Wesley Safadão e Thyane Dantas são indiciados pelo crime de peculato após vacinação irregular

Cantor, mulher e assessora do artista foram imunizados fora do local e data em Fortaleza (CE)

Thyane Dantas e o marido, Wesley Safadão
Reprodução/Instagram

O cantor Wesley Safadão, a mulher dele, Thyane Dantas, e mais cinco pessoas foram indiciadas pelo crime de peculato pela vacinação irregular contra a Covid-19 do casal e da assessora do artista. A imunização fora de local e data, em Fortaleza (CE), é alvo de inquérito policial da Delegacia de Combate a Corrupção. 

O grupo ainda foi indiciado “por infração a determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa, cujas penas somadas podem chegar a treze anos de prisão”, de acordo com a Secretaria Estadual da Segurança Pública. 

investigação, que durou dois meses e ouviu um total de 19 pessoas, foi finalizada pela Polícia Civil do Ceará, nesta quarta-feira, 29. Inquérito já foi enviado ao Poder Judiciário para apreciação.

Entenda o caso

Três funcionários foram apontados como responsáveis por irregularidade na vacinação contra a Covid-19 do cantor Wesley Safadão e da esposa Thyane Dantas, no dia 8 de julho de 2021. A apuração foi encerrada no último dia 6 pela Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza (SMS).

Thyane foi vacinada no dia 8 de julho, data na qual deveriam ser imunizadas pessoas com 32 anos ou mais, o que não é o caso da esposa do artista, que possui 30 anos. A situação ocorreu em um shopping da capital cearense e a justiça apontou que Dantas não possuía agendamento para participar do ciclo vacinal, operação exigida no município. 

Wesley e a produtora Sabrina Tavares também receberam a vacina no dia, mas estavam na lista de agendamentos de um dos postos e se deslocaram para outro. As autoridades querem entender se os dois agiram no intuito de escolher o imunizante.

O resultado da apuração foi divulgado no Diário Oficial do Município (DOM) Nº 17.137. Segundo o texto, foi constatado que houve irregularidade funcional por parte de três funcionários, sendo uma servidora pública e dois terceirizados. A funcionária terá um Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) instaurado. Os terceirizados foram devolvidos para a empresa contratante.

Em nota, a Secretaria apontou que a investigação foi encaminhada aos órgãos ministeriais e policiais para “a apuração de possíveis práticas em desacordo com o Código Penal Brasileiro”.

BandNews

Exclusivo! Record bate o martelo e expulsa Nego do Borel de A Fazenda 13

O cantor foi chamado pela produção do programa na tarde deste sábado para receber o comunicado de sua eliminação

Leo Dias

A Record bateu o martelo e definiu a situação de Nego do Borel em A Fazenda 13: ele será expulso do reality show neste sábado (25/9).

A coluna LeoDias recebeu a informação de que a decisão pela saída do funkeiro não foi unânime na alta cúpula da emissora, mas a pressão do público e principalmente dos patrocinadores foi fundamental para a saída de Nego do jogo.

Entenda o caso

No quarto da sede de A Fazenda 13, durante a madrugada deste sábado (25/9), Dayane Mello, visivelmente bêbada, foi se deitar e Nego do Borel estava na cama. O cantor Mc Gui questionou se a modelo queria mesmo ficar ali e, em seguida, Tati Quebra Barraco e Solange Gomes falaram para o peão não tentar nada, pois a modelo estava sob efeito de álcool.

Os peões ainda orientaram Nego do Borel a deixar a cama. Mc Gui falou que ele deveria sair, pois, com a moça bêbada, ele seria acusado. O cantor, no entanto, permaneceu no local.

Erasmo Viana disse que não via problema, afinal, os dois estavam “solteiros” e acusou os colegas de “colocarem fogo na situação”.

Polícia na Record

A equipe jurídica de Dayane Mello foi até a sede de A Fazenda 13, em Itapecerica da Serra (SP), acompanhada de um grupo de policiais para entrar no local e buscar provas de que a modelo de fato sofreu uma violação física enquanto estava bêbada.

