grande Natal. De acordo com a PM, quando as equipes chegaram ao local, suspeitos atiraram contra e policiais, dando início a um confronto. Eles tentaram fugir pulando muros de casas vizinhas.

No entanto, os militares conseguiram deter os suspeitos, um deles ferido por um tiro. Os policiais ainda encontraram um revólver calibre .38 com um dos presos.

O suspeito ferido foi levado até um hospital, onde recebeu cuidados médicos. Após receber alta, ele foi conduzido e com os demais à Central de Flagrante da Polícia Civil, em Natal.

Após ter atendimento negado, homem joga carro contra UPA de Parnamirim

Um homem jogou o próprio carro contra a Unidade de Ptonto-Atendimento de Nova Esperança, em Parnamirim, após ter atendimento negado para sua esposa na madrugada desta segunda (22). O homem foi preso.

Reprodução

“Nós estamos orientando que os casos mais leves sejam levados para outras unidades porque estamos trabalhando acima da capacidade”, explicou o diretor da unidade, Henrique Costa.

De acordo com a Guarda Municipal, o casal chegou de madrugada na UPA Nova Esperança buscando atendimento porque a mulher estava passando mal. Eles foram informados que, diante da lotação, a unidade só estava atendendo casos graves.

Inconformado, o homem acabou jogando o carro na entrada principal da UPA. O carro atingiu a porta e quebrou o vidro.

A Guarda Municipal prendeu o homem e ele foi levado para a Central de Flagrantes, em Natal. A Polícia Civil estabeleceu uma fiança de R$ 400, mas o homem disse que não vai pagar e continuou preso.

Após a confusão, a mulher acabou sendo atendida na UPA, foi medicada e liberada.

Superlotação

A UPA de Parnamirim vem enfrentando superlotação por causa da alta no número de casos de Covid-19. A unidade já fechou as portas para novos pacientes várias vezes em 2021.

De acordo com a direção da UPA de Parnamirim, a unidade está atendendo em média 250 pacientes por dia e mais de 70% são sintomáticos para Covid. “No momento estamos com 34 pacientes internados, tendo capacidade para 29. Desses, 3 estão em estado grave.

G1/RN

Policial é abordado e baleado por bandidos e dirige moto por 15 quilômentros até chegar a um pronto socorro em Natal

Um policial civil foi baleado no ombro na manhã deste sábado (20) após ser abordado por bandidos na entrada do município de Georgino Avelino, no interior do Rio Grande do Norte. Após ser atingido, ele dirigiu cerca de 15 quilômetros até o município de São José de Mipibu, na Grande Natal, onde pediu ajuda e conseguiu ser atendido numa Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Ele não corre risco de morte.

O policial civil tinha saído de casa, em São José de Mipibu, no início da manhã para deixar a mulher no trabalho. No retorno, quando passava na entrada da cidade de Georgino Avelino, pela BR-101, dois criminosos parados em duas motos na pista apontaram a arma para ele e o renderam.

Os bandidos exigiram que o policial se deitasse no chão, mas ele resistiu e foi agredido. Em seguida, os bandidos roubaram a pistola e a carteira funcional de trabalho e atiraram. A bala atingiu o ombro da vítima e atravessou o corpo.

A moto não foi levada e a dupla também abandonou uma das motos em que estava antes de fugir.

Mesmo ferido, o policial subiu na própria moto e conseguiu dirigir até São José de Mipibu, cerca de 15 quilômetros distante, onde recebeu ajuda de populares para ser atendido na UPA da cidade.

Por G1/RN

Carro com vice-governadora do Ceará é assaltado, e criminosos colidem contra árvore durante perseguição

Izolda Cela estava acompanhada do filho no momento do crime. Ambos passam bem.

Por G1 CE

21/02/2021 10h21  Atualizado há uma hora

Veículo colide contra árvore durante perseguição policial em Fortaleza. — Foto: Evandro Lopes/TV Verdes Mares

Um veículo onde estava a vice-governadora do Ceará, Izolda Cela, foi tomado por assaltantes na manhã deste domingo (21), em Fortaleza. Os três suspeitos, que seriam adolescentes, realizaram o ato portando arma de brinquedo. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da vice-governadora.

Eles foram detidos em poucos minutos e encaminhados para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA). O veículo e pertences foram recuperados. Izolda estava acompanhada do filho, proprietário do veículo. Ninguém sofreu ferimentos na ocasião.

