PCC realiza fuga em massa em prisão no Paraguai, e 75 conseguem escapar

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Setenta e cinco presos, a maioria membros do PCC (Primeiro Comando da Capital), fugiram na madrugada deste domingo (19) de uma prisão em Pedro Juan Caballero, no Paraguai.

Sacos de areia foram encontrados em cela, após fuga de integrantes do PCC no Paraguai – Reprodução

A facção brasileira tem forte atuação no Paraguai, devido a tráfico de drogas.

De acordo com a imprensa do país, foi encontrado um túnel que ligava um dos pavilhões, voltados a presos da facção criminosa brasileira, à área externa da prisão.

O governo paraguaio, no entanto, considera que parte dos criminosos possa ter fugido durante a semana sem usar o túnel. Os responsáveis pela prisão já foram afastados.

“Foi encontrado um túnel e acreditamos que esse túnel foi um recurso enganoso para legitimar ou maquiar a liberação dos presos. Há cumplicidade com as pessoas de dentro da prisão e esse é um fenômeno que acontece em todas as penitenciárias”, afirmou o ministro do Interior do país, Euclides Acevedo, em nota publicada em site do governo.

De acordo com ele, o país está em alerta máximo, pois os presos são de grande periculosidade. Segundo ele, entre os 75 presos -e não 91, como divulgado inicialmente pela imprensa paraguaia- a maioria é de integrantes do PCC.

O governo informou que 40 presos são brasileiros e os demais, paraguaios. O ministro afirmou que é possível que alguns dos detentos tenham fugido para o Brasil.

No começo da tarde, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou que trabalha com as forças de segurança para impedir a entrada dos criminosos no Brasil, e que, caso sejam capturados, serão levados a presídios federais.

“Estamos trabalhando junto com as forças estaduais para impedir a reentrada no Brasil dos criminosos que fugiram de prisão do Paraguai. Se voltarem ao Brasil, ganham passagem só de ida para presídio federal”, escreveu Moro no Twitter.

A ministra da Justiça do Paraguai, Cecilia Pérez, ordenou a destituição do diretor da penitenciária e de outros funcionários.

A suspeita é que a facção criminosa tenha comprado a sua fuga -circulam informações, segundo a ministra, de que o pagamento pode ter sido de US$ 80 mil.

A ministra da Justiça afirmou que colocará seu cargo à disposição. “A responsabilidade política do ministério é minha”, disse, em coletiva de imprensa. “O presidente tomará a decisão”.

Em uma das celas do presídio foram encontrados cerca de 200 sacos de terra, retirada para que o túnel fosse feito.

PEDRO JUAN CABALLERO

No ano passado, sob o argumento de que há “níveis críticos de violência” e ações da facção criminosa PCC na região, o Ministério Público Federal decidiu fechar o seu prédio em Ponta Porã (MS), na fronteira do Brasil com o Paraguai, e transferir suas atividades para a cidade de Dourados (MS), a 120 km de distância.

A decisão partiu do Conselho Superior do MPF e foi acompanhada pelo CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público).

Segundo o MPF, o prédio fica a 350 metros da fronteira seca com Pedro Juan Caballero, no Paraguai, “palco de numerosas ações de diversos grupos criminosos organizados, em especial, do PCC [Primeiro Comando da Capital]”.

Em 2016, um traficante brasileiro que era chefe do narcotráfico na região foi morto em um ataque em Pedro Juan Caballero que envolveu até o uso de metralhadora antiaérea. A polícia ligou a ação ao PCC, que buscava se estabelecer no território.

O órgão público funcionava desde 2003 e hoje conta com três procuradores da República, 15 servidores, seis estagiários e oito empregados terceirizados. Com 92,5 mil habitantes, Ponta Porã é o quinto maior município de Mato Grosso do Sul.

Tenente-coronel da PM preso em operação lidera organização de contrabando de cigarros no RN, diz Justiça Federal

Operação Níquel foi deflagrada na manhã desta terça-feira (14) no Rio Grande do Norte e também teve mandados cumpridos em São Paulo e no Pará.