Até o momento, a Record disse que está investigando o caso e anunciará o desfecho de sua decisão na noite deste sábado, ao vivo, no reality show.

Léo Chaves nega chance de volta da dupla com Victor: ‘Como irmãos a gente se ama, como sócios, se odeia’

O cantor Leo Chaves, que formou por 26 anos dupla sertaneja com Victor, se prepara para o maior desafio da carreira em voo solo. O artista grava no dia 30 de setembro, em São Paulo, o 1º DVD sem o irmão. Após buscar novas experiências relacionadas à própria musicalidade, nesse projeto ele quer reafirmar a identidade que o fez chegar ao topo do Brasil nos anos 2000 ao lado do irmão: a música romântica.

sabella Pinheiro/Gshow

Ao mesmo tempo em que o novo projeto de Leo anima os fãs da dupla pelo ar saudosista, ele frustra, na mesma intensidade, os que sonhavam com o retorno dos irmãos. Em entrevista exclusiva ao g1 durante uma passagem por Campinas (SP), o músico, que também é empresário, palestrante e autor de livros, contou detalhes da produção do DVD, analisou o atual momento da música sertaneja e descartou qualquer possibilidade de se juntar com Victor novamente.

“Nem eu e nem ele pensamos em volta da dupla com carreira. Ele está focado no projeto solo dele que é o ‘VC’, que é maravilhoso, e eu focado no meu primeiro projeto solo, que é o meu DVD. Seria dar um tiro no pé a gente confundir o mercado agora com a volta do Victor e Leo. Jamais. Como irmãos a gente se ama, como sócios, a gente se odeia”, revelou Leo Chaves.

No projeto que será gravado na casa de shows Expo Barra Funda, exclusivamente para convidados, – todos serão testados para Covid-19 – Leo terá um recomeço da carreira com 15 músicas inéditas, produzidas por ele mesmo ao lado de Beto Rosa. O DVD contará com participações de nomes do 1º escalão do sertanejo atual como Gusttavo Lima e Henrique e Juliano, além de Guilherme e Benuto e Xand Avião.

O cantor ainda vai revisitar o legado de Victor e Leo com releituras de parte dos hits que tornou a dupla um fenômeno de sucesso e popularidade quando ganhou projeção nacional, em 2007, e manteve os artistas no topo da lista de músicas mais executadas do país por quatro anos seguidos. Entre as 13 canções que serão regravadas, estão “Fada”, “Fotos, “Borboletas”, “Tem que ser você”, “Na linha do tempo”, “Meu eu em você”, e “Amigo apaixonado”.

“Eu estou produzindo essas músicas inéditas durante três anos. Eu já produzi mais de 100 músicas inéditas, descartei 85 e estão ficando 15 músicas inéditas para o DVD. Quando eu falo isso as pessoas da banda não acreditam, mas eu mostro a lista. As participações vão cantar uma inédita e uma do Victor e Leo. Eu quis fazer isso porque eu acho legal, até porque talvez muitos deles foram influenciados também por Victor e Leo”, explicou o artista.

‘Tem mais coisa ruim do que boa’

Apesar do fim da dupla com Victor, Leo nunca se afastou do sertanejo e se manteve ligado ao que é feito pela nova geração. Segundo o cantor, hoje há mais obras ruins do que boas dentro do gênero e as produções são todas muito parecidas umas com as outras. No entanto, a ressalva não impede o músico de continuar ligado ao segmento e apreciar o que é feito atualmente.

“Isso faz parte do momento e está tudo certo. Eu escuto e me divirto do mesmo jeito, mas, quando eu ouço algo diferente, me chama atenção. E tem uma geração nova vindo com uma intenção bacana. Acho que as pessoas estão cansadas da mesmice. Na minha visão, está começando a chegar a um ponto de mutação de novo na música sertaneja. A mesmice entornou o caldo. Ou melhor, a mesmice vai entornar o caldo, na minha opinião”, pontuou.

