Águia de Ouro é campeã do Carnaval de São Paulo

Apuração foi realizada no Sambódromo do Anhembi na tarde desta terça-feira (25)

Por Alessandra Balles 25 fev 2020, 18h33 – Publicado em 25 fev 2020, 17h35

Águia de Ouro é a campeã do Carnaval de São Paulo em 2020, que teve vitória inédita e disputa acirrada, por décimos. É a primeira vez que a escola da Pompeia, com 269,9 pontos, ganha o título do Grupo Especial. A agremiação cantou o Poder do Saber, a evolução do conhecimento humano da Idade da Pedra aos robôs, passando pelo mau uso das tecnologias, como a bomba de Hiroshima, que foi representada em um carro alegórico com integrantes da comunidade japonesa. Também fez referências de Paulo Freire a Geraldo Vandré. O carnavalesco Sydnei França estreou na Águia de Ouro depois de 11 carnavais na Mocidade Alegre, que acabou em terceiro lugar, com 269,7 pontos. Em segundo, ficou a Mancha Verde, com 269,8.

Duas escolas, a X-9 Paulistana (268,4  pontos) e a Pérola Negra (267,6 ), foram rebaixadas para o Grupo de Acesso no desfile de 2021.

Águia de Ouro e o carro sobre Hiroshima (TV GLOBO/Reprodução)

Antes do início da abertura dos envelopes com as notas, a Liga das Escolas de Samba de São Paulo explicou que a X-9 Paulistana já começaria a apuração com o desconto de cinco décimos por ter estourado o limite de alegorias permitidas na avenida. A escola desfilava com um carro acoplado, que se desencaixou e configurou duas unidades diferentes de alegoria. Perdeu três décimos pela quebra do regulamento e mais dois décimos pelo carro extra.

Outra decisão, tomada em conjunto com todos os presidentes de agremiação, também foi relembrada. Os jurados foram avisados com antecedência que a Pérola Negra, que homenageou os ciganos, não poderia perder pontos por fantasias danificadas pelo temporal que atingiu São Paulo em 10 de fevereiro e inundou o barracão onde era confeccionadas, embaixo do Viaduto Mofarrej, na Vila Leopoldina, local que ficou alagado. Cerca de 40% das fantasias foram perdidas dez dias antes do desfile do Grupo Especial, para o qual a escola voltou em 2020.

Ao todo, 14 escolas disputaram o título de campeã: Barroca Zona Sul, Tom Maior, Dragões da Real, Mancha Verde, Acadêmicos do Tatuapé, Império de Casa Verde, X-9 PaulistanaPérola Negra, Colorado do Brás, Gaviões da Fiel, Mocidade Alegre, Águia de Ouro, Unidos de Vila Maria e Rosas de Ouro

Neste ano, os desfiles das campeãs será no sábado (29), e os ingressos já estão à venda. Anteriormente, era realizado na sexta-feira.

Festas em Afonso Bezerra, Angicos e Fernando Pedroza devem encerrar às 3hs todos os dias

Festas devem ser encerradas às 3h todos os dias, na Cidade de Angicos, e paredões serão apreendidos pela PM  

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) celebrou um termo de ajustamento de conduta (TAC) com o Município de Angicos para garantir que a realização do Carnaval consiga manter a tradição cultural da cidade, conciliando com o sossego dos cidadãos da localidade. O TAC foi formulado pela Promotoria de Justiça de Angicos. 

O TAC visa a que as festividades em vias públicas, no Carnaval 2020, serão encerradas às 3h da manhã de cada dia de festa, em Angicos. Ainda ao Município, caberá a divulgação do conteúdo do termo de ajustamento de conduta, entre os cidadãos. 

Também foi signatária do TAC a 2ª Companhia de Polícia Militar, que assumiu a responsabilidade de coiibir o uso de “paredões de som” ou outros instrumentos similares, que perturbem o sossego das pessoas, usados por particulares, durante o Carnaval de 2020, seja em via pública, seja em estabelecimentos privados, nas Cidades de Afonso Bezerra, Angicos e Fernando Pedroza. 

