Chuva deixa trânsito lento em avenidas de Natal nesta terça-feira

STTU não registrou pontos de alagamento, mas fluxo é lento em vários pontos

7 de maio de 2019 | 07:50

 

A chuva que cai em Natal desde a madrugada deixa o trânsito mais lento na cidade no início desta manhã de terça-feira (7). De acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), ainda não são registrados pontos de alagamento, mas o fluxo é lento.

Confira pontos de lentidão:

07h25 Saída da Zona Norte pela Ponte de Igapó com trânsito muito lento. Na Av. Dr. João Medeiros Filho, lentidão começa a partir do Nordestão. Já na Av. Bel. Tomaz Landim, lentidão começa na altura do Gancho. Tempo de travessia é superior a 20min.

07h25 Acesso a Ponte Newton Navarro pela Av. Dr. João Medeiros Filho com trânsito lento desde a garagem da Reunidas até o Viaduto da Redinha. Tempo de travessia é de 10min. Utilize a Av. Moema Tinoco e Rua Conselheiro Tristão como rota alternativa.

07h25 BR-101 Sul com trânsito lento desde Nova Parnamirim até o Viaduto de Ponta Negra, sentido Petrópolis, com tempo de travessia de 10min.

07h25 Rua Missionário Gunnar Vingrem (saída da Av. Ayrton Senna para Av. Eng. Roberto Freire) com trânsito lento. Tempo de travessia é de 5min.

07h27 Av. Pref. Omar O’Grady (Prolong. da Av. Prudente de Morais) x Av. Gov. Tarsísio de Vasconcelos Maia (Av. da Integração) com trânsito lento sentido Petrópolis desde a rotatória com a Av. dos Xavantes.

07h55 Saída da Zona Norte pela Ponte de Igapó permanece com #trânsito muito lento. Tempo de travessia é superior a 20min. Transporte público que passa pela via sofre atrasos. Utilize a Ponte Newton Navarro, acessando a via pela Rua Conselheiro Tristão.

Portal no Ar

Enchendo: Reserva hídrica do RN acumula maior volume dos últimos quatro anos

Reservatórios do estado estão com 31,75% da capacidade

Por Redação

30 de abril de 2019 | 07:28

 

As reservas hídricas estaduais atingiram 1.400.578.055 m³, o correspondente a 31,75% do total que as bacias hidrográficas potiguares conseguem acumular juntas, que é de 4.411.787.259 m³, é o que revela o último relatório volumétrico dos principais reservatórios estaduais, divulgado pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn). Em um comparativo com 2018, que já tinha atingido armazenamento superior aos anos de 2015, 2016 e 2017, ao final da quadra chuvosa em 31 de maio, o estado acumulava 1.389.909.157 m³.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do Estado, com capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos, atualmente, está com 787.349.500 m³, correspondentes a 32,79% da sua capacidade.

Segundo maior reservatório potiguar, Santa Cruz do Apodi, com capacidade para 599,712 milhões de metros cúbicos, está com 153.070.976 m³, ou 25,52%, do seu volume total.

O açude Umari, com capacidade para 292.813.650 m³, atualmente está acumulando 121.257.066 m³, percentualmente, 41,41% do volume total da barragem.

Dos 47 reservatórios, com capacidade superior a cinco milhões de metros cúbicos, monitorados pelo Igarn, 8 permanecem em volume morto, percentualmente, 17,02% dos mananciais. Já os secos são 4, que correspondem a 8,51% das barragens potiguares.

Entre os reservatórios monitorados, cinco já atingiram 100% das suas capacidades, ou seja, “sangraram”, são eles: Beldroega, em Paraú; Mendubim, em Assú; Pataxó, em Ipanguaçu; Encanto, localizado em Encanto; e Riacho da Cruz II, em Riacho da Cruz. Outros mananciais já estão com volumes acima dos 70% de suas capacidades, casos de: Marcelino Vieira, com 90,13%; Rodeador, em Umarizal, com 82,73%; Apanha Peixe, em Caraúbas, com 88,33% e Santo Antônio de Caraúbas, em Caraúbas, com 73,67%.

Os reservatórios que estão em volume morto, são: Itans, em Caicó; Pau dos Ferros; Zangalheiras, em Jardim do Seridó; Esguicho, em Ouro Branco; Santa Cruz do Trairí, em Santa Cruz; Bonito II, em São Miguel; Pilões, em Pilões e Marechal Dutra (Gargalheiras), em Acari. Já os secos são: Santana, em Rafael Fernandes; Inharé, em Santa Cruz; Trairi, em Tangará e Japi II, São José do Campestre.