Além disso, Leo também afirmou que comemora quando o sertanejo faz alianças com outros gêneros musicais. “Eu tenho três filhos e meus filhos ouvem o João Gomes, eu acho muito bom. É um cara que vem com uma voz grave, inovando. Ouvem os Barões da Pisadinha e eu acho coisas legais também ali. Eu sempre soube que a música do Nordeste ia descer, sempre falei isso. Entendo como algo essencial, algo raiz, só que hoje em uma linguagem moderna. Eu vejo com bons olhos”, disse.

G1

Xand Avião pede desculpas para Cremosinho por expulsá-lo de palco em Fortaleza

Forrozeiro realizou pocket show, com protocolos sanitários, após lançamento de festival

Xand Avião e Zé Vaqueiro estavam no palco de pocket show durante ocorrido
Legenda: Xand Avião e Zé Vaqueiro estavam no palco de pocket show durante ocorridoFoto: Reprodução/Instagram

O cantor Xand Avião pediu desculpas no Instagram, nesta quarta-feira (22), para o influenciador digital Cremosinho por ter tirado ele de palco de um evento privado, em Fortaleza. O forrozeiro realizou um pocket show para empresários após coletiva de imprensa do festival “Viiixe: Forró e Piseiro”.

O evento, com protocolos sanitários contra a Covid-19, foi realizado na terça-feira (21). Nos vídeos feitos por convidados, o cantor interrompe Cremosinho, que estava cantando. “Suposições, amanhã, tu vai no show do Safadão, tu vai fazer a mesma coisa?”, questionou Xand Avião.

Cremosinho de imediato respondeu: “se ele chamar, tem que fazer, né?”, já sendo retirado do palco por Xand Avião, que diz que o rapaz teria outros atributos. “Eu já vi uma foto sua nu”, explica, removendo Cremosinho do palco.

VEJA PEDIDO DE DESCULPAS DE XAND AVIÃO:

“Ontem foi um dia muito especial pra mim. Um projeto que estamos trabalhando há meses saiu do papel e em meio a tanta alegria, preciso fazer um pedido de desculpas. Durante a festa, Cremosinho entrou no palco e eu fiz uma brincadeira que, vendo os vídeos hoje, soou como grosseria da minha parte. Fiquei triste vendo as imagens e consigo me colocar no lugar dele para entender que errei. Por isso, peço desculpas a ele e a todos que, com razão, puxaram a minha orelha pelo vacilo. Desculpe, amigo”.

Investigação: Mulher de Wesley Safadão mentiu a idade para furar fila da vacinação, dizem servidoras

Thyane também não estava agendada para receber o imunizante, prática utilizada no município para regular a vacinação.

Publicado em 19/09/2021 18:15diário vip

Foto/Reprodução

A digital influencer e mulher do cantor Wesley Safadão, Thyane Dantas, mentiu sobre a idade no momento da vacinação contra a Covid-19, segundo informaram as servidoras responsáveis pela vacinação do casal em depoimento à sindicância realizada pela prefeitura de Fortaleza.

A registradora do local de vacinação e a aplicadora da vacina afirmaram em depoimento que a influenciadora digital disse ter 31 anos durante diferentes etapas da imunização, mas na verdade, possuía 30.

Ela não entregou documento de identificação com a idade correta.

Além disso, o recorte de aplicação no dia do ocorrido era para pessoas com 32 anos ou mais. Thyane também não estava agendada para receber o imunizante, prática utilizada no município para regular a vacinação.

A enfermeira que aplicou a vacina de dose única em Thyane durante a sindicância foi questionada por um membro da Comissão de Acompanhamento e Avaliação do Plano Municipal de Operacionalização de Vacinação contra a Covid-19 se não desconfiou da idade da digital influencer. Em resposta, a servidora afirmou que confiava na equipe de triagem.

Na época, Wesley e Thyane negaram qualquer irregularidade afirmando que ela havia recebido vacinas da “xepa”, como ficou conhecida a sobra de imunizantes do dia.

A Prefeitura de Fortaleza negou a versão, dizendo que não havia aplicação de doses de “xepa” no horário em que eles foram imunizados. Quando eles voltaram a ser procurados, não quiseram se manifestar sobre o assunto.