As autoridades policiais ainda devem apreender os instrumentos de som ou “paredões” que estejam perturbando o sossego alheio, encaminhando os autores do fato, assim que possível, à Delegacia Regional de Polícia Civil de Macau (5ª DRP), que atuará em regime de plantão durante o Carnaval 2020. 

Em caso de descumprimento injustificado do compromisso assumido, os compromissário ficarão sujeitos à aplicação de multa de R$500, por caso relatado de descumprimento, ou por hora de descumprimento, sem prejuízo da adoção de medidas judiciais e administrativas cabíveis, e respectivas sanções. 

Leia o TAC na íntegra, clicando aqui.

Pedro Avelino🎉: Prefeitura divulga a programação do Carnaval da Princesa do Sertão

A Prefeitura Municipal de Pedro Avelino divulgou nesta quarta-feira, 29/01/2020, a programação oficial do Carnaval 2020.

As festividades começam na sexta-feira, 21, com o tradicional Arrastão das Kengas às 17hs, e logo às 20h30, acontece a decisão do campeonato de blocos.

Fonte: Facebook da prefeitura

Representações de Jesus trans, negro e mulher geram embate entre fé e liberdade de expressão

Um mês após o atentado ao Porta dos Fundos, reações indignadas ao enredo da Mangueira fazem pensar sobre a imagem que se construiu de Cristo

Maria Fortuna25/01/2020 – 04:30 / Atualizado em 25/01/2020 – 10:47

Personal Jesus Foto: Arte de André Mello
Personal Jesus Foto: Arte de André Mello

Quando a Mangueira anunciou que levaria à Sapucaí diferentes versões de Jesus Cristo no Carnaval deste ano, grupos religiosos arregalaram os olhos. Negro, índio ou mulher, o Jesus da verde-e-rosa soou como “blasfêmia” para os mais conservadores. A um mês do desfile, o enredo “A verdade vos fará livre”, que promete uma releitura da vida do “filho do Homem”, virou alvo de protestos, há um abaixo-assinado com mais de 93 mil assinaturas contra a escola e até uma ameaça de processo.

As críticas chamam ainda mais atenção pelo momento. Acontecem um mês depois do atentado à produtora Porta dos Fundos, atacada por retratar Jesus como gay em seu especial de Natal, na Netflix, e na esteira das reações à série “Messiah”, também da plataforma de streaming, sobre um novo messias que surge no Oriente Médio nos dias atuais, e que desagradou tanto a cristãos quanto a muçulmanos. Em 2018, a atriz Renata Carvalho foi vítima de perseguição e violência por causa da peça “Evangelho Segundo Jesus: Rainha do Céu”, na qual apresentava Cristo na forma de uma mulher trans. Um abaixo-assinado no site Avaaz.org pede que Renata represente Jesus transexual no desfile da Mangueira.

‘Com religião se brinca’

No Brasil de hoje, o embate entre fé e liberdade de expressão ganha terreno, fomentado pelas redes sociais, mas com muitos desdobramentos fora delas. No caso do Porta, a onda de protestos começou com postagens e um abaixo-assinado (com 2,3 milhões adesões) e culminou com quatro criminosos tentando se impor pela violência e tentativas de censura (um desembargador chegou a determinar que o episódio fosse tirado do ar, mas o STF cassou a decisão).

“Sinto lhe informar, mas com religião se brinca sim”, escreveu no GLOBO o humorista Fabio Porchat, ator e roteirista do especial de Natal. “Com religião, com futebol, com política, com a minha mãe, com o Detran, com o que você quiser. Isso não sou eu que estou dizendo, é a Constituição. A ‘lei de Deus’ não existe para o nosso país.”

Dias depois, começava a carga contra a verde-e-rosa.

— A Mangueira ataca a fé dos cristãos — diz o advogado e cientista social Frederico Viotti, representante do instituto conservador Plinio Corrêa de Oliveira, que lidera o abaixo-assinado contra o enredo. — Nosso objetivo é alertar a opinião pública, mas não descartamos ir à Justiça. Alegaríamos crime de vilipêndio.

Carnavalesco da escola e autor do enredo, Leandro Vieira argumenta:

— Jesus na cruz é a extensão de muitos corpos. Quem nega essa informação não conhece a Bíblia. Nosso enredo não é para dizer que Deus é mulher, mas para afirmar que ele também habita a mulher, vítima do feminicídio no Brasil. Jesus andou com pobres, perseguidos, e nosso Cristo está mais associado às dores dos oprimidos do que às lideranças políticas e religiosas que têm falado em seu nome.