Chuvas devem continuar até sábado (27) no RN; instituto lança alerta para o estado

De acordo com Emparn, chuvas devem ter intensidade entre forte, principalmente nas regiões Leste e Agreste. Alerta de perigo potencial, feito pelo Inmet, vale até as 9h de sexta (26).

Por G1 RN

 


Imagem mostra a chuva sobre o Rio Grande do Norte, na manhã desta quinta-feira (25). — Foto: CPTEC/INPE

Imagem mostra a chuva sobre o Rio Grande do Norte, na manhã desta quinta-feira (25). — Foto: CPTEC/INPE

Chuvas de moderadas a fortes devem continuar caindo em todo o Rio Grande do Norte, especialmente nas regiões Leste e Agreste, até o próximo sábado (27), segundo informou a Empresa de Pesquisas Agropecuárias (Emparn) nesta quinta-feira (26). O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta amarelo para o RN e outros estados da região Nordeste.

Entre as 7h de quarta-feira (24) e 7h desta quinta (25), caíram 70 milímetros em Natal.

Mais precipitações são previstas inclusive para a região potiguar onde está ocorrendo a operação de contenção da Barra São Miguel II, no município de Fernando Pedrosa, coordenada pela Defesa Civil Estadual.

De acordo com a Emparn, as chuvas acontecem em decorrência da perda de força de um bloqueio atmosférico, presente desde a última terça-feira (23), o que acabou liberando a atuação da Zona de Convergência Intertropical sobre o estado.

Chuva, Nata, Rio Grande do Norte — Foto: Igor Jácome/G1Chuva, Nata, Rio Grande do Norte — Foto: Igor Jácome/G1

A zona é influenciada pelo forte aquecimento das águas superficiais do oceano Atlântico, próximo do litoral potiguar, que registram temperaturas acima de 30º C – quase 2º C acima da média esperada.

A análise prevê que podem ocorrer trovões e ventanias em regiões com influência do relevo.

Alerta

Já o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) lançou um alerta de perigo potencial provocado pelas chuvas intensas que abrange 110 municípios potiguares das regiões Central, Oeste, Leste e Agreste potiguar. O alerta vale das 9h desta quinta-feira (25) às 9h da sexta-feira (26).

Além do estado, também podem ser afetados os estados da Paraíba, grandes áreas do Ceará e do Piauí.

Alerta amarelo foi disparado para o Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará e Piauí — Foto: InmetAlerta amarelo foi disparado para o Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará e Piauí — Foto: Inmet

O alerta aponta para chuvas entre 20 e 30 milímetros em uma hora ou até 50 milímetros por dia, além de ventos intensos, entre 40 e 60 quilômetros por hora.

De acordo com o instituto, há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

O alerta aponta que, em caso de rajadas de vento, a orientação é não se abrigar debaixo de árvores, pois há “leve risco de queda e descargas elétricas”. Também não é recomendável estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. O usuário também deve evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

Transtorno e deslizamento de terra no túnel próximo ao ‘Makro’

Trecho da BR-101, em Neópolis, está em obras

O trecho da BR 101, próximo ao túnel do Makro, em Neópolis, que permanece obras, sentiu os efeitos da forte chuva que cai na Grande Natal desde de ontem.

Vídeo: Whatsapp

 

Veja em qual município do RN mais choveu durante feriadão da Semana Santa

O feriadão da Semana Santa foi de chuva em todas as regiões do Rio Grande do Norte. É o que mostra o boletim pluviométrico da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn). Os números correspondem ao período entre a manhã de quarta-feira (17) e a manhã desta segunda-feira (22).

 

No período, os maiores volumes foram registrados na região Central Potiguar. Em Currais Novos, município onde mais choveu no RN, a Emparn anotou 174,8 milímetros. Em Santana do Matos, onde o estouro de uma barragem danificou uma ponte, choveu 139,5 mm no feriadão.

Na mesma região, Cerro Corá teve 134,1 mm. Em Acari, onde está o Açude de Gargalheiras, choveu 118,3 milímetros, a precipitação foi a quarta maior do RN. O Agreste Potiguar também registrou boas chuvas. Em Parazinho, foram 108, 7 milímetros entre quinta e hoje. Em Tangará, a Emparn marcou 85 mm no pluviômetro.

No Leste, Montanha e São Gonçalo do Amarante anotaram 63,7 mm e 63,3 mm, respectivamente. Natal, a capital potiguar, registrou 59,7 milímetros durante a Semana Santa. Já na região Oeste, que concentrou menor volume de chuva, a maior marca foi em Pendências, com 80,2 milímetros. Em seguida, a Emparn registrou 73 milímetros em Lucrécia e 70,4 mm em São Rafael.