A equipe de Wesley Safadão afirmou que o cantor e a mulher dele não iria se posicionar sobre o assunto.

Suposta corrupção passiva

A sindicância que apura a vacinação irregular de Thyane, mulher do cantor, foi concluída pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), que encontrou irregularidades nas ações de três colaboradores do poder municipal, uma servidora pública e dois funcionários terceirizados.

Segundo a pasta, as apurações internas apontam possível crime de corrupção passiva por parte de três colaboradores da Prefeitura de Fortaleza. A decisão foi assinada pela secretária municipal da Saúde, Ana Estela Leite, e publicada no Diário Oficial do Município de 6 de setembro.

Ator Luis Gustavo morre aos 87 anos vítima de câncer

Notícia foi dada pelo amigo e também ator Cássio Gabus Mendes: ‘Descanse na luz e na paz! Obrigado por tudo’

Ator lutava contra um câncer no intestino

Morreu na manhã deste domingo, aos 87 anos, o ator Luis Gustavo. A informação foi revelada e lamentada por Cássio Gabus Mendes no Instagram. “Informo que meu querido Tatá faleceu hoje, vítima de câncer! Descanse na luz e na paz!!”, escreveu o ator.

Nascido em Gotemburgo, na Suécia, Luis Gustavo era filho de um diplomata espanhol, Luis Amador Sánchez Fernández, a trabalho naquele país, e de Elena Blanco Castañera, uma espanhola de origem humilde. Luis Gustavo veio para o Brasil ainda quando criança.

Luis Gustavo em O Salvador da Pátria (1989), como Juca Pirama

Iniciou sua carreira artística como contrarregra através de seu cunhado Cassiano Gabus Mendes, então diretor artístico da TV Tupi.

Pouco tempo depois, já havia participado de diversos filmes, telenovelas e teleteatros até estrelar o anti-herói em Beto Rockfeller de Bráulio Pedroso, considerada a primeira novela moderna no formato que dura até a atualidade. Desde então, consolidou a sua carreira artística atuando em diversas telenovelas e filmes.

Alguns personagens dos mais marcantes de Luis como ator foram o costureiro Ariclenes Almeida/Victor Valentin em Ti Ti Ti, o músico cego Léo em Te Contei? e o playboy Ricardo em Anjo Mau, todas escritas por Cassiano Gabus Mendes.

Também deu vida ao radialista corrupto Juca Pirama em O Salvador da Pátria, de Lauro César Muniz. Mas o personagem mais memorável do ator foi o atrapalhado detetive particular Mário Fofoca em Elas por Elas, também de Cassiano, que depois estrelaria com este mesmo personagem um seriado homônimo e o filme As Aventuras de Mário Fofoca.Publicidade

Em 1989 fez uma participação especial muito importante na novela Que Rei Sou Eu? interpretando o pai do futebol brasileiro Charles Muller. Durante vários anos, Luis atuou ainda como Vanderlei Mathias, o “Vavá”, no programa humorístico dominical da Rede Globo Sai de Baixo.

Pedro Avelino: Jovem cantor Thallison Vaqueiro 16 anos é convidado para gravar CD com o cantor Caninana

Um sonho, um Objetivo ser cantor e reconhecido em todo Brasil

Thallison Silva com Apenas 16 anos, tem um grande futuro promissor pela frente na música.

O Jovem de Família Humilde, sempre teve um sonho de ser cantor. Com a força de amigos, ele tornou-se o Thalison Vaqueiro e promete não decepcionar a região onde nasceu e todo o Rio Grande do Norte.

Em Breve Thalisson gravará seu 1°CD EM Fortaleza/CE com várias surpresas, entre elas , terá a participação do cantor Cearense (CANINANA) em uma das faixas do CD. 

O jovem com tão pouca Idade, sempre correndo atrás de seus sonhos e objetivos fará História em todo o estado do Rio Grande do Norte e no Brasil inteiro.

