Emparn prevê céu nublado e chuvas em todas as regiões potiguares ao longo da semana

Análise climática aponta para céu nublado com possibilidade de chuvas no interior do estado e fim de semana com chuvas mais fortes na região Leste.

Por G1 RN

14/01/2020 08h40  Atualizado há 3 horas


Chuva deve seguir em Natal no fim de semana (arquivo) — Foto: Fernanda Maribondo
Chuva deve seguir em Natal no fim de semana (arquivo) — Foto: Fernanda Maribondo

A previsão climática é de céu nublado com possibilidade de chuvas espalhadas pelo interior do estado, durante a semana, e com intensidade maior no fim de semana na região Leste do Estado, segundo informou a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn).

Após as chuvas da última semana, bem distribuídas nas regiões do Rio Grande do Norte, a análise foi elaborada pela Unidade Instrumental de Meteorologia da estatal.

“No interior, mesmo com índices que superaram os 100 milímetros (mm) em alguns municípios, as chuvas favoreceram a retomada das pastagens nativas e começo no armazenamento de água em alguns reservatórios do Estado. No caso da capital, Natal, as chuvas causaram grandes transtornos em vários pontos devido à falta de estrutura para escoamento das águas”, avaliou o chefe da Unidade, Gilmar Bristot.

O sistema da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) permanece próxima ao litoral nordestino e associada as águas superficiais mais aquecidas no Oceano Atlântico, favorecem a ocorrência das chuvas, conforme a empresa.

As temperaturas máximas e mínimas, segundo Bristot, deverão se manter próximas das normais para o período. “Na capital, a temperatura deve variar entre a mínima de 24º C e a máxima de 32º C. Para o interior, nas regiões serranas, a mínima poderá chegar a 22ºC e a máxima ultrapassar 35ºC”, disse.

Nesta terça (14), a previsão é de céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado com pancadas de chuvas nas regiões Oeste, Costa Branca e Litoral Leste.

A quarta-feira (15) também será de céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado com pancadas de chuvas no Oeste, Costa Branca e Litoral Leste, segundo a Emparn.

Já a quinta-feira (16) tem previsão de céu parcialmente nublado em todo o Estado com pancadas de chuvas nas regiões Oeste, Vale do Assú e litoral Leste.

Ainda de acordo com a Emparn, a sexta-feira (17) será de céu parcialmente nublado em todo o Estado com pancadas de chuvas em todo o Estado.

O fim de semana deverá ser de céu parcialmente nublado em todo o Estado com pancadas de chuvas em todas as regiões. Há possibilidade de chuvas fortes durante a noite de sábado (18) no setor Leste do Estado. No domingo (19), há possibilidade de chuvas fortes durante a madrugada e na manhã setor Leste do Estado.

Boletim Pluviométrico

O município de São Francisco do Oeste, localizado na mesorregião Oeste Potiguar foi o que registrou o maior volume de chuvas – de sexta (10) às 7h da manhã, até a manhã de segunda-feira (13), às 7h, com 23,7 milímetros. A EMPARN registrou a ocorrência de chuvas em 22 dos 173 postos instalados no estado.

O segundo município com maior volume de chuvas foi Venha Ver, também no Oeste, com 22 mm. A capital potiguar não registrou chuvas.

Alerta: Pedro Avelino esta entre as 49 cidades com risco de chuvas intensas

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) aumentou em um grau o nível dos riscos das chuvas em 49 municípios do Rio Grande do Norte, incluindo Natal. O novo alerta foi emitido nesta quinta-feira (9) e é válido até 11h da sexta-feira (10).

O alerta para as 49 cidades está com risco de “perigo”, o terceiro grau numa escala de quatro. Antes, as chuvas no estado eram alertada como de grau 2: perigo potencial. O alerta atual aponta para um acumulado de chuvas.

Segundo o INMET, as chuvas podem atingir de 30 a 60 milímetros por hora ou de 50 a 100 por dia. Dessa forma, o órgão alerta para o risco de “alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios em cidades com tais áreas de risco”.

