Serviço de manutenção interrompe abastecimento de água em 23 bairros de Natal

Água será cortada entre as 8h e as 17h desta sexta-feira (26) e normalização do abastecimento deve acontecer em até 48h após o término do trabalho.

Por G1 RN

24/07/2019 15h36  Atualizado há 17 horas


Serviço de manutenção interrompe abastecimento de água em 23 bairros de Natal — Foto: Agência Brasil
Serviço de manutenção interrompe abastecimento de água em 23 bairros de Natal — Foto: Agência Brasil

Um serviço de manutenção na Estação de Tratamento de Água (ETA) do Jiqui vai interromper o abastecimento de água em 23 bairros das zonas Leste, Oeste e Sul de Natal na sexta-feira (26). De acordo com a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), o trabalho vai acontecer entre as 8h e as 17h, momento em que o fluxo de água será cortado. A normalização do abastecimento deve acontecer em até 48h após o término do serviço.

Serão afetadas as seguintes localidades: Bom Pastor, Candelária, Capim Macio, Cidade da Esperança, Cidade Nova, Felipe Camarão, Lagoa Nova, Nazaré, parte do bairro de Neópolis, Alecrim, Areia Preta, Bairro Nordeste, Barro Vermelho, Cidade Alta, Lagoa Seca, Mãe Luíza, Petrópolis, Praia do Meio, Quintas, Ribeira, Rocas, Santos Reis e Tirol.

Ainda segundo a Caern, o serviço é necessário para uma manutenção elétrica nas estações elevatórias da ETA e montagem de um grupo motobomba (bombeamento de água).

Projeto de Lei obriga Companhia de Água a instalar eliminadores de ar nos medidores

Tramita na Câmara de Vereadores de Blumenau um projeto de lei que quer obrigar o Samae (Companhia de Água local )a instalar um equipamento eliminador de ar na tubulação de água das casas, antes do hidrômetro.

De acordo com o texto proposto pelo vereador Marcos da Rosa (DEM), a autarquia deverá instalar o dispositivo em até 30 dias após a solicitação do consumidor. Caso isso não ocorra, o Samae terá de oferecer um desconto equivalente a 30% do valor da conta de água do mês anterior ao pedido. O desconto virá nas faturas do morador até a realização do serviço.

O parlamentar diz que a ideia de criar a lei surgiu após ouvir inúmeras reclamações e fazer pesquisas sobre o assunto:

“Eu mesmo tive essa experiência na minha casa. Faltou água e, antes dela voltar, o hidrômetro girava muito rápido quando vinha o ar. E se ele gira é porque está marcando como consumo de água. E o consumo de água reflete no valor cobrado do esgoto”, ressalta.

Se a proposta for aprovada como está, o equipamento deverá ser pago pelo Companhia de Água local. Os novos hidrômetros, inclusive, deverão ser instalados já com o eliminador de ar, sem qualquer ônus financeiro ao usuário.

Fonte: Redação ClicOeste com Informações omunicipioblumenau.com.br

Caern suspende o fornecimento de Àgua na Adutora Sertão Central Cabugi

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) suspendeu temporariamente o abastecimento da Adutora Sertão Central Cabugi. A medida foi solicitada pela Agência Nacional de Águas (ANA). A parada no abastecimento ocorre a partir desta quarta-feira e deverá ser retomado na sexta-feira, dia 17. Segundo a Companhia, a interrupção é para que a ANA realize um reparo nas comportas da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves que alimentam o rio Piranhas-Açu e o Canal do Pataxó. Serão afetadas as cidades que recebem água pela adutora: Angicos, Fernando Pedrosa, Lajes, Pedro Avelino, Comunidade de Santana do Matos, Jardim de Angicos, Pedra Preta, Caiçara do Rio dos Ventos e Riachuelo.

Princesa 90 FM

Duas cidades saem da situação de colapso no abastecimento

O quadro de abastecimento nos municípios do Rio Grande do Norte registrou duas boas notícias nos últimos dias. Do total de cinco cidades que ainda estavam em situação de colapso no fornecimento de água, duas deixaram essa condição.

CAERN29 Apr 2019 11:36

CAERN

 

Na região Seridó, desde o último dia 25, a cidade de Cruzeta não está mais nessa lista. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) retomou o fornecimento, com o atendimento à população agora em sistema de rodízio, sendo quatro dias com abastecimento e três dias com o sistema paralisado.

No Alto Oeste, foi o município de João Dias que teve o abastecimento retomado. Com o novo quadro, apenas três cidades da região do Alto Oeste potiguar permanecem em situação de colapso: Paraná, Pilões e São Miguel.

