Estado de saúde do ex-prefeito de João Câmara, Ariosvaldo Targino (Vavá) está estável, porém grave

A Filha do ex-prefeito, Ariosvaldo Targino Araújo (Vavá), divulgou em seu perfil em uma rede social que o estado de saúde de seu pai é estável, porém grave. O ex-prefeito está internado na UTI do hospital do coração em Natal.

Sua filha, Vera Targino, pediu aos familiares e amigos que orem pela recuperação de Vavá.

Mulher é morta a tiros em João Câmara, RN; ex-marido é suspeito do crime

Assassinato aconteceu nesta quarta-feira (17), no bairro IPE.

Por G1 RN

 


Februska Emanuely Ferreira tinha 34 anos e foi morta a tiros em João Câmara — Foto: Facebook/ReproduçãoFebruska Emanuely Ferreira tinha 34 anos e foi morta a tiros em João Câmara — Foto: Facebook/Reprodução

Uma mulher foi morta a tiros na cidade de João Câmara, interior do Rio Grande do Norte, nesta quarta-feira (17). De acordo com a Polícia Civil, o suspeito de ter atirado nela é o seu ex-marido. A vítima é Februska Emanuely Ferreira, de 34 anos. Ela era ASG no Hospital Regional de João Câmara.O crime aconteceu no bairro IPE. A Polícia Militar informou que o homem foi até a casa da ex-mulher, pegou os dois filhos do casal e levou para uma outra residência. Depois, foi ao encontro de Fabruska e atirou nela.

Em seguida, ainda segundo a PM, o homem voltou até a casa onde deixou os filhos e saiu novamente com eles, uma adolescente de 14 anos e um menino de 3. Os dois foram encontrados em um terceiro imóvel, já sem o pai. A Polícia Militar realiza buscas na região para tentar encontrar o suspeito.

Polícia Militar isolou a área do assassinato o Instituto Técnico-Científico de Perícia recolheu o corpo — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV CabugiPolícia Militar isolou a área do assassinato o Instituto Técnico-Científico de Perícia recolheu o corpo — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Namorado de adolescente de 14 anos morta no RN é preso; corpo dela foi amarrado, embrulhado e jogado às margens da BR-406

Por Anderson Barbosa, G1 RN

 

Maria Heloize Vale da Silva completaria 15 anos na próxima terça-feira, dia 26 — Foto: Arquivo Pessoal

Maria Heloize Vale da Silva completaria 15 anos na próxima terça-feira, dia 26 — Foto: Arquivo Pessoal

Foi preso na manhã desta terça-feira (19) o namorado da adolescente Maria Heloize Vale da Silva, de 14 anos, assassinada na noite da segunda (18) em João Câmara, distante pouco mais de 80 quilômetros de Natal. A garota foi baleada na cabeça, foi amarrada com arame, teve o corpo enrolado em um lençol e depois foi jogada às margens da BR-406. Apesar de ser suspeito do crime, o rapaz acabou detido porque tem um mandado de prisão já expedido pela Justiça.

Maria Heloize completaria 15 anos na próxima terça-feira, dia 26. Segundo a mãe da garota, que trabalha como terceirizada na Delegacia de Polícia Civil da cidade, a filha morava na casa do namorado já há algum tempo. Logo que o corpo de Maria Heloize foi encontrado, policiais militares procuram por ele, mas não o acharam.

A prisão do suspeito aconteceu quando ele foi até a comunidade de Brejinho, onde a família preparava um local para velar o corpo da adolescente. Parentes o seguraram e chamara a PM, que o levaram à delegacia.

“Ele ainda vai ser ouvido sobre a morte da namorada. Mas, está detido porque constatamos que havia um mandado de prisão contra ele por causa de outro crime”, confirmou o delegado Joacir Lucena.

Ainda na noite da segunda (18), ao G1, o delegado regional Nivaldo Floripes havia dito que o namorado de Maria Heloize já era considerado suspeito do crime em razão de um histórico de violência. Porém, ele ressaltou que existe uma outra linha de investigação, pois há informações de que a garota foi vítima de uma facção criminosa que queria, na verdade, matar o companheiro dela. Como ele não estava em casa, ela acabou sendo assassinada.