As instruções apontadas pelo Instituto são evitar enfrentar o mau tempo, observar alteração nas encostas e, se possível, desligar aparelhos elétricos e quadro geral de energia. Em caso de situação de inundação, ou similar, proteger os pertences da água envoltos em sacos plásticos. Esse alerta é válido para cidades do Rio Grande do Norte, do Ceará e do Piauí.

Entre esta quarta e quinta-feira, a Empresa de Pesquisas Agropecuárias do RN (EMPARN) registrou chuvas de até 157,7 mm no RN. Apenas em Natal, a Defesa Civil registrou 60 ocorrências nesta quinta-feira (9) entre crateras e alagamentos.

Além do aviso em um grau maior, o Inmet também deu novo alerta de chuvas intensas em outros 91 municípios do estado. O grau de risco é de perigo potencial, a segunda categoria na escala, com chuvas entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia.

Confira as 49 cidades no novo alerta:

• Afonso Bezerra
• Alto do Rodrigues
• Angicos
• Apodi
• Areia Branca
• Açu
• Baraúna
• Bento Fernandes
• Caiçara do Norte
• Caiçara do Rio do Vento
• Carnaubais
• Ceará-Mirim
• Extremoz
• Galinhos
• Governador Dix-Sept Rosado
• Grossos
• Guamaré
• Ielmo Marinho
• Ipanguaçu
• Jandaíra
• Jardim de Angicos
• João Câmara
• Lajes
• Macau
• Macaíba
•Maxaranguape
• Mossoró
• Natal
• Nísia Floresta
• Parazinho
• Parnamirim
• Pedra Grande
• Pedra Preta
Pedro Avelino
• Pendências
• Porto do Mangue
• Poço Branco
• Pureza
• Riachuelo
• Rio do Fogo
• Santa Maria
• Serra do Mel
• São Bento do Norte
• São Gonçalo do Amarante
• São Miguel do Gostoso
• São Pedro
• Taipu
• Tibau
• Touros

Chuva causa alagamentos, abre crateras e altera trânsito em vários pontos da Grande Natal nesta quinta (9)

Defesa Civil emitiu alerta de chuvas intensas na manhã desta quinta. Carro caiu em buraco em Nova Natal, Zona Norte da cidade, e buraco fechado na quarta (8) voltou a se abrir na Zona Sul.

Por Douglas Lemos, G1 RN

09/01/2020 07h48  Atualizado há uma hora


Carro foi engolido por buraco em Nova Cidade, Zona Norte de Natal, após as chuvas desta quinta-feira (9) — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Carro foi engolido por buraco em Nova Cidade, Zona Norte de Natal, após as chuvas desta quinta-feira (9) — Foto: Reprodução/Redes Sociais

As chuvas que atingem a Grande Natal desde a madrugada desta quinta-feira (9) causaram alagamentos e abriram crateras em vários pontos da cidade. Na manhã de quinta a Defesa Civil emitiu um alerta de chuvas intensas com alerta de alagamentos para os municípios da região metropolitana da capital potiguar. O trânsito sofreu alterações em vários pontos de Natal segundo a STTU.

Em uma rua do bairro Nova Natal, na Zona Norte da cidade, dois buracos se abriram e um carro chegou a ser engolido. No viaduto do Baldo, que fica no limite entre os bairros do Alecrim e Cidade Alta, na Zona Leste de Natal, alguns carros ficaram presos no alagamento.

Próximo ao viaduto, parte do muro da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) caiu. Postes também caíram e a fiação elétrica ficou comprometida. O trânsito está interrompido no local e motoristas que passariam pelo local precisam procurar rotas alternativas.

Imagem aérea mostra ruas que ficam próximas a lagoa de captação, em Cidade da Esperança, totalmente alagadas — Foto: Divulgação/Redes Sociais
Imagem aérea mostra ruas que ficam próximas a lagoa de captação, em Cidade da Esperança, totalmente alagadas — Foto: Divulgação/Redes Sociais

Ruas do bairro Cidade da Esperança, na Zona Oeste de Natal, também ficaram alagadas. A avenida Rio Grande do Norte, que fica próxima a uma lagoa de captação, foi tomada pela água da chuva. Moradores retiravam água das casas na manhã desta quinta.