O grande volume de chuva, além de ter derrubado a ponte em Santana do Matos, fez o Governo anunciar que decretará emergência em três municípios. Em outra cidade do RN, a chuva de 64,2 mm elevou o risco de desmoronamento em uma ponte. Segundo a Emparn, as chuvas devem continuar nos próximos dias.

Confira o boletim completo:

MESORREGIÃO OESTE POTIGUAR
Pendências(Ana) 80,2
Lucrécia(Emater) 73,0
São Rafael(Emater) 70,4
São Rafael(Particular Ii) 60,9
Itajá(Emater) 45,0
Ipanguaçu(Base Fisica Da Emparn) 41,0
Olho D’água Dos Borges(Particular) 39,1
Baraúna(Emater) 37,2
Felipe Guerra(Prefeitura) 33,0
Martins(Particular) 31,5
Jucurutu(Emater-pedra do Navio) 29,0
São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 27,2
Paraú(Prefeitura) 26,8
Francisco Dantas(Emater) 15,0
Umarizal(Fazenda Camponesa(partic)) 15,0
Coronel João Pessoa(Emater) 14,0
Pau Dos Ferros(Particular) 12,0
Porto Do Mangue(Prefeitura) 10,1
Encanto(Prefeitura) 10,0
Venha Ver(Emater) 10,0
Janduís(Emater) 7,4
Campo Grande(Particular 2) 6,7
Messias Targino(Prefeitura) 6,2
Rafael Fernandes(Emater) 6,2
Tenente Ananias(Emater-st Mororó) 5,7
Pilões(Prefeitura) 5,2
Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 5,0
Upanema(Prefeitura) 4,1
Severiano Melo(Prefeitura) 2,0
Campo Grande(Particular) 0,9
Caraúbas(Particular) 0,6
José Da Penha(Emater) 0,4

MESORREGIÃO CENTRAL POTIGUAR
Currais Novos(Sec Meio Amb. Ex Cersel) 174,8
Santana Do Matos(Emater) 139,5
Cerro Corá(Emater) 134,1
Acari(Particular) 118,3
Equador(Particular) 87,1
Ouro Branco(Sindicato Trab.rurais) 80,0
Bodó(Emater/trf p/delegacia) 73,5
Timbaúba Dos Batistas(Prefeitura-fz. Timbaúba) 70,0
Lajes(Prefeitura) 63,5
Florânia(Sitio Jucuri) 62,5
Fernando Pedroza(Emater) 58,6
Caiçara Do Rio Dos Ventos(Particular) 58,4
São Vicente(Emater(ex-particular)) 53,9
Parelhas(Emater) 45,6
Santana Do Serido(Emater) 43,8
São Fernando(Emater) 43,3
Angicos(Prefeitura) 40,2
Carnaúba Dos Dantas(Emater) 38,7
Pedro Avelino (Particular) 36,5
Jardim Do Seridó(Emater/passagem) 35,7
Cruzeta(Base Física Da Emparn) 32,1
Caico(Acude Mundo Novo-emparn) 28,0
Macau(Defesa Civil (ex-emater)) 27,5
Guamaré(Lagoa Doce) 22,7
São Jose Do Seridó(Associacao Usuarios Agua) 19,0
Caicó(Emater) 18,6
Lajes(Olho D’água Dois Irmãos) 17,0
Caicó(Acude Itans) 9,6
São Bento Do Norte(Prefeitura) 5,0

MESORREGIÃO AGRESTE POTIGUAR
Parazinho(Emater – Ex-particular) 108,7
Tangará(Emater) 85,0
Boa Saúde(Emater) 73,5
Sítio Novo(Prefeitura) 70,0
Barcelona(Particular) 64,2
Monte Alegre(Emater) 64,0
Rui Barbosa(Emater) 55,7
Jaçanã(Emater) 46,0
Monte Das Gameleiras(Emater) 42,0
São Paulo Do Potengi(Emater) 40,0
Ielmo Marinho(Prefeitura) 34,4
São Bento Do Trairi(Prefeitura) 33,7
Coronel Ezequiel(Particular) 26,4
Santa Maria(Sind.trab.rurais) 25,0
São Pedro(Emater) 23,3
João Câmara(Centro Saude) 22,7

MESORREGIÃO LESTE POTIGUAR
Montanhas(Prefeitura) 63,7
São Gonçalo Do Amarante(Base Física Da Emparn) 63,3
Extremoz(Emater) 61,8
Natal 59,7
Espírito Santo(Prefeitura) 56,5
Parnamirim(Base Física Da Emparn) 53,3
Goianinha(Emater) 49,5
Ceará Mirim 20,0
Maxaranguape(Particular) 15,5

Ruas alagadas, semáforos em pane e trânsito caótico; confira pontos de alagamento em Natal nesta segunda de chuvas

As fortes pancadas de chuvas que caíram, em Natal entre esta madrugada e manhã de segunda-feira (1º) provocaram alagamentos, danificaram semáforos e dificultaram o trânsito pelas ruas da capital potiguar.