Apesar da boa notícia, a Caern recomenda que a população use a água de forma racional, a fim de preservar os mananciais por mais tempo.

COMUNICADO

Cidades da região Agreste terão parada no abastecimento nesta terça (30)

A Caern informa que quatro cidades da região Agreste do Estado terão uma interrupção no abastecimento de água durante o dia desta terça-feira (30): Lajes Pintadas, Coronel Ezequiel, Jaçanã e Campo Redondo. A parada também vai atingir a cidade de Santa Cruz, que é atendida por um sistema próprio de abastecimento, a cargo da prefeitura. A água distribuída é adquirida da Caern.

A interrupção será necessária para que a companhia faça a substituição de um registro e parte da tubulação, além da instalação de um medidor de vazão para a cidade de Santa Cruz.
O sistema será desligado logo cedo, às 6h, com retorno previsto para as 17h30 do mesmo dia. Após a religação do sistema, o abastecimento será totalmente normalizado em até 48 horas.

Rede Governadoria

Natal: água na zona Sul está com aspecto sujo. CAERN explica

Fenômeno seria apenas físico, sem comprometer qualidade

Por Redação

20 de março de 2019 | 16:50

 

Moradores da zona Sul de Natal estão preocupados com a aparência da água que tem saído de suas torneiras nos últimos dias. O líquido está amarelado, com a aparência de chá, levando os consumidores a acreditarem que está sujo e impróprio para o consumo humano. A Companhia de Águas e Esgoto do Rio Grande do Norte (Caern) diz que esse fenômeno é de aspecto físico, não compromete a potabilidade para consumo da água.

Segundo a companhia, apesar de reconhecer o desconforto provocado pela alteração na cor da água, isso ocorre em função das chuvas recentes e que está trabalhando na adequação do tratamento de água que é realizado na Estação de Tratamento de Águas do Jiqui (ETA), um procedimento que é rotina em todas as concessionárias de abastecimento do país, durante o período de inverno.

Portal no Ar

Comunicado: CAERN Retoma Hoje Abastecimento, com Prioridade para Riachuelo

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) deve concluir na tarde desta sexta-feira (15) o serviço para a retomada do abastecimento das cidades atendidas pela Adutora Sertão Central Cabugi. Na madrugada do último dia 12, os cabos da subestação e das bombas instaladas no Canal do Pataxó, em Assu, foram furtadas, deixando sete cidades sem abastecimento.

Hoje, será reinstalada a bomba, que passou por manutenção, e o sistema será religado. Por apresentar uma situação mais crítica, a cidade de Riachuelo terá prioridade no abastecimento, recebendo água até que esteja 100% abastecida. Por ficar na ponta da adutora – de 30 km de extensão -, Riachuelo geralmente é a última a receber o fornecimento.

As outras cidades atendidas pela Adutora Sertão Central Cabugi são Angicos, Fernando Pedroza, Pedro Avelino, Caiçara do Rio do Vento, Jardim de Angicos, Lajes e Riachuelo.

Redação – ACS Caern

Moradores do município de Riachuelo interditaram a BR-304 na manhã desta sexta-feira para protestar contra a falta d’água nas torneiras. Confira

Moradores do município de Riachuelo interditaram a BR-304 na manhã desta sexta-feira (15) em protesto contra a falta d’água na cidade. Segundo os moradores, o município está sem água há pelo menos 20 dias. A Polícia Rodoviária Federal esteve no local e a via foi liberada por volta das 10h.

A população queimou pneus no BR-304 por volta das 9h30 e a via ficou completamente interditada nos dois sentidos por cerca de meia hora.

De acordo com a Caern, no início da semana criminosos roubaram cabos que ficavam em uma subestação que abastece sete cidades. O abastecimento então ficou comprometido. Os técnicos estão trabalhando na substituição dos cabos.

A Companhia explicou ainda que Riachuelo fica no extremo dos municípios abastecidos por esta subestação e, por isso, quando há problema na rede a cidade é a primeira a ficar sem água. A Caern não deu prazo para normalização do abastecimento.

Fonte G1RN

Furto de cabos de energia deixa 7 cidades do RN sem água

Por G1 RN

 


Adutora Sertão Central Cabugi fica na região Central potiguar — Foto: Caern/DivulgaçãoAdutora Sertão Central Cabugi fica na região Central potiguar — Foto: Caern/Divulgação

Adutora Sertão Central Cabugi fica na região Central potiguar — Foto: Caern/Divulgação

Sete cidades do Rio Grande do Norte, que são abastecidas pela Adutora Sertão Central Cabugi, tiveram o fornecimento de água interrompido por causa do furto de cabos de energia. A informação foi divulgada pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern).