Na manhã desta quinta uma cratera voltou a se abrir na esquina das ruas Euclides da Cunha e Dr. Júlio de Castilho em Pitimbu, Zona Sul de Natal. Na quarta-feirta (8), o buraco se abriu e assustou alguns moradores que foram orientados pela Defesa Civil a deixar os imóveis.

O buraco tinha sido fechado nesta quarta pela Secretaria Municipal de Obras e Viação (Semov) da Prefeitura de Natal. Em entrevista, um secretário adjunto de obras da Semov definiu o caso como “fatalidade” e prometeu uma solução definitiva em duas semanas.

Em Parnamirim, na Grande Natal, o portão do cemitério público São Sebastião, que fica na avenida Presidente Getúlio Vargas, foi empenado pelas ondas formadas por carros que passavam na rua. O interior do local ficou alagado.

Interior do cemitério público São Sebastião em Parnamirim, na Grande Natal, ficou alagado — Foto: Lucas Cortez/Inter TV Cabugi
Interior do cemitério público São Sebastião em Parnamirim, na Grande Natal, ficou alagado — Foto: Lucas Cortez/Inter TV Cabugi

Trânsito

Trânsito foi interrompido no cruzamento da avenida Afonso Pena e rua Mossoró, no Tirol, Zona Sul de Natal, na manhã desta quinta-feira — Foto: Divulgação/STTU
Trânsito foi interrompido no cruzamento da avenida Afonso Pena e rua Mossoró, no Tirol, Zona Sul de Natal, na manhã desta quinta-feira — Foto: Divulgação/STTU

Segundo a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), o trânsito teve alteração em vários pontos da cidade. No cruzamento das avenidas Romualdo Galvão e Bernardo Vieira, na Zona Sul de Natal, há um ponto de alagamento transitável.

Na avenida Salgado Filho, na altura do IAP Cursos, há um alagamento transitável com lentidão no trânsito no sentido centro. Já no cruzamento das avenidas Prudente de Morais e Nascimento de Castro, em Lagoa Nova, zona Sul da capital potiguar, há um alagamento que deixa o local intransitável. Motoristas que precisam passar pelos locais devem procurar vias alternativas.

De acordo com a Secretaria, no encontro das avenidas Hermes da Fonseca e Alexandrino de Alencar, Zona Sul da capital potiguar, o fluxo está interrompido no sentido centro. No bairro Tirol, também na Zona Sul, há um ponto de alagamento intransitável na esquina da avenida Afonso Pena e da rua Mossoró.

A STTU também informou que o trânsito está lento na região da Ponte de Igapó, que liga as Zonas Leste e Norte da cidade. A recomendação é que motoristas utilizem a Ponte Newton Navarro para o acesso às Zonas Leste e Sul de Natal.

Por volta das 8h, o semáforo do cruzamento das avenidas Salgado Filho e Bernardo Vieira não funcionava. A situação se repetiu nos cruzamentos da rua Apodi com a avenida Prudente de Morais e também com a rua Campos Sales, no Tirol. Agentes da STTU organizavam o trânsito nos locais.

Inmet

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de chuvas intensas, com perigo potencial, em 128 municípios do Rio Grande do Norte. O alerta é válido das 10h30 desta quarta-feira (8) até as 9h30 da quinta-feira (9).

Segundo o Inmet, as chuvas terão entre 20 e 30 mm por hora ou até até 50 mm por dia. Além disso, os ventos serão intensos, atingindo de 40 a 60 quilômetros por hora. Na ocasião, o Instituto alertou que havia baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos ou descargas elétricas.

Inmet emite novo alerta de chuvas intensas em 128 municípios do RN

Alerta é válido das 10h30 desta quarta-feira (8) até 9h30 da quinta-feira (9).

Por G1 RN

08/01/2020 19h21  Atualizado há 4 horas


Inmet emite alerta de chuvas intensas em 128 municípios do RN — Foto: Bruno Andrade
Inmet emite alerta de chuvas intensas em 128 municípios do RN — Foto: Bruno Andrade

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de chuvas intensas, com perigo potencial, em 128 municípios do Rio Grande do Norte. O alerta é válido das 10h30 desta quarta-feira (8) até as 9h30 da quinta-feira (9). Veja a lista completa no fim da matéria.