Portal notícia em foco

Com Covid-19, Silvio Santos tem alta e deixa hospital

Apresentador chegou a ser internado na última sexta (13) após o diganóstico positivo

O apresentador Silvio Santos, de 90 anos, recebeu alta do hospital na noite da sexta-feira (13) após ser internado no mesmo dia. O dono do SBT recebeu o diagnóstico positivo da Covid-19 e encontrava-se no hospital Albert Einstein, em São Paulo, por precaução. 

A notícia de sua internação foi dada por sua filha Patrícia Abravanel em comunicado nas redes sociais: “Nosso pai está clinicamente bem. Daquele jeito que a gente ama… brincando com todos, fazendo piadas, curioso, descontraindo o ambiente. Mas testou positivo para Covid e por conta da idade e necessidade de exames frequentes os médicos decidiram interná-lo”. Já a confirmação sobre a alta foi divulgada pela assessoria de comunicação do apresentador. 

No Twitter, uma sobrinha de Silvio Santos, Dory Abravanel, publicou uma foto ao lado do tio com a legenda “ele já está em casa!”, e tranquilizou internautas.

Silvio recebeu a segunda dose da vacina contra a Covid-19 em março deste ano. Ele voltou a gravar dentro do SBT em julho, após quase dois anos afastado, em grande parte para cumprir o isolamento social durante a pandemia.

Um dos nomes mais conhecidos da televisão brasileira, Silvio começou a carreira de apresentador em 1962, na TV Paulista. O apresentador ainda passou pela Globo, TV Tupi e Record. Em 1981, o também empresário fundou o Sistema Brasileiro de Televisão (SBT), emissora em que trabalhou como principal apresentador desde então. 

O apresentador Silvio Santos em 2015
O apresentador Silvio Santos em 2015

Silvio Santos é internado com covid-19 em São Paulo

Apresentador de TV chegou ao hospital acompanhado pela filha Patrícia Abravanel

Ubiratan Brasil – O Estado de S.Paulo

O apresentador de televisão Silvio Santos foi internado com covid-19 no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, segundo um comunicado publicado por sua filha Patrícia Abravanel no Instagram.

Apresentador Silvio Santos está internado com covid-19 em São Paulo Foto: Lourival Ribeiro/SBT

“Nosso pai está clinicamente bem. Daquele jeito que a gente ama… brincando com todos, fazendo piadas, curioso, descontraindo o ambiente”, informou Patrícia. “Mas testou positivo para COVID e por conta da idade e necessidade de exames frequentes os médicos decidiram interná-lo.”

Outra filha do apresentador, Silvia Abravanel, também confirmou a informação em sua conta no Instagram. “Nosso pai está super bem, graças a Deus”, escreveu. “Os exames dele estão bons.”

Silvio está internado na UTI da área reservada aos pacientes com covid-19, sendo moitorado de perto por médicos. O apresentador tomou a segunda dose da vacina contra a covid-19 em março.

Já na quinta-feira, 12, havia boatos de que o apresentador estaria internado, mas tanto o SBT quanto a mulher de Silvio, Iris Abravanel, negaram a informação.

Silvio Santos recebeu a vacina contra a Covid-19 Foto: Reprodução/Instagram

Depois de recluso em casa por causa da pandemia, período em que foram exibidas reprises de seu programa, Silvio Santos voltou a gravar no final de junho, começando pelo quadro Roda a Roda Jequiti, ainda com plateia reduzida.

“Com essa pandemia, tive que ficar em casa sem fazer nada, sei lá quanto tempo, esqueci tudo”, disse no primeiro programa inédito. “Estava com uma menina chamada amnésia”. 

Com sua tradicional forma de se expressar sem medir as palavras, Silvio arrancou mais risos da plateia ao dizer que se encontraria novamente com o presidente Jair Bolsonaro. “Eu nunca saí de São Paulo, só conheço o Rio, porque eu nasci lá, e Brasília, que é onde vou tratar de negócios. Vou falar com o Bolsonaro para ver se ele vai ser reeleito. Vou perguntar a ele se vai ser reeleito”, disse.