Familiares da adolescente que foram ao local onde o corpo foi jogado ainda disseram à PM que ela estava sendo ameaçada de morte.

Ainda de acordo com o delegado, muito provavelmente Maria Heloize foi assassinada na residência onde ela e o namorado moravam, no bairro São Francisco. Já o local onde o corpo foi jogado, fica na comunidade Quatro Bocas, perto da casa da mãe da menina

Adolescente é morta às vésperas de fazer 15 anos

Segundo a reportagem, o delegado regional Nivaldo Floripes, disse que o namorado de Maria Heloize é suspeito do crime em razão de um histórico de violência. Porém, existe uma outra linha de investigação, pois há informações de que a garota foi vítima de uma facção criminosa que queria, na verdade, matar o companheiro dela. Como ele não estava em casa, ela acabou sendo assassinada. Familiares da adolescente que foram ao local onde o corpo foi jogado ainda disseram à PM que ela estava sendo ameaçada de morte.

Mais detalhes em texto na íntegra aqui

Prefeitura de João Câmara atende a recomendação do MP e cancela o Carnaval do município

Atendendo orientação do Ministério Público de Contas do Rio Grande do Norte (MPCRN), a Prefeitura de João Câmara suspendeu a programação de carnaval, que planejava realizar nos próximos dias. Em documento expedido a mais de cem municípios do Estado, o MPC/RN recomenda que os prefeitos “se abstenham de utilizar recurso público municipal para quaisquer possíveis contratações relacionadas com eventos artísticos, culturais e festivos, incluindo a contratação de artistas, serviços de “buffets” e montagens de estruturas para eventos”.

A recomendação é destinada aos municípios que se encontram em situação de emergência declarada; que apresentem gasto total com despesa de pessoal do Poder Executivo acima do Limite legal, bem como, aos que independente do percentual atingido, estejam em atraso quanto ao pagamento da sua folha de servidores. O descumprimento da recomendação poderá implicar em sanções ao ente Federado.

Confira Nota da Assessoria de Comunicação do Palácio Torreão

Diante do estado de calamidade financeira decretado pelo governo do estado, situação esta que reflete inclusive nos municípios, seguindo recomendação do ministério público, a prefeitura municipal de João Câmara, não realizará mais a festa da quarta-feira de cinzas conforme vinha sendo anunciada. Com esta decisão o prefeito Manoel Bernardo segue com a política de responsabilidade e zelo para com a gestão pública. Resta apenas, a população entender que essa é uma determinação do ministério público que vem atingindo vários municípios do RN.

Blog Jadson Nascimento

Com 06 meses de gestão Manoel do Santos eleito na suplementar de junho teve seu mandato cassado pela justiça eleitoral de João Câmara

Manoel dos Santos Bernardo (DEM) foi eleito prefeito da cidade de João Câmara nas eleições suplementares realizadas no dia, 03 de junho. Anna Katharina Bandeira da Costa Dias Almeida integra a chapa como vice-prefeita. Eles tiveram 10.390 votos, o que representa 56,29% dos votos válidos.

O prefeito anterior, Maurício Caetano Damacena, e o vice Hoderlin Silva de Araújo foram cassados em março deste ano pelo TRE por abuso de poder nas eleições municipais de 2016.

Resultado de imagem para imagens prefeito manoel e ana catarina
SENTENÇA

Ante o exposto, com fundamento nos arts. 19 e 22, incisos XIV e XVI da Lei Complementarm64/90, JULGO PROCEDENTE a presente ação de Investigação Judicial Eleitoral para DECLARAR a inelegibilidade dos investigados MANOEL DOS SANTOS BERNARDO e ANNA KATHARINA BANDEIRA DA COSTA DIAS DE ALMEIDA para a eleição a qual concorreram e foram diplomados, bem como para as que se sucederem nos oito anos

ELEIÇÕES SUPLEMENTARES 2018. PREFEITO MUNICIPAL. AÇÃO DE INVESTIGAÇÃO JUDICIAL ELEITORAL. ALEGAÇÃO DE ABUSO DE PODER POLÍTICO. PREFEITO ELEITO NO PLEITO REGULAR E CASSADO POSTERIORMENTE. CONTRATAÇÃO, APÓS CIÊNCIA DA PERDA DO MANDATO E EM ANO ELEITORAL, DE 168 SERVIDORES BOLSISTAS. SERVIDORES CONTRATADOS EM AFRONTA A DECISÃO JUDICIAL PROFERIDA EM AÇÃO CIVIL PÚBLICA. LEI LEGITIMADORA DAS CONTRATAÇÕES ACOIMADA POR INCONSTITUCIONALIDADE DECLARADA EM AÇÃO DIRETA. ABUSO DE PODER POLÍTICO CONFIGURADO. GRAVIDADE SUFICIENTE PARA DESLEGITIMAR O PLEITO. AGENTE PÚBLICO RESPONSÁVEL PELAS CONTRATAÇÕES NÃO DEMANDADO. IRRELEVÂNCIA JURÍDICA. AÇÃO DE INVESTIGAÇÃO JUDICIAL ELEITORAL PROCEDENTE.

Reveste-se de incontestável abuso de poder político eleitoral a conduta do Prefeito que, após ter ciência de sua cassação e prevalecendo-se da permanência no cargo por decisão liminar, contrata servidores “bolsistas” descumprindo ordem judicial e com base em lei inconstitucionaldenunciando o claro propósito de preparar a sua sucessão no cargo que ocupava.

Inexistência de litisconsórcio passivo necessário entre os candidatos eleitos e o agente público responsável pelo ato abusivo, máxime porque as consequências jurídicas decorrentes desta ação não o alcançam. Exigência processual determinada pelo REsp 84356/MG – TSE que se demonstra inócua à espécie dos autos e que merece ser desconsiderada em prestígio à prevalência do interesse público de se proteger a legitimidade das eleições contra a influência abusiva do poder político.

Ação de investigação judicial eleitoral procedente. Cassação do diploma dos candidatos eleitos. Inelegibilidades declaradas com fundamento no art. artigo 1º, inciso I, alínea “d” da Lei Complementar nº 64/90.

seguintes ao pleito de 2018 (LC nº 64/90, artigo 1º, inciso I, alínea “d” ) e para CASSAR os diplomasdos investigados MANOEL DOS SANTOS BERNARDO e ANNA KATHARINA BANDEIRA DA COSTA DIAS DE ALMEIDA.

Havendo notícia nos autos de atos que, em tese, configuram ilícito civil e penal, remetam-se cópia do processo ao MP. Considerando a possibilidade de recurso contra esta decisão e, via de consequência, para facilitar a análise do feito pela Segunda Instância – TRE/RN, certifique-se nos autos: as datas das decisões proferidas na AIJE nº 698-53.2016.6.20.0010; a data do pedido do registro de candidatura dos investigados e a diferença de votos alcançada entre o candidato eleito no pleito suplementar de 2018 e o segundo colocado.

Transitada em julgado ou publicada a decisão proferida por Colegiado que declarar a inelegibilidade do candidato, independentemente da apresentação de recurso, para os fins do art. 15 da LC 64/90, comunique-se, de imediato, ao Ministério Público Eleitoral e ao Juízo Eleitoral competente.

 

Publique-se, registre-se e intime-se.

João Câmara/RN, 11 de dezembro de 2018.

Ticiana Maria Delgado Nobre

Lembrando que ainda cabe recurso

Gustavo Costa fez campanha em João Câmara e participa de cavalgada em Pedro Avelino

Advogado, engenheiro e candidato á deputado estadual, Gustavo Costa (PSD), fez campanha neste sábado pela manhã em João Câmara ao lado d ex-vereador e  vice prefeito Holderlin. Em seguida Gustavo participara de cavalgada em Pedro Avelino.