Segundo o Inmet, as chuvas terão entre 20 e 30 mm por hora ou até até 50 mm por dia. Além disso, os ventos serão intensos, atingindo de 40 a 60 quilômetros por hora.

O Instituto aponta que há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos ou descargas elétricas.

Algumas instruções são dadas pelo Imnet. Em caso de rajadas de vento, o ideal é não se abrigar debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas, e não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Além disso, é recomendados evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

O grau de severidade dado é “perigo potencial”, o segundo numa escala de quatro (em que o quarto é de “grande perigo). O alerta é direcionado a municípios dos estados do Piauí, Ceará, Pernambuco e Bahia, além do Rio Grande do Norte.

Veja os municípios

  • Acari
  • Afonso Bezerra
  • Alexandria
  • Almino Afonso
  • Alto do Rodrigues
  • Angicos
  • Antônio Martins
  • Apodi
  • Areia Branca
  • Augusto Severo
  • Assu
  • Água Nova
  • Baraúna
  • Barcelona
  • Bento Fernandes
  • Bodó
  • Bom Jesus
  • Caicó
  • Caiçara do Norte
  • Caiçara do Rio do Vento
  • Campo Redondo
  • Caraúbas
  • Carnaubais
  • Carnaíba
  • Ceará-Mirim
  • Cerro Corá
  • Coronel João Pessoa
  • Cruzeta
  • Currais Novos
  • Doutor Severiano
  • Encanto
  • Extremoz
  • Felipe Guerra
  • Fernando Pedroza
  • Florânia
  • Francisco Dantas
  • Frutuoso Gomes
  • Galinhos
  • Governador Dix-Sept Rosado
  • Grossos
  • Guamaré
  • Ielmo Marinho
  • Ipanguaçu
  • Ipueira
  • Itajá
  • Itaú
  • Jandaíra
  • Janduís
  • Jardim de Angicos
  • Jardim de Piranhas
  • Jardim do Seridó
  • José da Penha
  • João Câmara
  • João Dias
  • Jucurutu
  • Lagoa de Velhos
  • Lagoa Nova
  • Lajes
  • Lajes Pintadas
  • Lucrécia
  • Luís Gomes
  • Macau
  • Macaíba
  • Major Sales
  • Marcelino Vieira
  • Martins
  • Maxaranguape
  • Messias Targino
  • Mossoró
  • Natal
  • Olho-D’Água do Borges
  • Ouro Branco
  • Paraná
  • Parazinho
  • Paraú
  • Parnamirim
  • Patu
  • Pau dos Ferros
  • Pedra Grande
  • Pedra Preta
  • Pedro Avelino
  • Pendências
  • Pilões
  • Portalegre
  • Porto do Mangue
  • Poço Branco
  • Pureza
  • Rafael Fernandes
  • Rafael Godeiro
  • Riacho da Cruz
  • Riacho de Santana
  • Riachuelo
  • Rio do Fogo
  • Rodolfo Fernandes
  • Ruy Barbosa
  • Santa Maria
  • Santana do Matos
  • Santana do Seridó
  • Serra do Mel
  • Serra Negra do Norte
  • Serrinha dos Pintos
  • Severiano Melo
  • São Bento do Norte
  • São Fernando
  • São Francisco do Oeste
  • São Gonçalo do Amarante
  • São José do Seridó
  • São João do Sabugi
  • São Miguel
  • São Miguel do Gostoso
  • São Paulo do Potengi
  • São Pedro
  • São Rafael
  • São Tomé
  • São Vicente
  • Sítio Novo
  • Taboleiro Grande
  • Taipu
  • Tenente Ananias
  • Tenente Laurentino Cruz
  • Tibau
  • Timbaúba dos Batistas
  • Touros
  • Triunfo Potiguar
  • Umarizal
  • Upanema
  • Venha-Ver
  • Viçosa

Instituto de Meteorologia emite alerta de chuvas com ‘perigo potencial’ para 44 municípios do RN

De acordo com o Inmet, precipitações podem chegar a até 50 milímetros por dia nessas localidades, com ventos de 40 a 50 quilômetros por hora nesta terça (24) e na quarta (25).