(Foto: Fábio Marconi/TV Bahia/Ilustrativa

Os sinais de trânsito que apresentaram defeito foram os que ficam nos cruzamentos da Avenida Jaguarari com a Bernardo Vieira, no Alecrim, e da Avenida Afonso Pena com a Rua Ceará-Mirim, em Petrópolis.

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) informou que deslocou equipes para os principais cruzamentos da cidade para orientar os motoristas e também interditou os pontos de alagamento.

Confira os pontos de alagamento:

Avenida da Integração – interdição na altura da BR-101

Ponto de alagamento transitável na avenida Prudente de Morais, na altura do Corpo de Bombeiros

Ponto de alagamento transitável na avenida Senador Salgado Filho, após o Hotel Maine sentido centro

Ponto de alagamento transitável na avenida Hermes da Fonseca com a rua Ângelo Varela.

Ponto de alagamento no Largo do Atheneu

Ponto de alagamento transitável na Avenida Capitão-Mor Gouveia, próximo à Jaguarari.

BG

Acesse o Instagram do g1.cabuginews.com.br http://https://www.instagram.com/

Rio Piranhas amanheceu de barreira à barreira

Depois das fortes chuvas na Paraíba o Rio Piranhas em Jucurutu amanheceu neste domingo, 31 de março de 2019, de barreira à barreira desaguando na barragem Armando Ribeiro Gonçalves em Assu.

Vídeo: Jackson
Acesse o Instagram do g1.cabuginews.com.br http://https://www.instagram.com/

Forte chuva deixa Mossoró submersa e causa inúmeros transtornos

A chuva forte que atingiu Mossoró neste sábado (30), causou transtornos em vários pontos da cidade, com ruas alagadas, inundações, casas invadidas e carros boiando. O motivo é a atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) que tem provocado fortes chuvas em todo o estado.

No Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) os atendimentos foram prejudicados por conta das infiltrações em enfermarias do setor de pediatria. Funcionários denunciam que em algumas salas o teto ameaça cair.

Na Avenida João da Escóssia o problema se repete há vários anos com um trecho que fica completamente alagado. Vários motoristas que tentaram atravessar, ficaram no meio do caminho com os carros boiando.

Outro trecho que registra também alagamentos é na Avenida Diocesana em frente ao Hiper BomPreço. No Centro, o problema é o acumulo de água no trecho da Avenida Leste Oeste, em frente à Cobal. Motoristas se aventuram para tentar atravessar. Na parte comercial, a água invadiu várias lojas no entorno da Praça Rodolfo Fernandes (Praça do Pax).

Na periferia, houve alagamentos na Principal do Abolição IV. Nas Barrocas, um canal de escoamento transbordou e as águas invadiram várias residências. Já na Lagoa do Mato e Aeroporto II, moradores sofrem por conta da lama que também invade casas.

A Defesa Civil Municipal está em alerta e com equipes nas ruas. A Defesa Civil Municipal pode ser acionada através dos números 153 e 199 ou ainda pelo aplicativo Mossoró Conectada.

RN tem alerta de temporal para esta quinta-feira

Estado de atenção segue até a noite de hoje, segundo Climatempo

Por Redação

28 de março de 2019 | 06:27

 

O litoral Leste do Rio Grande do Norte está sob alerta de temporal desde a noite dessa quarta-feira (27). O estado de atenção segue até a noite desta quinta-feira (28), de acordo com o site Climatempo. A medida vale também para a Paraíba e Pernambuco.

“Fortes áreas de instabilidade avançam do mar para o leste do Nordeste trazendo nuvens bastante carregadas”, informou. Ainda segundo o site, a situação é de alerta para fortes pancadas de chuva, com raios e ventos fortes, com risco de alagamentos.

Além da chuva, Natal pode enfrentar rajadas de vento intensas, com velocidades entre 60 km/h e 80 km/h.

De acordo com o Climatempo, choveu 16 milímetros em Natal na noite dessa quarta-feira (27). Em Jaboatão dos Guararapes, na Grande Recife, a chuva foi de 45 mm. Em João Pessoa, o registrado foi de 18 mm.

 

Portal no Ar