Por G1 RN – 14 de Janeiro de 2019

Tenente-coronel André Luis Fernandes, da PM do Rio Grande do Norte, foi candidato a deputado no estado

O tenente-coronel da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, André Luís Fernandes da Fonseca, preso na manhã desta terça-feira (14) pela Operação Níquel da Polícia Federal foi apontado como líder de uma organização criminosa responsável pelo contrabando de cigarros e outras mercadorias. As informações são da Justiça Federal, que expediu mandado de prisão contra ele e outras pessoas.

O juiz federal Walter Nunes da Silva Júnior, titular da 2ª Vara Federal, decretou a prisão de seis pessoas. Além disso, foram determinadas buscas e apreensões e o bloqueio de valores somando R$ 16.185.368,00.

Segundo o magistrado, o coronel Fernandes, como o oficial é conhecido, exercia função de liderança na organização. De acordo com a decisão, a suspeita é de que o grupo contaria inclusive com ajuda de dentro da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

“O Tenente-Coronel da Polícia Militar André Luis Fernandes da Fonseca exerce função de liderança na organização investigada, possuindo domínio sobre as atividades operacionais e financeiras, bem como desempenha comando sobre os demais integrantes do grupo. Ademais, foram trazidos à investigação dados de que André Luis Fernandes comanda ações para a garantia da continuidade das operações do grupo, como blindagem de eventuais intervenções policiais, havendo suspeitas, inclusive, de que ele conta com a ajuda de integrante da Polícia Rodoviária Federal lotado neste Estado para viabilizar o escoamento do produto, tamanha a facilidade no transporte das mercadorias”, afirmou na decisão.

A decisão trouxe ainda medidas cautelares para três pessoas, que deverão comparecer mensalmente à Secretaria da 2ª Vara.

A Justiça Federal determinou que um ofício seja enviado para o Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça, solicitando auxílio direto do Paraguai para realizar busca e apreensão no endereço de propriedade de um dos investigados em Ciudad del Leste.

Como funcionava o esquema

Na decisão, o juiz federal afirmou que os dados colhidos indicam que os cigarros de origem estrangeira ingressam no território brasileiro através da costa marítima do Rio Grande do Norte, especificamente na região do município de Macau, na Costa Branca potiguar, através de embarcações.

Depois de aportados, os produtos seguiam em veículos – geralmente caminhões, – e eram armazenados em galpões localizados em diversos pontos na região metropolitana de Natal.

Ainda de acordo com as informações no processo, o transporte é realizado por integrantes do grupo, geralmente armados, contando ainda com informações privilegiadas sobre possíveis abordagens policiais.

Perfil

O tenente-coronel Fernandes atuava como subcomandante do Comando de Policiamento do Interior desde 2008. Ele já foi candidato a deputado em duas ocasiões, chegando à condição de suplente, e também a vice-prefeito de Macau, onde já trabalhou como comandante do policiamento regional.

Governo Federal vai entregar novas caminhonetes Mitsubishi L200 para a segurança do RN

Vai sair da linha de montagem diretamente para a Polícia Militar as 127 novas caminhonetes para reforçar a segurança pública no Rio Grande do Norte.

As novas viaturas tratam-se de Mitsubishi L200 Triton que estão sendo entregues pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública do governo Bolsonaro, e que devem substituir os atuais veículos Volkswagen Gol motivo de reclamações dos policiais.

As viaturas já vem com o novo slogan do Governo com a frase: “Patria Amada Brasil”.

O Governo Federal já vem investindo aproximadamente R$ 80 milhões para aplicação em melhorias no sistema de segurança pública do Estado.

Homem é flagrado roubando bolsa com R$ 2 mil em supermercado em Natal

Crime aconteceu na noite deste domingo (29). O suspeito fingia fazer compras no local e andava pelos corredores com um carrinho de compras vazio.