O apresentador tomou as duas doses da vacina contra a covid no período de um mês: a primeira no dia 10 de fevereiro e a segunda, em 10 de março. “Alguém reconhece esse figura na fila da vacinação? Aquele ali com a camisa abotoada errado e pose de galã? Meu papaizão dando seu grito de liberdade!”, escreveu Patricia, em suas redes sociais.

No dia 19 de agosto, o SBT completa 40 anos. No domingo, 8, a emissora exibiu um documentário sobre a trajetória do comunicador a partir da criação do canal. Mais de 40 personalidades foram ouvidas para o programa.

Publicação das filhas de Silvio Santos sobre o estado de saúde do pai
Publicação das filhas de Silvio Santos sobre o estado de saúde do pai Foto: Reprodução/Instagram

Morre o ator Tarcísio Meira, aos 85 anos

Ator estava internado para tratar Covid-19 em São Paulo

O Globo

Tarcísio Meira, em ‘Orgulho e paixão’ (2018) sua última novela Foto: TV Globo / João Miguel Júnior

Morreu nesta quinta-feira, aos 85 anos, o ator Tarcísio Meira. Ele estava internado desde o último sábado na UTI do hospital Albert Einstein, em São Paulo, com Covid-19. Sua esposa, a também atriz Glória Menezes, foi internada junto com ele, mas com sintomas leves, e “deve ter alta em breve”, segundo a assessoria de imprensa do casal.

Um dos grandes galãs de todos os tempos, Tarcísio Meira é dono de uma história que se mistura à da TV brasileira. Ao lado de Glória Menezes, foi protagonista da primeira telenovela diária do país, “2-5499 — Ocupado”, na Excelsior, em 1963. Em 1968, o casal inaugurou a faixa das oito da Globo com “Sangue e areia”. Ao longo da carreira, atuou em mais de 60 trabalhos, entre novelas, minisséries e especiais. Seu último trabalho na TV Globo foi a novela “Orgulho e paixão” (2018).

Tarcísio Magalhães Sobrinho nasceu no dia 5 de outubro de 1935, em São Paulo. O sobrenome Meira veio “emprestado” da mãe, Maria do Rosário Meira Jáio de Magalhães, por ser mais sonoro artisticamente e por 13 letras, uma superstição do jovem na época. Seu primeiro sonho profissional foi ingressar no Instituto Rio Branco para se tornar diplomada. Ao ser reprovado na primeira prova, em 1957, desistiu da ideia e acabou investindo definitivamente na carreira de ator.

Amor, teatro e TV

No mesmo ano em que não passou na prova do Instituto Rio Branco, Tarcísio estrelou peças como “Chá e simpatia  , de Robert Anderson, e “Quando as paredes falam”, de Ferencz Molnar. Em 1959, dividiu o palco com Sérgio Cardoso em “Soldado Tanaka”, de George Kaiser.

Em 1960, ainda no teatro, o jovem de 25 anos e 1,85m viu Glória pela primeira vez.

Tarcisio Meira e Glória Menezes, em 2012 Foto: Marcelo Theobald / Agência O Globo.[

— Estava ensaiando a peça “As feiticeiras de Salém”, dirigida por Antunes Filho, e, de repente, passou aquela coisinha linda. Eu falei: “O que é isso?” Um tempo depois, fomos chamados para fazer um teleteatro, “Uma Pires Camargo” (1961) e ficamos amigos — relembrou o ator, em entrevista ao GLOBO, em 2015, sobre a história de amor que se confunde com a da carreira. — Quando ela lançou o filme “O pagador de promessas” (1962) em Cannes, mandei flores e um cartão escrito “volte, volte, volte”.

Os dois se casaram em 1962 e, em 1964, tiveram seu único filho, Tarcísio Filho.

Tarcísio e Glória viraram grandes estrelas da TV Excelsior, que os escolheu para protagonizar “2-5499 — Ocupado”. Depois, foram mais nove novelas até assinar com a TV Globo. Na emissora carioca, fez sua estreia, também com a mulher, em “Sangue e areia”, em 1967. Três anos depois, ele viveu um de seus personagens mais emblemáticos: João Coragem, de “Irmãos Coragem”, novela de Janete Clair, estrondoso sucesso da época. Segundo o site do projeto Memória Globo, a audiência do penúltimo capítulo foi maior que a da final da Copa do Mundo. “Foi a primeira novela que os homens admitiam que viam. Até então, eles viam meio escondidos, porque novela era coisa de mulher”, explicou o ator ao site.