Por G1 RN

24/12/2019 17h21  Atualizado há 2 horas


Moinho de Vento de Macau foi parcialmente destruído após rajadas de vento no início do ano — Foto: Arafran Peter
Moinho de Vento de Macau foi parcialmente destruído após rajadas de vento no início do ano — Foto: Arafran Peter

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta de chuvas intensas com “perigo potencial” nesta terça (24) e na quarta-feira (25) em 44 municípios do Rio Grande do Norte. De acordo com o Inmet, pode chover de 20 a 30 milímetros por hora, ou até 50 milímetros por dia nessas localidades, com ventos de 40 a 50 quilômetros por hora.

O alerta também é válido para 70 cidades do Ceará. O Instituto orienta que, em caso de rajadas de vento, as pessoas não devem se abrigar debaixo de árvores, pois há “leve risco” de queda e também de descargas elétricas. Além disso, o Inmet diz também para não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.

No Rio Grande do Norte, o alerta abrange as regiões Central Potiguar, Oeste Potiguar, Leste Potiguar e Agreste Potiguar.

Confira as cidades do RN para as quais foi emitido o alerta:

  • Afonso Bezerra
  • Alto do Rodrigues
  • Angicos
  • Areia Branca
  • Açu
  • Baraúna
  • Bento Fernandes
  • Caiçara Do Norte
  • Carnaubais
  • Ceará-Mirim
  • Extremoz
  • Galinhos
  • Governador Dix-Sept Rosado
  • Grossos
  • Guamaré
  • Ielmo Marinho
  • Ipanguaçu
  • Jandaíra
  • Jardim De Angicos
  • João Câmara
  • Lajes
  • Macau
  • Maxaranguape
  • Mossoró
  • Natal
  • Parazinho
  • Pedra Grande
  • Pedra Preta
  • Pedro Avelino
  • Pendências
  • Porto Do Mangue
  • Poço Branco
  • Pureza
  • Riachuelo
  • Rio Do Fogo
  • Santa Maria
  • Serra Do Mel
  • São Bento Do Norte
  • São Gonçalo Do Amarante
  • São Miguel Do Gostoso
  • Taipu
  • Tibau
  • Touros
  • Upanema

Chuva deixa trânsito lento em avenidas de Natal nesta terça-feira

STTU não registrou pontos de alagamento, mas fluxo é lento em vários pontos

7 de maio de 2019 | 07:50

 

A chuva que cai em Natal desde a madrugada deixa o trânsito mais lento na cidade no início desta manhã de terça-feira (7). De acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), ainda não são registrados pontos de alagamento, mas o fluxo é lento.

Confira pontos de lentidão:

07h25 Saída da Zona Norte pela Ponte de Igapó com trânsito muito lento. Na Av. Dr. João Medeiros Filho, lentidão começa a partir do Nordestão. Já na Av. Bel. Tomaz Landim, lentidão começa na altura do Gancho. Tempo de travessia é superior a 20min.

07h25 Acesso a Ponte Newton Navarro pela Av. Dr. João Medeiros Filho com trânsito lento desde a garagem da Reunidas até o Viaduto da Redinha. Tempo de travessia é de 10min. Utilize a Av. Moema Tinoco e Rua Conselheiro Tristão como rota alternativa.

07h25 BR-101 Sul com trânsito lento desde Nova Parnamirim até o Viaduto de Ponta Negra, sentido Petrópolis, com tempo de travessia de 10min.

07h25 Rua Missionário Gunnar Vingrem (saída da Av. Ayrton Senna para Av. Eng. Roberto Freire) com trânsito lento. Tempo de travessia é de 5min.

07h27 Av. Pref. Omar O’Grady (Prolong. da Av. Prudente de Morais) x Av. Gov. Tarsísio de Vasconcelos Maia (Av. da Integração) com trânsito lento sentido Petrópolis desde a rotatória com a Av. dos Xavantes.