Por G1 RN

30/12/2019 07h56  Atualizado há 4 minutos


Homem circulava em supermercado de Natal com carrinho de compras vazio. Minutos depois, ele roubou uma bolsa com R$ 2 mil — Foto: Divulgação/Polícia Civil
Homem circulava em supermercado de Natal com carrinho de compras vazio. Minutos depois, ele roubou uma bolsa com R$ 2 mil — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um homem que fingia fazer compras em um supermercado em Candelária, Zona Sul de Natal, roubou uma bolsa com R$ 2 mil enquanto uma funcionária transferia o dinheiro do caixa na noite deste domingo (29). Câmeras de segurança flagraram o suspeito andando na loja com um carrinho de compras vazio antes de levar o dinheiro.

Imagens do circuito de segurança interno do local mostram que o criminoso observa a movimentação de uma funcionária do supermercado. As câmeras registram que ela transfere o dinheiro da caixa registradora para uma bolsa. Segundos depois, o suspeito, que veste uma camisa vermelha e preta, espera um cliente sair do caixa ao lado, vai em direção à funcionária, pega a bolsa e sai do local correndo.

Funcionários do supermercado registraram um boletim na Central de Flagrantes da Zona Sul de Natal e a Polícia Civil vai investigar o crime. Até o fechamento desta reportagem ninguém foi preso.

Polícia pede ajuda à população para localizar e prender segundo envolvido na morte do coronel Nunes

Continuam as diligências na tentativa de localizar e prender Clodoaldo dos Santos Lima, conhecido por ‘Urêia’. Ele é apontado como um dos autores do assassinato do coronel PM da Reserva, Francildo Souza Nunes, 62, durante assalto praticado, nesse sábado, a uma loja de confecções, no Centro de Natal. A polícia pede apoio à população para localizar o suspeito, através do disque 190 ou 181. O sigilo é absoluto.

Foto: Montagem

‘Urêia’ é quem aparece no vídeo, de camisa azul de manga longa, sacando a arma e anunciando o assalto.

Foto: Divulgação

O militar estava dentro de uma loja situada na rua Princesa Isabel, na Cidade Alta, quando foi surpreendido por uma dupla, que anunciou o assalto e levou as vítimas para o provador. Lá, o coronel foi morto a tiros, após os bandidos observarem que ele estava armado.

Após deixarem o local, os bandidos fugiram por caminhos opostos. No início da noite de ontem, um dos envolvidos, Francisco Acson da Silva, 28, foi morto pela Polícia Militar, após reagir com tiros à prisão.

O coronel Nunes, como era mais conhecido, está sendo velado neste domingo na Capela Central do cemitério Morada da Paz, em Emaús. O sepultamento está previsto para acontecer às 16 horas.

Coronel da PM é morto a tiros durante assalto em Natal

Crime aconteceu na tarde deste sábado (28) no Centro da capital potiguar. Um dos suspeitos foi morto em troca de tiros com a PM poucas horas depois do assalto.

Por Fernanda Zuali e Julianne Barreto, G1 RN INTER TV CABUGI – 28 de dezembro de 2019 18:44

Coronel da PM foi baleado e morreu durante um assalto em uma loja no Centro de Natal

Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

Um coronel da reserva da Polícia Militar do Rio Grande do Norte foi morto a tiros durante um assalto a uma loja de roupas, na tarde deste sábado (28), no Centro de Natal. De acordo com a PM, o coronel Francildo de Souza Nunes levou três tiros no peito e morreu no local.

O policial estava em uma loja de roupas acompanhado da esposa que fazia compras. Pelo menos dois criminosos participaram do assalto. Um deles entrou na loja e anunciou o assalto. Ele levou os clientes para um dos provadores, incluindo o coronel.

Foi dentro desse provador que o policial foi baleado. Segundo a Polícia Militar, o coronel reagiu ao assalto. Ainda segundo a PM, ele levou três tiros no peito. Outro criminoso ficou na porta da loja impedindo que os clientes saíssem.

