F1: Mesmo com pneu furado, Hamilton vence GP da Inglaterra

Campeão mundial teve que se superar para triunfar

Publicado em 02/08/2020 – 14:46 Por Agência Brasil – Rio de Janeiro

O inglês Lewis Hamilton conquistou neste domingo (2) o Grande Prêmio da Inglaterra de Fórmula 1, realizado no circuito de Silverstone. Porém, o triunfo foi cheio de emoção e dramaticidade até as últimas curvas, pois o atual campeão mundial teve que se superar para garantir a vitória quando o pneu dianteiro esquerdo de sua Mercedes furou na última volta.

Esta emoção ficou evidenciada nas palavras do inglês logo após o final da prova: “Na reta o pneu furou, e o coração foi na boca nesta hora. Fiquei apenas rezando para completar a volta. Fiquei realmente arrepiado no final (…). Definitivamente nunca experimentei algo assim na última volta”.

A segunda posição do GP da Inglaterra ficou com o holandês Max Verstappen, da RBR, enquanto o monegasco Charles Leclerc, da Ferrari, foi o terceiro.

Com o triunfo deste domingo, Hamilton chega à terceira vitória da temporada, mantendo a liderança na classificação geral da categoria com 88 pontos. O segundo colocado é o finlandês Valtteri Bottas, também da Mercedes, com 58 pontos, enquanto o terceiro é Verstappen, com 52 pontos.

Em busca de recorde

Com o triunfo deste domingo, Hamilton somou o total de 87 vitórias em sua carreira, ficando a apenas quatro do recorde de maior número de vitórias de um mesmo piloto na categoria, que pertence ao alemão Michael Schumacher.

Protesto contra o racismo

O GP da Inglaterra também marcou o início da realização de um protesto contra o racismo como parte da programação oficial das provas de Fórmula 1. Agora, alguns minutos antes da volta de apresentação, os pilotos se reunião usando camisas com a frase “acabe com o racismo” para fazerem um ato.

Próxima prova

A próxima prova da temporada, que acontece no próximo domingo (9), terá um caráter especial, pois nela serão comemorados os 70 anos da categoria automobilística. A corrida terá o circuito de Silverstone como cenário.

Covid-19: OMS prevê que pandemia durará muito tempo

Doença registra 675.060 mortos e infectou quase 17,4 milhões no mundo

Publicado em 02/08/2020 – 13:17 Por RTP – –

O Comitê de Emergência da Organização Mundial de Saúde (OMS) prevê que a pandemia da covid-19 irá durar muito tempo e, por isso, é necessário continuar os esforços para a sua contenção em todo o mundo. Segundo dados oficiais da OMS, a doença já provocou 675.060 mortos e infectou quase 17,4 milhões de pessoas em todo o mundo.

O grupo de cientistas, que se reuniu por videoconferência, avaliou a evolução da pandemia de covid-19, tendo em conta toda a informação científica que surgiu sobre o novo coronavírus nos últimos três meses, data da última reunião.O Comité de Emergência da OMS é composto por 18 cientistas de vários países.

“A pandemia é uma crise sanitária que ocorre uma vez em cada século e os seus efeitos serão sentidos nas décadas seguintes”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, ao Comité, segundo um comunicado da organização.

O responsável fez também um balanço do que tem acontecido, salientando que “muitos países que pensavam que o pior já tinha passado estão agora enfrentando novos surtos, outros que tinham sido menos afetados estão com aumentos de casos e  de óbitos, enquanto países que tiveram grandes surtos conseguiram controlá-los”.

Recomendações

Entre as principais recomendações que o Comitê de Emergência dirigiu à OMS está a necessidade de continuar a apoiar os países com serviços médicos mais frágeis, bem como a necessidade de continuar a impulsionar as investigações em curso para se encontrar um ou mais tratamentos e vacinas para a covid-19. O objetivo é que, quando existir uma vacina, os países com menos recursos não fiquem de fora por incapacidade de as comprar.Ou seja, defendeu o Comitê,  afirmando que a distribuição de vacinas deve ser a mais equitativa possível.

Atualmente três potenciais vacinas (dos Estados Unidos, da Inglaterra e China) estão na fase três dos ensaios clínicos, para testar a sua segurança e eficácia.

A OMS referiu a este propósito que poderá ser possível que uma vacina esteja pronta para comercialização “na primeira metade de 2021”.

Relativamente às viagens, o Comite indicou que os países devem tomar medidas proporcionais e aconselhar os cidadãos em função dos riscos, avaliando as suas informações de forma regular.

Por outro lado, recomendou que os serviços de saúde sejam reforçados para permitir a identificação de novos casos e o rastreio de contatos.

Embrapa desenvolve sistema orgânico de produção de manga

Técnica fica disponível para uso por agricultores interessados

Publicado em 01/08/2020 – 09:00 Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil – Brasília

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) anunciou o desenvolvimento do primeiro sistema de produção orgânica de manga. A técnica fica disponível para ser utilizada por agricultores interessados em empregar o método em suas propriedades.

O sistema se diferencia pela abstenção do uso de agrotóxicos e de fertilizantes químicos. Em vez desses insumos, são empregadas outras técnicas. A adubação é feita com base em compostos orgânicos. Há também formas específicas de realização do controle de pragas, como monitoramento preventivo.

A pesquisa foi realizada na cidade baiana de Lençóis, na Chapada Diamantina. Ela foi uma parceria com uma empresa, chamada Bioenergia Orgânicos. O projeto conjunto teve início em 2011, já tendo lançado sistemas orgânicos para abacaxi e maracujá.