O carro tomado de assalto colidiu contra uma árvore do canteiro central da avenida Padre Antônio Tomás, Bairro Aldeota, em Fortaleza, durante perseguição policial.

Vice-governadora do Ceará, Izolda Cela. — Foto: Kléber A. Gonçalves/Agência Diário

Cinco novos policias chegam para reforça à segurança em Pedro Avelino

A página do destacamento da Polícia Militar de Pedro Avelino/RN, anunciou nesta quarta-feira, 03, a chegada de mais 05 (cinco) novos policias que vinheram para aumentar o efetivo do município.

Confira na íntegra

Destacamento PM Pedro Avelino

O comandante do destacamento SARGENTO PM VALE foi pessoalmente buscar é recepcionar os novos 05 POLICIAIS MILITARES que irão agora compor o policiamento de Pedro Avelino, chegando agora para somar aos que já estavam e melhorar em muito a segurança da nossa cidade, sendo agora 09 PMs ao todo o efetivo da cidade. Aumentando nosso compromisso de mais segurança!

Desejamos aos novos soldados MUITO BOAS VINDAS.

PMs e Bombeiros farão assembleia e poderão paralisar atividades no Rio Grande do Norte

Depois de várias tentativas de acordo com o Governo do RN sobre o pagamento dos salários atrasados de 2018, as entidades representativas dos Policiais Militares e Bombeiros Militares do RN decidem convocar Assembleia Geral Unificada para a próxima quarta-feira (03), às 9h. O ato será em frente à Governadoria, no Centro Administrativo, para decidir os próximos passos do movimento.

A decisão aconteceu após reunião com a governadora na tarde da última quarta-feira (27), quando não foi anunciada qualquer sinalização real sobre o pagamento dos passivos de 2018. “O Governo anunciou apenas que em maio e novembro de 2021 quitará o 13° atrasado de 2018, não havendo qualquer previsão sobre o pagamento de dezembro de 2018”, informa nota oficial emitida em conjunto pelas entidades. 

O comunicado acrescenta ainda que, em determinado momento da reunião, a governadora cortou o microfone dos representantes das entidades presentes e, em seguida, se retirou da reunião, deixando o assunto a ser tratado por seus secretários.

Para a subtenente Márcia Carvalho, vice-presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais Militares e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBMRN), “é absurdo que diante de mais de dois anos de atraso seja feito um anúncio vago, sem data exata, sem informar qual faixa salarial vai ser abrangida, especialmente diante do acordo que foi feito em 2019 sobre priorizar as demandas da Segurança”.

A representante da entidade reforça que o Governo deve apresentar uma proposta mais precisa. “Diante deste vácuo, vamos nos reunir com a tropa para explicarmos a situação e discutirmos juntos alguma solução. Não vamos ser porta-vozes de uma notícia sem fundamento e sem previsões concretas”, enfatiza.

Fonte: Portal Grande Ponto

Tragédia do Baldo: 37 anos depois, polícia prende suspeito de ser motorista do ônibus que atropelou e matou 19 pessoas no carnaval em Natal

Morador de rua foi detido nesta terça-feira (26) e, segundo o delegado Frank Albuquerque, confessou ser Aluízio Farias Batista.

Por Leonardo Erys e Sérgio Henrique Santos, G1 RN e Inter TV Cabugi

26/01/2021 16h21  Atualizado há 3 minutos


Aluízio Farias Batista é condenado por ter matado 19 pessoas atropeladas no carnaval em Natal — Foto: Arquivo
Aluízio Farias Batista é condenado por ter matado 19 pessoas atropeladas no carnaval em Natal — Foto: Arquivo

Policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) prenderam no fim da manhã desta terça-feira (26) um morador de rua que eles acreditam ser Aluízio Farias Batista, o motorista de ônibus que atropelou e matou 19 pessoas em um carnaval de rua em Natal em 1984 – há 37 anos.

O caso, um dos mais emblemáticos da história da cidade, ficou conhecido como a “Tragédia do Baldo”. Aluízio Farias Batista estava foragido desde a época do crime.

Trecho do acidente no viaduto do baldo, em Natal. Tragédia do Baldo — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi
Trecho do acidente no viaduto do baldo, em Natal. Tragédia do Baldo — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Os policiais chegaram até o suspeito após uma denúncia anônima que dava conta de que ele atualmente era morador de rua e vivia no bairro Neópolis, na Zona Sul. O setor de inteligência do Bope investigou e efetuou a prisão nesta terça na rua Agnaldo José de Barros.