Após os tiros no coronel, os bandidos roubaram o carro de um homem que passava pelo local e fugiram. O motorista deste carro foi baleado no ombro, mas foi socorrido em seguida e passa bem.

Um dos suspeitos usava tornozeleira eletrônica, o que possibilitou que a polícia o encontrasse em Macaíba, na Grande Natal, poucas horas após o assalto. Na abordagem houve troca de tiros, o suspeito foi baleado e morreu a caminho do hospital.

Em nota, a Polícia Militar lamentou a morte do coronel. “O coronel Nunes foi vítima de homicídio em uma loja de departamentos no Centro da cidade de Natal, ao tentar reagir a um assalto em andamento. Nosso Coronel durante mais de 30 anos de efetivo serviço sempre pautou sua conduta nos ditames da honra e coragem”, diz a nota.

Confira a nota na íntegra:

“É com profundo pesar que comunicamos o falecimento do Coronel PM da reserva remunerada Francildo de Souza Nunes. O Coronel Nunes foi vítima de homicídio em uma loja de departamentos no Centro da cidade de Natal, ao tentar reagir a um assalto em andamento. Nosso Coronel durante mais de 30 anos de efetivo serviço sempre pautou sua conduta nos ditames da honra e coragem. Coronel Nunes tombou em combate e sempre será lembrado por todos que ostentam o brasão da PMRN e bandeira do Rio Grande do Norte”.

Preso engole celular, é descoberto e precisa ir a hospital para retirar o aparelho no RN

Homem passou por uma lavagem intestinal e uma endoscopia para retirar o celular do organismo.

Por G1 RN

28/12/2019 12h57  Atualizado há 2 horas

Preso engoliu celular e precisou ir para o hospital retirá-lo — Foto: Divulgação
Preso engoliu celular e precisou ir para o hospital retirá-lo — Foto: Divulgação

Um preso engoliu um celular com o objetivo de escondê-lo no presídio Rogério Coutinho Madruga, pavilhão que é anexo à Penitenciária de Alcaçuz, no município de Nísia Floresta, na Região Metropolitana de Natal. O complexo representa a maior unidade prisional do estado.

Apesar da ousadia, o “esconderijo” foi descoberto pelos policiais na sexta-feira (27). Eles desconfiaram do preso e usaram um equipamento que faz escaneamento corporal para comprovar a presença do celular no organismo dele.

“Soubemos que um preso havia entrado com um celular no corpo. Começamos a trabalhar para identificar quem era e, quando identificamos, levamos ele para o body scan. Foi quando vimos que tinha um corpo estranho”, explicou Pedro Florêncio Filho, titular da Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania do RN (Sejuc).

Com o celular no organismo e sem conseguir retirá-lo, o preso precisou passar por uma lavagem intestinal e uma endoscopia no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, em Natal, para que o aparelho pudesse ser tirado do seu corpo. “Determinei a ida dele ao Walfredo Gurgel para identificar o que era e retirar o objeto. E ficou constatado ser um mini celular que estava no estômago”, explicou o secretário.

O body scan, responsável por encontrar o aparelho no corpo do apenado, foi instalado neste ano no presídio. “Nós temos nas principais unidades o body scan, que é um equipamento de raio-x que faz a leitura corporal. Se o interno ou a visita tem a suspeita de ter algo no corpo, isso é facilmente identificado no aparelho”, garantiu o secretário Pedro Florêncio Filho.

Bandido bate carro roubado e assalta motorista que parou para ajudá-lo em Natal

Caso aconteceu no bairro Neópolis, na noite desta quinta-feira (26). Criminoso abandonou o primeiro veículo no local e tomou de assalto o carro do motorista que prestava socorro.