07h55 Saída da Zona Norte pela Ponte de Igapó permanece com #trânsito muito lento. Tempo de travessia é superior a 20min. Transporte público que passa pela via sofre atrasos. Utilize a Ponte Newton Navarro, acessando a via pela Rua Conselheiro Tristão.

Portal no Ar

Enchendo: Reserva hídrica do RN acumula maior volume dos últimos quatro anos

Reservatórios do estado estão com 31,75% da capacidade

Por Redação

30 de abril de 2019 | 07:28

 

As reservas hídricas estaduais atingiram 1.400.578.055 m³, o correspondente a 31,75% do total que as bacias hidrográficas potiguares conseguem acumular juntas, que é de 4.411.787.259 m³, é o que revela o último relatório volumétrico dos principais reservatórios estaduais, divulgado pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn). Em um comparativo com 2018, que já tinha atingido armazenamento superior aos anos de 2015, 2016 e 2017, ao final da quadra chuvosa em 31 de maio, o estado acumulava 1.389.909.157 m³.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do Estado, com capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos, atualmente, está com 787.349.500 m³, correspondentes a 32,79% da sua capacidade.

Segundo maior reservatório potiguar, Santa Cruz do Apodi, com capacidade para 599,712 milhões de metros cúbicos, está com 153.070.976 m³, ou 25,52%, do seu volume total.

O açude Umari, com capacidade para 292.813.650 m³, atualmente está acumulando 121.257.066 m³, percentualmente, 41,41% do volume total da barragem.

Dos 47 reservatórios, com capacidade superior a cinco milhões de metros cúbicos, monitorados pelo Igarn, 8 permanecem em volume morto, percentualmente, 17,02% dos mananciais. Já os secos são 4, que correspondem a 8,51% das barragens potiguares.

Entre os reservatórios monitorados, cinco já atingiram 100% das suas capacidades, ou seja, “sangraram”, são eles: Beldroega, em Paraú; Mendubim, em Assú; Pataxó, em Ipanguaçu; Encanto, localizado em Encanto; e Riacho da Cruz II, em Riacho da Cruz. Outros mananciais já estão com volumes acima dos 70% de suas capacidades, casos de: Marcelino Vieira, com 90,13%; Rodeador, em Umarizal, com 82,73%; Apanha Peixe, em Caraúbas, com 88,33% e Santo Antônio de Caraúbas, em Caraúbas, com 73,67%.

Os reservatórios que estão em volume morto, são: Itans, em Caicó; Pau dos Ferros; Zangalheiras, em Jardim do Seridó; Esguicho, em Ouro Branco; Santa Cruz do Trairí, em Santa Cruz; Bonito II, em São Miguel; Pilões, em Pilões e Marechal Dutra (Gargalheiras), em Acari. Já os secos são: Santana, em Rafael Fernandes; Inharé, em Santa Cruz; Trairi, em Tangará e Japi II, São José do Campestre.

Chuvas devem continuar até sábado (27) no RN; instituto lança alerta para o estado

De acordo com Emparn, chuvas devem ter intensidade entre forte, principalmente nas regiões Leste e Agreste. Alerta de perigo potencial, feito pelo Inmet, vale até as 9h de sexta (26).

Por G1 RN

 


Imagem mostra a chuva sobre o Rio Grande do Norte, na manhã desta quinta-feira (25). — Foto: CPTEC/INPE

Imagem mostra a chuva sobre o Rio Grande do Norte, na manhã desta quinta-feira (25). — Foto: CPTEC/INPE

Chuvas de moderadas a fortes devem continuar caindo em todo o Rio Grande do Norte, especialmente nas regiões Leste e Agreste, até o próximo sábado (27), segundo informou a Empresa de Pesquisas Agropecuárias (Emparn) nesta quinta-feira (26). O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta amarelo para o RN e outros estados da região Nordeste.

Entre as 7h de quarta-feira (24) e 7h desta quinta (25), caíram 70 milímetros em Natal.

Mais precipitações são previstas inclusive para a região potiguar onde está ocorrendo a operação de contenção da Barra São Miguel II, no município de Fernando Pedrosa, coordenada pela Defesa Civil Estadual.