Segundo o delegado de plantão Frank Albuquerque, o homem, que estava sem identificação, inicialmente negou que fosse Aluízio e se disse chamar João. Em seguida, segundo o delegado, ele confessou.

“Ele confessou que é o Aluízio e que tinha se escondido em Recife e voltou em 2012. Ele voltou achando que certamente não seria mais punido, que ia escapar da sentença, de ser preso, mas ele foi condenado há pouco tempo. E agora, graças ao serviço do Bope, ele foi preso”, disse.

O homem foi encaminhado para o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep), onde passará por exames para ser identificado. Há um mandado de prisão em aberto contra ele com validade até 2029.

“Ele está sem documentos e, para que a gente possa dar cumprimento ao mandado de prisão, ele está sendo encaminhado pro Itep e vai ser submetido a uma identificação criminal e cível. Em seguida, sendo confirmada a identidade, ele vai ser encaminhado para o sistema prisional”, explicou.

Segundo o Itep, a identificação será feita através das digitais do suspeito, que serão coletadas e inseridas em um sistema informatizado. Esse sistema tem mais de 4 milhões de pessoas cadastradas.

Aluízio Farias Batista foi condenado a 21 anos de reclusão por 19 homicídios em julgamento a revelia (em que não esteve presente) no ano de 2009.

O promotor público do caso, Augusto Azevedo, explicou que crimes de 12 a 30 anos de condenação prescrevem após 20 anos e que há uma recontagem a cada etapa do processo. Por isso, o mandado de prisão tem validade até 2029, considerando o ano do julgamento.

O caso

O acidente aconteceu na madrugada do dia 25 de fevereiro de 1984. Aluízio Farias Batista era motorista de uma empresa de ônibus e trabalhava até tarde naquele dia. No trajeto, ele passou abaixo do Viaduto do Baldo, na Zona Leste da Cidade, no trecho da subida avenida Rio Branco, onde foliões curtiam o carnaval na rua.

O ônibus que Aluízio conduzia passou por cima da multidão e culminou com a morte de 19 pessoas, além de 12 feridos. A estimativa é de que 5 mil pessoas brincavam carnaval no bloco de rua.

Historiadores associam o episódio com a queda no número de blocos de rua durante o carnaval de Natal nas décadas seguintes.

Tragédia do Baldo aconteceu em 1984 — Foto: Arquivo
Tragédia do Baldo aconteceu em 1984 — Foto: Arquivo

Motorista de aplicativo e ex-candidato a vereador é assassinado na Favela do Fio em Mossoró

O crime aconteceu por volta das 20h40min desta quinta feira 21 de janeiro de 2021 na Rua José Malaquias de Oliveira na Favela do Fio região do Santa Delmira em Mossoró no Oeste do Rio Grande do Norte.

A vítima foi identificada como, Carlos Reginaldo Nogueira Holanda Júnior, conhecido como “Espanta” de 31 anos de idade, morador do Conjunto Abolição I em Mossoró. Ele foi morto no meio da rua com um tiro na cabeça. Segundo informações a vítima que foi candidato a vereador nas eleições passadas em Mossoró, estava trabalhando atualmente como motorista de aplicativo (Uber).

A Polícia suspeita de que “Espanta” como era mais conhecido tenha sido vítima de um latrocínio (roubo com consequência de morte) e que os criminosos possivelmente tenham levaram o carro dele. A polícia informou que não há registros de antecedentes criminais contra Carlos Júnior.

No local do crime a perícia não encontrou documentos de identificação com a vítima, apenas uma quantia de 90 reais em espécie e um óculos escuro e as pessoas que estavam na cena de crime, relataram para a polícia que não conheciam a vítima.

Após os  procedimentos de perícia realizados no local pelas equipes do Itep, coordenada pela perita Roberta Lícia e da Delegacia de Plantão, sob o comando do delegado José Vieira de Castro, o corpo de Carlos Júnior foi removido para exames de necropsia no Instituto Médico Legal do ITEP.

Carlos Junior só foi identificado no Instituto Técnico Científico (ITEP), quando familiares compareceram ao órgão, ainda na noite do crime e reconheceram o corpo.  Este é o sexto assassinato ocorrido em Mossoró neste ano de 2021 e o caso será investigado pela Delegacia de Homicídios.