Crime aconteceu na noite desta quinta-feira (26)
Reprodução/Inter TV Cabugi

Por G1 RN

Quinta-feira, 27 de dezembro de 2019 às 15h22 – republicado 00h26

Um caso curioso aconteceu na noite desta quinta-feira (26) em Natal. Um bandido roubou um carro e horas depois bateu com ele em um muro na marginal da BR-101, na altura do bairro Neópolis, na zona Sul. Um motorista que passava pelo local parou para ajudá-lo após o acidente, considerando a gravidade da batida. Neste momento, o bandido desceu do carro, anunciou um novo assalto e levou o carro do homem que prestava socorro.

O acidente aconteceu por volta das 23h. O criminoso havia tomado o primeiro carro de assalto, um Ford Ka de cor branca, no bairro Pitimbu, na zona Sul da cidade. A Polícia Civil acredita que ele tenha utilizado o carro para praticar assaltos.

Horas depois, quando passava pela BR-101, na altura do bairro Neópolis, ele perdeu o controle ao entrar na marginal da pista, subiu na calçada e bateu o veículo. Partes do carro ficaram no chão da pista e da calçada, assim como manchas de óleo.

Foi neste momento que um motorista que passava pelo local mostrou solidariedade, parou o carro e foi ajudar o homem dentro do veículo batido. O criminoso, então, aproveitou a nova oportunidade e realizou um novo assalto, levando o segundo veículo e abandonando o outro no local da batida.

Poucas horas depois do crime, no entanto, o bandido abandonou o novo veículo roubado no conjunto Potilândia, no bairro Lagoa Nova. O carro foi levado para a Central de Flagrantes, da Polícia Civil, e o dono o recuperou na manhã desta sexta-feira (27). O veículo estava intacto.

Após perseguição e troca de tiros com a PM, dois criminosos morrem em Natal

Caso aconteceu na noite desta segunda-feira (9), em Felipe Camarão, Zona Oeste da cidade.

Por G1 RN

10/12/2019 08h08  Atualizado há 3 horas


Veículo ficou destruído após criminosos baterem carro em muro enquanto eram perseguidos pela Polícia, em Felipe Camarão, Zona Oeste de Natal — Foto: Geraldo Jerônimo/Inter TV Cabugi
Veículo ficou destruído após criminosos baterem carro em muro enquanto eram perseguidos pela Polícia, em Felipe Camarão, Zona Oeste de Natal — Foto: Geraldo Jerônimo/Inter TV Cabugi

Dois criminosos morreram e dois fugiram após uma troca de tiros com a Polícia Militar na noite desta segunda-feira (9), no bairro Felipe Camarão, Zona Oeste de Natal.

De acordo com a Polícia Militar, os criminosos estavam em um carro modelo Up de cor branca roubado, que foi abandonado por eles. Em seguida, segundo a corporação, os suspeitos tomaram um 208 branco, de um motorista por aplicativo, mas a polícia foi acionada e começou uma perseguição.

Na fuga, os criminosos teriam dado início a uma tiroteio. Durante a perseguição, os suspeitos bateram o veículo no muro de uma casa no bairro Felipe Camarão.

Dois bandidos ainda conseguiram fugir. Os outros dois foram atingidos por tiros e morreram enquanto eram levados para o Hospital Walfredo Gurgel, na Zona Sul de Natal.

Polícia Civil prende em Goiaininha Ailton Berto da Silva após matar jipeiro em confraternização a tiros

Policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) prenderam Ailton Berto da Silva, 50 anos, na tarde desta sexta-feira (06), na cidade de Goianinha. Ele matou Fantone Henry Filgueira Maia, no último sábado (30), durante uma confraternização de um clube de trilhas de veículos 4×4. O crime aconteceu na praia de Santa Rita, localizada no município de Extremoz.

Ailton Berto da Silva foi detido mediante o cumprimento de um mandado de prisão temporária expedido pela Justiça. De acordo com as investigações, o crime ocorreu durante um desentendimento que houve entre os participantes da festa. Ailton Berto sacou uma pistola e efetuou diversos disparos, atingindo Fantone Henry e mais duas pessoas que estavam no local.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS