O SINE-RN oferece nesta terça-feira (26), mais de 38 oportunidades de emprego

Para concorrer às vagas, o candidato deve se cadastrar via Internet no Portal Emprega Brasil do Ministério do Trabalho e Emprego, através do endereço empregabrasil.mte.gov.br ou na unidade do Sine Matriz em Natal, na Cidade da Esperançana Rua Adolfo Gordo, s/n, prédio da Central do Trabalhador, NOVO HORÁRIO de 8h às 14h, ou em qualquer agência do Sine nas centrais do cidadão de Natal e no interior.

O interessado que não tem cadastro e acesso ao Portal Emprega Brasil, pode comparecer as Agências do SINE, com Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), Número do PIS, cédula de identidade (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF) e comprovante de residência. O atendimento é de acordo com o horário de funcionamento das centrais do cidadão e do SINE Matriz Cidade da Esperança no prédio da Central do Trabalhador, das 8h às 14h, de segunda a sexta.

VAGAS PERMANENTES – NATAL e GRANDE NATAL

OCUPAÇÃO QUANT. DE VAGAS

AUXILIAR DE CONFEITEIRO 1

LAVADOR DE CARROS 3

PASTELEIRO 1

VISTORIADOR DE RISCO DE AUTO 3

Total 8

VAGAS TEMPORÁRIAS – NATAL e GRANDE NATAL

OCUPAÇÃO QUANT. DE VAGAS

AJUDANTE DE OBRAS 6

ENCANADOR INDUSTRIAL 6

MECÂNICO MONTADOR 6

MONTADOR DE ANDAIMES (CENÁRIOS) 3

MONTADOR DE ANDAIMES (EDIFICAÇÕES) 3

PINTOR INDUSTRIAL 1

SOLDADOR 3

Total 28

MOSSORÓ E REGIÃO

OCUPAÇÃO QUANT. DE VAGAS

BARMAN 1

VAQUEIRO 1

Total 2

Vagas abertas do SINE-RN no Portal MTE Mais Emprego, acesso em 25/03/2019 às 14h07min, Joacir Morais

Para o Trabalhador:  Todas as oportunidades estão sujeitas à alteração. Para saber em tempo real qual ocupação está de acordo com o perfil profissional do trabalhador, o mesmo deverá acessar o Portal Emprega Brasil do Ministério do Trabalho e Emprego no endereço (empregabrasil.mte.gov.br) com o seu login (PIS) e senha ou através do celular no aplicativo SINE Fácil.

Brasil cria 58.664 empregos e tem melhor novembro desde 2010

Por unidade da federação, os maiores saldos de emprego ocorreram em São Paulo (17.754 postos), Rio de Janeiro (13.700) e Rio Grande do Sul (10.121)

mercado de trabalho brasileiro gerou 58.664 empregos com carteira assinadaem novembro, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quinta-feira. O resultado é a diferença entre as 1.189.414 admissões e os 1.130.750 desligamentos registrados no período. É o melhor resultado para o mês desde 2008.

No acumulado do ano, houve um crescimento de 858.415 empregos com carteira assinada, segundo o Ministério do Trabalho. Nos últimos doze meses, o avanço foi de 517.733 postos de trabalho formais.

Foi registrado avanço em dois dos oito setores econômicos monitorados pelo Ministério do Trabalho: comércio (88.587 postos) e serviços (34.319). As quedas registradas ocorreram nos setores de indústria de transformação (-24.287 postos), agropecuária (-23.692), construção civil (-13.854), administração pública (-1.122), extrativa mineral (-744) e serviços industriais de utilidade pública (-543).

Por região, Sudeste (35.069 postos), Sul (24.763) e Nordeste (7.031) apresentaram saldo de emprego positivo. Na contramão, aparecem o Norte (-932 postos) e Centro-Oeste (-7.537).

Por unidade da federação, os maiores saldos de emprego ocorreram em São Paulo (17.754 postos), Rio de Janeiro (13.700) e Rio Grande do Sul (10.121). Os menores saldos foram observados em Goiás (-6.160 postos), Mato Grosso (-3.427) e Tocantins (-1.135).

O salário médio de admissão em novembro foi de 1.527,41 reais e o de desligamento foi de 1.688,71 reais. Em termos reais, houve crescimento de 3,20 reais no salário de admissão e de 22,44 reais no de desligamento, na comparação com o mês anterior.