Em sua longa trajetória na TV, o paulistano na TV viveu personagens inesquecíveis como  Antônio Dias, em “Escalada” (1975), novela de Lauro César Muniz. Com Felipe, em “Guerra dos sexos” (1983), surpreendeu ao viver seu primeiro personagem cômico e protagonizou cenas impagavéis ao lado de Fernanda Torres e Paulo Autran. Renato Villar, em “Roda de Fogo” (1986), obra de Lauro César Muniz; Dom Jerônimo, na minissérie “A muralha” (2000), adaptação do livro de Dinah Silveira de Queiroz assinada por  Maria Adelaide Amaral e João Emanuel Carneiro; Aristide, em “Páginas da vida” (2006), e Manoel Carlos;  Tibério Vilar, no remake de “Saramandaia”, de Dias Gomes, feito por Ricardo Linhares (2013), foram outros personagens que marcaram sua carreira.  Sua última novela foi “Orgulho e paixão”, escrita por Marcos Bernstein em 2018, em que interpretou Lorde Williamson.

Tarcísio Meira em ‘A muralha’ Foto: Nelson di Rago / TV Globo

Com Mazzaropi e Glauber

O ator não restringiu sua carreira à TV. Em 1963, fez seu primeiro filme, “Casinha pequenina”, um dos maiores sucessos da filmografia de Mazzaropi. No cinema foram mais de 20 produções, entre elas “A idade da pedra” (1981), último filme de Glauber Rocha e um dos mais complexos e reflexivos, com quatro personificações distintas da imagem de Cristo (um negro, um militar, um indígena e um guerrilheiro).

— Um dia, Glauber me botou no meio de uma bateria de escola de samba. De uma hora para outra, na batida da música, notei algo: o que era para ser uma escola de samba virou uma banda militar, quase que numa marcha. Era um tipo de cinema que eu nunca tinha feito — disse Tarcísio, em entrevista ao  GLOBO em 2010.

No mesmo ano, o ator estrelou “O beijo no asfalto”, dirigido por Bruno Barreto e baseado na peça de Nelson Rodrigues. A obra deu o que falar na época já que o personagem de Tarcísio beijava o de Ney Latorraca na boca. O último longa do ator  foi “Não se preocupe, nada vai dar certo!”, de Hugo Carvana, comédia lançada em 2011.

Tarcísio Meira morreu aos 85 anos, depois de seis dias internado com Covid-19 no hospital Albert Einstein, em São Paulo. O paulistano foi um dos maiores atores do país, tendo protagonizado a primeira novela diária do Brasil, “2-5499 — Ocupado”, na Excelsior, em 1963. Seu último trabalho na TV foi em 2018, na novela “Orgulho e paixão” (foto) Foto: TV Globo / João Miguel Júnior / TV Globo / João Miguel Júnior

— Carvana me deu um personagem que chora de mentirinha, mas também é capaz de chorar de verdade. E com verdade. Cinema é isso: é ver, é acreditar e se emocionar — contou ele, em 2010.

No fim de 2019, Tarcísio subiu aos palcos pela última vez, com a reencenação de “O camareiro”, peça que estrelou em 2015 e lhe rendeu o prêmio Shell de melhor ator em 2016. Ao todo, foram 31 peças de teatro ao longo da vida, muitas delas com Glória, como “Tudo bem no ano que vem” (1976), “Toma lá,dá cá” (1983) e “E Continua tudo bem” (1996).

“O trabalho do ator é bonito e útil. Diz respeito à sensibilidade. Eu procuro desempenhá-lo da melhor maneira possível, com a máxima eficácia. Tento convencer as pessoas das verdades daquele personagem. Essa carreira me gratifica muito”, disse ele ao Memória Globo.