Estão sem água:

  • Angicos
  • Fernando Pedroza
  • Pedro Avelino
  • Caiçara do Rio do Vento
  • Jardim de Angicos
  • Lajes e Riachuelo

Segundo a Caern, os cabos furtados alimentavam a subestação e as bombas instaladas no Canal do Pataxó, em Assu, na região Oeste do estado. O crime aconteceu na madrugada desta terça-feira (12).

A Caern informou que já está trabalhando para substituir os cabos furtados. Contudo, o sistema dó deve voltar a funcionar, emergencialmente, até a tarde desta quarta-feira (13).

Também já foram tomadas as providências no âmbito administrativo e legal, como o registro de um boletim de ocorrência policial.

G1

Pedro Avelino está entre a 147 cidade que teve o decreto de emergência pela seca renovado pelo Governo do Estado

Governo renova situação de emergência pela seca em 147 municípios do RN

 
A situação de emergência pela seca facilita o trâmite dos processos que envolvem obras e serviços — Foto: Ivanizio Ramos

O Governo do Rio Grande do Norte vai decretar, por mais 180 dias, a situação de emergência pela seca em 147 municípios, o que representa 88% dos municípios potiguares. A renovação do decreto que vigora até dia 11 de março foi definida na tarde desta quarta-feira (6) em reunião do Comitê Estadual para Ações Emergenciais de Combate aos Efeitos da Seca, entidade coordenada pelo Gabinete Civil.

Segundo o coordenador estadual da Defesa Civil, tenente coronel Marcos Carvalho, o decreto leva em consideração análises técnicas dos diversos órgãos que integram o Comitê e que monitoram a segurança hídrica do estado. A situação de emergência pela seca facilita o trâmite dos processos que envolvem obras e serviços que minimizem os impactos causados pela escassez de chuvas.

Dados da CAERN apresentados na reunião mostram que 151 municípios são abastecidos pela companhia, dos quais 92 estão em rodízio e cinco em situação de colapso. De acordo com o secretário-chefe do Gabinete Civil, a situação mais preocupante é dos municípios do Alto Oeste onde os reservatórios ainda estão com baixo volume hídrico.

Municípios em situação de emergência:

Acari, Açu, Afonso Bezerra, Água Nova, Alexandria, Almino Afonso, Alto do Rodrigues, Angicos, Antônio Martins, Apodi, Areia Branca, Baraúna, Barcelona, Bento Fernandes, Boa Saúde, Bodó, Bom Jesus, Brejinho, Caiçara do Norte, Caiçara do Rio do Vento, Caicó, Campo Grande, Campo Redondo, Caraúbas, Carnaúba dos Dantas, Carnaubais, Cerro Corá, Coronel Ezequiel, Coronel João Pessoa, Cruzeta, Currais Novos, Doutor Severiano, Encanto, Equador, Espírito Santo, Felipe Guerra, Fernando Pedroza, Florânia, Francisco Dantas, Frutuoso Gomes, Galinhos, Governador Dix-Sept Rosado, Grossos, Guamaré, Ielmo Marinho, Ipanguaçu, Ipueira, Itajá, Itaú, Jaçana, Jandaíra, Janduís, Japi, Jardim de Angicos, Jardim de Piranhas, Jardim do Seridó, João Câmara, João Dias, José da Penha, Jucurutu, Jundiá, Lagoa D´Anta, Lagoa de Pedras, Lagoa de Velhos, Lagoa Nova, Lagoa Salgada, Lajes, Lajes Pintadas, Lucrécia, Luís Gomes, Macaíba, Macau, Major Sales, Marcelino Vieira, Martins, Messias Targino, Montanhas, Monte Alegre, Monte das Gameleiras, Mossoró, Nova Cruz, Olho D´Água dos Borges, Ouro Branco, Paraná, Paraú, Parazinho, Parelhas, Passa e Fica, Passagem, Patu, Pau dos Ferros, Pedra Grande, Pedra Preta, Pedro Avelino, Pendências, Pilões, Poço Branco, Portalegre, Porto do Mangue, Rafael Fernandes, Rafael Godeiro, Riacho da Cruz, Riacho de Santana, Riachuelo, Rodolfo Fernandes, Ruy Barbosa, Santa Cruz, Santa Maria, Santana do Matos, Santana do Seridó, Santo Antônio, São Bento do Norte, São Bento do Trairi, São Fernando, São Francisco do Oeste, São João do Sabugi, São José de Campestre, São José do Seridó, São Miguel, São Paulo do Potengi, São Pedro, São Rafael, São Tomé, São Vicente, Senador Eloi de Souza, Serra Caiada, Serra de São Bento, Serra do Mel, Serra Negra do Norte, Serrinha, Serrinha dos Pintos, Severiano Melo, Sítio Novo, Taboeleiro Grande, Taipu, Tangará, Tenente Ananias, Tenente Laurentino Cruz, Tibau, Timbaúba dos Batistas, Triunfo Potiguar, Umarizal, Upanema, Várzea, Venha-Ver, Vera Cruz e Viçosa.