De acordo com a Emparn, as chuvas acontecem em decorrência da perda de força de um bloqueio atmosférico, presente desde a última terça-feira (23), o que acabou liberando a atuação da Zona de Convergência Intertropical sobre o estado.

Chuva, Nata, Rio Grande do Norte — Foto: Igor Jácome/G1Chuva, Nata, Rio Grande do Norte — Foto: Igor Jácome/G1

A zona é influenciada pelo forte aquecimento das águas superficiais do oceano Atlântico, próximo do litoral potiguar, que registram temperaturas acima de 30º C – quase 2º C acima da média esperada.

A análise prevê que podem ocorrer trovões e ventanias em regiões com influência do relevo.

Alerta

Já o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) lançou um alerta de perigo potencial provocado pelas chuvas intensas que abrange 110 municípios potiguares das regiões Central, Oeste, Leste e Agreste potiguar. O alerta vale das 9h desta quinta-feira (25) às 9h da sexta-feira (26).

Além do estado, também podem ser afetados os estados da Paraíba, grandes áreas do Ceará e do Piauí.

Alerta amarelo foi disparado para o Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará e Piauí — Foto: InmetAlerta amarelo foi disparado para o Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará e Piauí — Foto: Inmet

O alerta aponta para chuvas entre 20 e 30 milímetros em uma hora ou até 50 milímetros por dia, além de ventos intensos, entre 40 e 60 quilômetros por hora.

De acordo com o instituto, há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

O alerta aponta que, em caso de rajadas de vento, a orientação é não se abrigar debaixo de árvores, pois há “leve risco de queda e descargas elétricas”. Também não é recomendável estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. O usuário também deve evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

Transtorno e deslizamento de terra no túnel próximo ao ‘Makro’

Trecho da BR-101, em Neópolis, está em obras

O trecho da BR 101, próximo ao túnel do Makro, em Neópolis, que permanece obras, sentiu os efeitos da forte chuva que cai na Grande Natal desde de ontem.

Vídeo: Whatsapp

 

Veja em qual município do RN mais choveu durante feriadão da Semana Santa

O feriadão da Semana Santa foi de chuva em todas as regiões do Rio Grande do Norte. É o que mostra o boletim pluviométrico da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn). Os números correspondem ao período entre a manhã de quarta-feira (17) e a manhã desta segunda-feira (22).

 

No período, os maiores volumes foram registrados na região Central Potiguar. Em Currais Novos, município onde mais choveu no RN, a Emparn anotou 174,8 milímetros. Em Santana do Matos, onde o estouro de uma barragem danificou uma ponte, choveu 139,5 mm no feriadão.

Na mesma região, Cerro Corá teve 134,1 mm. Em Acari, onde está o Açude de Gargalheiras, choveu 118,3 milímetros, a precipitação foi a quarta maior do RN. O Agreste Potiguar também registrou boas chuvas. Em Parazinho, foram 108, 7 milímetros entre quinta e hoje. Em Tangará, a Emparn marcou 85 mm no pluviômetro.

No Leste, Montanha e São Gonçalo do Amarante anotaram 63,7 mm e 63,3 mm, respectivamente. Natal, a capital potiguar, registrou 59,7 milímetros durante a Semana Santa. Já na região Oeste, que concentrou menor volume de chuva, a maior marca foi em Pendências, com 80,2 milímetros. Em seguida, a Emparn registrou 73 milímetros em Lucrécia e 70,4 mm em São Rafael.

O grande volume de chuva, além de ter derrubado a ponte em Santana do Matos, fez o Governo anunciar que decretará emergência em três municípios. Em outra cidade do RN, a chuva de 64,2 mm elevou o risco de desmoronamento em uma ponte. Segundo a Emparn, as chuvas devem continuar nos próximos dias.