Leia a matéria completa aqui.

Caso Zaira: PM é preso suspeito de participar da morte da estudante

Mulher foi encontrada sem vida dentro do carro que seria do suspeito, preso na manhã desta sexta-feira

Março 15, 2019 às 08:44 – Por: 

O policial militar Pedro Inácio de Maria foi preso na madrugada desta sexta-feira (15) em Currais Novos, a 180 quilômetros de Natal, por suspeita de participação na morte da estudante universitária Zaira Cruz, de 22 anos. O corpo dela foi encontrado dentro de um carro na manhã do dia 2 de março, sábado de carnaval, no município de Caicó, a 282 quilômetros da capital potiguar, na Região do Seridó.

Apesar de ter confirmado a prisão do PM, a Polícia Civil do RN só deve detalhar a investigação e os indícios de envolvimento do suspeito durante entrevista coletiva ainda esta manhã. O suspeito está sendo conduzido para Natal. O laudo sobre a morte da universitária já foi concluído, mas não foi divulgado para não atrapalhar as investigações. O documento está com a Polícia Civil.

Leia também:
Família de universitária morta em Caicó pede prudência na internet
Amigas marcam protesto contra morte da estudante Zaira Dantas

Caso Zaira: parte de laudos do Itep já está com a Polícia Civil
Morte de mulher dentro de carro em carnaval ainda é mistério

Mulher de Currais Novos encontrada morta dentro de carro em Caicó

Zaira Cruz era natural de Currais Novos, onde o policial é lotado, e estudava engenharia química na Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa). Ela havia viajado na companhia de um grupo de amigos para o carnaval de Caicó, um dos mais movimentados do estado. No sábado pela manhã, a estudante foi encontrada morta dentro de um veículo que seria de Pedro. De acordo com depoimento de amigos e familiares da vítima, eles mantinham um relacionamento com encontros esporádico.

OP9 RN

Xande de Pilares é atingido por carro de som em Desfile das Campeãs

Apesar do susto com o carro da escola Salgueiro, o incidente não foi grave e o músico saiu apenas mancando

JC Online

Publicado em O músico logo se recuperou e seguiu com sua agenda de shows para a noite.+

O músico logo se recuperou e seguiu com sua agenda de shows para a noite.+
Foto: Reprodução/Instagram

Xande de Pilares, ex-integrante do grupo Revelação, sofreu um incidente enquanto desfilava pela escola de samba do Salgueiro no Desfile das Campeãs, na madrugada deste sábado. Ao atravessar a Avenida por onde passava a agremiação, o músico foi atropelado por um carro de som. Apesar do susto, o acidente não foi grave, de acordo com o jornal Extra.

O cantor foi atendido pela produção do Salgueiro e levado para uma sala reservada, onde ficou para colocar gelo no pé. Testemunhas informaram ao Extra que Xande teria saído mancando do local devido ao impacto. Já a assessoria do músico afirma que ele está bem.

Apesar do incidente, Xande conseguiu realizar os shows que estavam marcados em dois camarotes no Desfile das Campeãs.

Mancha Verde é campeã do Carnaval 2019 de São Paulo

Pela primeira vez, a Mancha Verde é a grande campeã do Grupo Especial do carnaval de São Paulo de 2019. Com o enredo “Oxalá, salve a princesa. A saga de uma guerreira negra”, escola trouxe para o Anhembi a hostória de uma princesa africana Aqualtune, avó de Zumbi dos Palmares, e discutiu escravidão, direitos de negros e mulheres e intolerância religiosa. Em uma disputa acirrada a Acadêmicos doTatuapé ficou com o vice-campeonato.

Nove quesitos foram avaliados, por quatro jurados cada: Bateria, Samba-enredo, Evolução, Fantasia, Harmonia, Comissão de Frente, Mestre Sala e Porta Bandeira, Enredo, Alegoria. As notas fracionadas variaram de nove a dez.

A campeã e as outras quatro escolas mais bem colocadas vão participar do desfile das campeãs na sexta-feira (8).

Agência Brasil