Caern dá dicas de como economizar água durante o verão

Por G1 RN

 

Lavar calçada com água é uma das atividades que causam maior desperdício, segundo a Caern — Foto: Reprodução/EPTV

Lavar calçada com água é uma das atividades que causam maior desperdício, segundo a Caern — Foto: Reprodução/EPTV

De dezembro a fevereiro, com a chegada do verão, juntamente com as férias escolares e o turismo nas cidades litorâneas, o consumo médio de água aumenta, de acordo com a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern). Em outros meses, a média de consumo diário equivale a aproximadamente 150 litros por habitante/dia (incluindo o consumo em atividades pertinentes à cidade, como irrigação, escolas, restaurantes, hospitais, etc). Porém, ainda de acordo com a Caern, o calor aumenta de 10% a 15% na quantidade de litros utilizada pela população.

O engenheiro civil e sanitarista da Companhia de Águas e Esgotos Isaias Costa Filho conta que, ao longo dos anos, o consumidor está fazendo uso da água de maneira mais consciente, graças a campanhas educativas. “Essas campanhas contribuem sobre a maneira de usar a água de forma racional. Mas o trabalho deve ser contínuo pois a água é um bem vital e finito”, alerta.

A Caern diz que as atividades que mais desperdiçam água são as de rotina do cotidiano, como deixar a descarga vazando, não usar ou deixar de fazer a manutenção da boia na caixa d’água, deixar a mangueira ligada durante toda a noite e usar a força da água da mangueira para limpar a calçada, ao invés e usar a vassoura. Mesmo com a previsão de boas chuvas para o início deste ano, os cuidados ainda devem ser constantes, de maneira a prolongar a água disponível.

Como Economizar

Segundo a Caern, escovar os dentes com a torneira aberta consome 80 litros de água. Banhos longos ou deixar crianças brincando com a água corrente, por sua vez, podem consumir até 180 litros de água.

Essas são tarefas diárias que podem acarretar os desperdícios, uma vez que tornam o gasto muito maior do que o necessário, principalmente em condomínios, onde o consumo é maior devido à pressão da água.

Confira algumas dicas de economia de água:

  • Diminua o tempo do banho.
  • Não deixe as torneiras abertas.
  • Economize água nas tarefas domésticas.
  • Preste atenção em pequenos vazamentos, não deixe torneiras pingando.
  • Use a vassoura, e não a mangueira, para varrer a calçada.
  • Escove os dentes, faça a barba ou ensaboe o rosto com a torneira fechada.
  • Quando lavar e enxaguar a louça ou roupa, utilizar apenas a água necessária.
  • Use balde para lavar o carro, em vez da mangueira.
  • Regue as plantas de manhã cedo ou cair da noite. Quando o sol está alto e forte, grande parte da água perde-se por evaporação.
  • Se possível instale uma válvula para regular a quantidade de água liberada no vaso sanitário.
  • No caso de descarga automática, evitar o acionamento demorado. A Caixa acoplada é mais econômica.
  • Quando hospedado em um hotel, evite solicitar a troca diária de toalha e lençóis, evitando o consumo desnecessário de água e energia para lavá-los.
  • Ao lavar roupas, use a máquina apenas quando estiver bem cheia. Nas máquinas mais novas é possível regular o nível da água de acordo com a quantidade roupa.
  • Feche o chuveiro ao ensaboar o corpo durante o banho.
  • A água de cozimento dos vegetais, depois que esfria, pode ser usada para uma sopa ou novos cozimentos ou até mesmo para regar plantas e jardins.
  • Trate a água da piscina para não precisar trocá-la com frequência. Outra dica é cobrir a piscina com lona quando fora uso para evitar a evaporação.
  • Coloque sistemas de controle de fluxo de água (aeradores) no bico das torneiras.
  • Reaproveite a água da máquina de lavar roupas para outras atividades.
  • Observe sempre o funcionamento da boia da caixa d’água. Boia com defeito é água perdida pelo extravasor (ladrão).