Confira o boletim completo:

MESORREGIÃO OESTE POTIGUAR
Pendências(Ana) 80,2
Lucrécia(Emater) 73,0
São Rafael(Emater) 70,4
São Rafael(Particular Ii) 60,9
Itajá(Emater) 45,0
Ipanguaçu(Base Fisica Da Emparn) 41,0
Olho D’água Dos Borges(Particular) 39,1
Baraúna(Emater) 37,2
Felipe Guerra(Prefeitura) 33,0
Martins(Particular) 31,5
Jucurutu(Emater-pedra do Navio) 29,0
São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 27,2
Paraú(Prefeitura) 26,8
Francisco Dantas(Emater) 15,0
Umarizal(Fazenda Camponesa(partic)) 15,0
Coronel João Pessoa(Emater) 14,0
Pau Dos Ferros(Particular) 12,0
Porto Do Mangue(Prefeitura) 10,1
Encanto(Prefeitura) 10,0
Venha Ver(Emater) 10,0
Janduís(Emater) 7,4
Campo Grande(Particular 2) 6,7
Messias Targino(Prefeitura) 6,2
Rafael Fernandes(Emater) 6,2
Tenente Ananias(Emater-st Mororó) 5,7
Pilões(Prefeitura) 5,2
Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 5,0
Upanema(Prefeitura) 4,1
Severiano Melo(Prefeitura) 2,0
Campo Grande(Particular) 0,9
Caraúbas(Particular) 0,6
José Da Penha(Emater) 0,4

MESORREGIÃO CENTRAL POTIGUAR
Currais Novos(Sec Meio Amb. Ex Cersel) 174,8
Santana Do Matos(Emater) 139,5
Cerro Corá(Emater) 134,1
Acari(Particular) 118,3
Equador(Particular) 87,1
Ouro Branco(Sindicato Trab.rurais) 80,0
Bodó(Emater/trf p/delegacia) 73,5
Timbaúba Dos Batistas(Prefeitura-fz. Timbaúba) 70,0
Lajes(Prefeitura) 63,5
Florânia(Sitio Jucuri) 62,5
Fernando Pedroza(Emater) 58,6
Caiçara Do Rio Dos Ventos(Particular) 58,4
São Vicente(Emater(ex-particular)) 53,9
Parelhas(Emater) 45,6
Santana Do Serido(Emater) 43,8
São Fernando(Emater) 43,3
Angicos(Prefeitura) 40,2
Carnaúba Dos Dantas(Emater) 38,7
Pedro Avelino (Particular) 36,5
Jardim Do Seridó(Emater/passagem) 35,7
Cruzeta(Base Física Da Emparn) 32,1
Caico(Acude Mundo Novo-emparn) 28,0
Macau(Defesa Civil (ex-emater)) 27,5
Guamaré(Lagoa Doce) 22,7
São Jose Do Seridó(Associacao Usuarios Agua) 19,0
Caicó(Emater) 18,6
Lajes(Olho D’água Dois Irmãos) 17,0
Caicó(Acude Itans) 9,6
São Bento Do Norte(Prefeitura) 5,0

MESORREGIÃO AGRESTE POTIGUAR
Parazinho(Emater – Ex-particular) 108,7
Tangará(Emater) 85,0
Boa Saúde(Emater) 73,5
Sítio Novo(Prefeitura) 70,0
Barcelona(Particular) 64,2
Monte Alegre(Emater) 64,0
Rui Barbosa(Emater) 55,7
Jaçanã(Emater) 46,0
Monte Das Gameleiras(Emater) 42,0
São Paulo Do Potengi(Emater) 40,0
Ielmo Marinho(Prefeitura) 34,4
São Bento Do Trairi(Prefeitura) 33,7
Coronel Ezequiel(Particular) 26,4
Santa Maria(Sind.trab.rurais) 25,0
São Pedro(Emater) 23,3
João Câmara(Centro Saude) 22,7

MESORREGIÃO LESTE POTIGUAR
Montanhas(Prefeitura) 63,7
São Gonçalo Do Amarante(Base Física Da Emparn) 63,3
Extremoz(Emater) 61,8
Natal 59,7
Espírito Santo(Prefeitura) 56,5
Parnamirim(Base Física Da Emparn) 53,3
Goianinha(Emater) 49,5
Ceará Mirim 20,0
Maxaranguape(Particular) 15,5