MPE pede cassação do diploma e inelegibilidade de prefeito reeleito, vice e vereador em Assú

17 de dezembro de 2020 às 16:45

COM BASE NAS INFORMAÇÕES E DOCUMENTAÇÃO OBTIDAS, O MPE PEDE A CASSAÇÃO DO DIPLOMA DO PREFEITO E DOS REELEITOS. FOTO: DIVULGAÇÃO

Diante de denúncias recebidas após a votação de novembro, o MPE (Ministério Público Eleitoral) do RN jogou as lupas de investigação para checar se houve abuso de poder político pelo prefeito reeleito de Assú, Gustavo Soares, pela vice-prefeita eleita, Fabielle Cristina de Azevedo, e o vereador reeleito Francisco de Assis Souto.

De acordo com a Promotoria da 29ª Zona Eleitoral, lupas identificaram entre intermediadores que teriam comprado votos “pessoas de confiança do prefeito e do núcleo principal da campanha, tendo um deles, em conversa via WhatsApp, evidenciado que agia em nome de Gustavo”.

Complementa: “As informações davam conta de que “compra” de votos teriam beneficiado o candidato reeleito para o cargo de prefeito de Assu”.

E concluiu, inclusive, que a compra de votos foi superior à diferença de votos entre os candidatos ao cargo de Prefeito, o que revelou a lesividade concreta das condutas para a legitimidade e normalidade do pleito. Isso significa que a quantidade de votos “comprados” foi suficiente para alterar o resultado final da eleição”.

Cassação

Com base nas informações e documentação obtidas, o MPE pede a cassação do diploma do prefeito e dos reeleitos. E que eles sejam declarados inelegíveis para as eleições a se realizarem nos próximos 8 anos.

 Para Fabielle Cristina, pedido de cassação do diploma de vice-prefeita. Para demais acusados na ação, pede inelegibilidade para as eleições nos próximos oito anos.

Com informações do blog BZNotícias

Polícia Militar detém homem testado positivo da covid-19 na fila da caixa em Assú

Da redação – Uma guarnição da polícia militar foi até o centro da cidade de Assú, na manhã desta sexta-feira, 08 de Maio de 2020, deter um homem infectado com o coronavírus, pós exame testou positivo para a doença. Segundo informações do Major Maxmiliano Luiz, comandante do 10º BPM, confirmou ao ASSÚ NOTÍCIA, a detenção do homem, que estava na fila da caixa econômica federal, para ser atendido.

O paciente infectado recebeu voz de prisão e foi conduzido para à delegacia da polícia civil, onde nesse momento estão sendo feito os procedimentos cabíveis diante da situação. 

A vigilância sanitária do município também participou da ação de condução do paciente para a delegacia. O Major Maxmiliano, disse que ainda não sabe como haverá a punição para o paciente, pois o delegado que fará os procedimentos, se dá prisão em flagrante ou Termo Circunstanciado de Ocorrência – TCO.

Informações Assú Notícia

IVAN JÚNIOR lidera corrida para voltar a Prefeitura do Assú

Próximo de 2020, ano de eleições municipais, o ex-prefeito da cidade do Assú, Ivan Júnior e sua esposa, Drª Vanessa Lopes lideram todos os cenários para próximas eleições.

O levantamento feito pelo Instituto Teledata, realizado entre os dias 21 e 22 de dezembro, aponta Ivan Júnior com ampla vantagem sobre o atual Prefeito Gustavo Soares e demais concorrentes. Nas últimas eleições estaduais Ivan Júnior foi candidato a Deputado Estadual e já superou o Deputado George Soares (irmão do prefeito), sendo o candidato a Dep. Estadual mais votado do Assú e levando Benes Leocádio a ser também o Deputado Federal mais votado.

Cenário 1 ( Estimulada)
Ivan Júnior – 47,82
Gustavo Soares – 38,21

Cenário 2( Estimulada)
Ivan Júnior – 44,32
Gustavo Soares – 32,52
Fabielle Bezerra – 11,14

Cenário 3( Estimulada)
Ivan Júnior – 36,90
Gustavo Soares – 31,00
Dr Vanessa – 8,08
Fabielle Bezera – 5,68

Cenário 4( Estimulada)
Dr Vanessa – 42,37
Gustavo Soares – 37,99

A pesquisa ainda aponta que para mais de 40% dos da população de Assú, Ivan Júnior foi o melhor prefeito dos últimos 30 anos e o atual prefeito Gustavo Soares, com a maior rejeição entre todos os pré-candidatos.