Por fim da linha

Presidente do STJ concede prisão domiciliar ao prefeito do Rio

Marcelo Crivella será monitorado por tornozeleira eletrônica

Publicado em 22/12/2020 – 22:55 Por André Richter – Repórter da Agência Brasil – Brasília

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, concedeu hoje (22) prisão domiciliar ao prefeito afastado do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella. Pela decisão, Crivella será monitorado por tornozeleira eletrônica e está proibido de manter contato com terceiros e de falar ao telefone. Ele também deverá entregar aparelhos telefônicos, computadores e tablets às autoridades.

Na manhã de hoje, Crivella foi preso por determinação da desembargadora Rosa Helena Penna Macedo Guita, da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. A prisão do prefeito e de outros investigados foi realizada em ação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e da Polícia Civil, como desdobramento da Operação Hades, que apura corrupção na prefeitura da cidade e tem como base a delação do doleiro Sergio Mizrahy.

Na decisão, o presidente do STJ entendeu que Crivella pode cumprir medidas cautelares diversas da prisão. “Não obstante o juízo tenha apontado elementos que, em tese, justifiquem a prisão preventiva, entendo que não ficou caracterizada a impossibilidade de adoção de medida cautelar substitutiva menos gravosa”, afirmou o presidente da corte.

No habeas corpus, a defesa de Crivella afirmou que a prisão é ilegal e uma demonstração de criminalização da política. “A prisão foi decretada com base em presunções genéricas e abstratas, desamparadas de qualquer base legal, sendo certo que o prefeito terá sua inocência demonstrada no curso do processo.”, declararam os advogados.

Ao chegar à Cidade da Polícia após ser preso, o prefeito atribuiu a sua prisão a uma perseguição política. “Perseguição política. Lutei contra o pedágio ilegal e injusto, tirei recursos do carnaval, negociei com o VLT. Foi o governo que mais atuou contra a corrupção no Rio de Janeiro”, afirmou.

Médico é afastado após respirador que sumiu de UPA em Natal ser anunciado em site de vendas, diz polícia

Segundo a delegada do caso, as investigações apontaram que o anúncio foi feito pelo profissional da saúde.

Por Leonardo Erys, G1 RN

10/12/2020 18h49  Atualizado há 21 minutos


A UPA da Cidade da Esperança durante pandemia em Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/InterTV Cabugi
A UPA da Cidade da Esperança durante pandemia em Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/InterTV Cabugi

Um médico foi afastado de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Natal depois de um respirador mecânico portátil sumir e ser anunciado em um site de vendas na internet. O caso foi confirmado pela Polícia Civil.

A investigação do Departamento de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro começou em junho, após denúncias recebidas por gestores da própria unidade de saúde.

À polícia, eles contaram que logo após o desaparecimento do respirador, encontraram um equipamento semelhante sendo anunciado num site de vendas.

Os policiais civis, então, buscaram a identificação do anunciante.

“Chegamos nos dados desse anunciante e tomamos conhecimento de que se tratava de um médico, que trabalhava no município, só que em outra unidade, não na que foi feita a denúncia”, explicou a delegada Karla Viviane.

“Quando nós chegamos lá, e passamos a ouvir os gestores dessa segunda unidade de saúde, eles informaram que também teriam percebido o desaparecimento do mesmo tipo de equipamento”.

A delegada explicou que, nesta segunda unidade de saúde, após o início das investigações da Polícia Civil, o respirador mecânico reapareceu “num contexto em que o médico investigado estava presente” e uma semana após ter sumido.

“Conseguimos o objetivo da operação, que era recuperação do objeto, que é essencial para o momento que a gente vive. E conseguimos, juntamente com a gestão municipal, que esse profissional fosse afastado de serviço junto a essas unidades de saúde”, disse Karla Viviane.

Em junho, mês em que o caso foi registrado, o Rio Grande do Norte viveu o seu pior momento da pandemia de Covid-19 até aqui, chegando a ter 96,50% de leitos críticos para a doença ocupados e registrando 22.887 novos casos de coronavírus – o maior aumento em um mês. As UPAs chegaram a ter mais de 200% de ocupação no período.

Segundo a delegada, as investigações do caso continuam. Os passos seguintes do inquérito, no entanto, não foram detalhados.

A Polícia Civil acredita que a primeira denúncia registrada também se referia respirador mecânico que foi encontrado. O órgão não citou qual a UPA que teve o equipamento roubado.

Procurada, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) disse, através da assessoria de imprensa, que não vai se pronunciar: “Solicitamos que a investigação ocorresse em sigilo, por esse motivo não vamos nos pronunciar”.

A pasta também não confirmou se o profissional continua afastado das funções.