A iniciativa trouxe uma produtividade maior do que os métodos convencionais. Foram obtidas 20 toneladas por hectare, com perspectiva de alcançar 25 toneladas por hectare em ciclos posteriores.

A média da produção desta fruta é de 15,6 toneladas por hectare. Segundo os pesquisadores, o desempenho pode ser melhorado em caso de plantio de mais mangueiras no espaço, aumentando o adensamento.

Foram utilizadas duas variedades, Ubá e Palmer. A primeira é proveniente da cidade mineira de mesmo nome. A segunda tem origem nos Estados Unidos, mas é plantada no Brasil desde os anos 1960.

Segundo o pesquisador da Embrapa envolvido no projeto Túlio de Pádua, o sistema serve como um “roteiro” que pode ser implantado por produtores. Contudo, ele alerta que é preciso ajustar os métodos à realidade de cada localidade.

“Estamos produzindo na Chapada Diamantina, que tem tanto de chuva por ano, com temperaturas de determinada característica, com uso de manga irrigada. Cada região vai precisar adaptar o roteiro a sua condição”, destaca.

A Embrapa pode esclarecer dúvidas de produtores por meio de seus canais institucionais. A unidade responsável por essa pesquisa foi a Embrapa Mandioca e Fruticultura. A assistência técnica fica a cargo dos órgãos estaduais, as Aters.

De acordo com a Embrapa, não há dados sobre o índice da modalidade orgânica dentro do cultivo de manga no Brasil. Em todo o mundo, essa participação é de 0,43% da área cultivada, conforme dados da Federação Internacional dos Movimentos de Agricultura Orgânica (Ifoam). Em uma projeção para a realidade brasileira, isso significaria 282 hectares no país.

Fiocruz vai produzir 100 milhões de doses de vacina contra covid-19

Fundação fez parceria com farmacêutica britânica AstraZeneca

Publicado em 01/08/2020 – 10:51 Por Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil – Brasília

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Ministério da Saúde, e a farmacêutica britânica AstraZeneca assinaram ontem (31) um termo que dará base para o acordo de transferência de tecnologia entre os laboratórios e a produção de 100 milhões de doses da vacina contra a covid-19, caso seja comprovada a sua eficácia e segurança. O medicamento está sendo desenvolvido pela empresa do Reino Unidos em conjunto com a Universidade de Oxford e já está em fase de testes clínicos no Brasil e em outros países.

O acordo entre Fiocruz e AstraZeneca é resultado da cooperação entre os governos brasileiro e britânico, anunciado em 27 de junho pelo Ministério da Saúde. A assinatura do acordo de encomenda tecnológica está prevista para a segunda semana de agosto e deve garantir o acesso a 30 milhões de doses da vacina entre dezembro e janeiro de 2021 e 70 milhões ao longo dos dois primeiros trimestres do próximo ano.

Em nota, o Ministério da Saúde informou que prevê um repasse de R$ 522,1 milhões na estrutura de Bio-Manguinhos, unidade da Fiocruz produtora de imunobiológicos, para ampliar a capacidade nacional de produção de vacinas. Outros R$ 1,3 bilhão são despesas referentes a pagamentos previstos no contrato de encomenda tecnológica. Os valores contemplam a finalização da vacina.

O memorando de entendimento assinado nesta sexta-feira (31) define os parâmetros econômicos e tecnológicos para a produção da vacina da covid-19 e, de acordo com o ministério, garante a incorporação da tecnologia em Bio-Manguinhos para que o Brasil tenha condições de produzir a vacina de forma independente.

A Fiocruz recebeu informações técnicas fornecidas pela AstraZeneca necessárias para a definição dos principais equipamentos para o início da produção industrial. A instituição brasileira também colocará à disposição sua capacidade técnica para a aceleração do escalonamento industrial da vacina junto a outros parceiros.

De acordo com o Ministério da Saúde, ao mesmo tempo a Fiocruz constituiu um comitê de acompanhamento técnico-científico das iniciativas associadas às vacinas para a covid-19, com a participação de especialistas da Fiocruz e de instituições como as universidades de São Paulo (USP) e as federais do Rio de Janeiro (UFRJ) e de Goiás (UFG).

A vacina produzida por Bio-Manguinhos será distribuída pelo Programa Nacional de Imunização, que atende o Sistema Único de Saúde (SUS). O acordo com a AstraZeneca permitirá, além da incorporação tecnológica desta vacina, o domínio de uma plataforma para desenvolvimento de vacinas para prevenção de outras enfermidades, como a malária.

Pré-candidato a vereador: Lício Luan marca um golaço com o apoio do camisa 10

O pré-candidato a vereador pelo PR, Lício Luan, fechou nesta sexta-feira (31), um apoio de peso para sua campanha na eleição de 2020. Mais conhecido como Camisa 10, o ex-deputado estadual, Dr. Rui Barbosa, declarou que estará ao lado de Luan, por acreditar no potencial do pré-candidato e conhecer toda sua trajetória de vida pública e seus trabalhos a frente da Superintendência Federal de Aquicultura e Pesca.

Dr. Rui Barbosa tem uma vida extensa na vida pública, eleito por 2 mandatos consecutivos, de 1982 até 1990, sendo em 1986, o deputado estadual mais votado de Natal com quase de 12 mil votos. Na eleição de 2018, Dr. Rui Barbosa em campanha para deputado estadual recebeu quase 1.200 votos, somente em Natal.

Entre seus projetos de lei aprovados do ex-deputado estadual estão o do teste do pezinho gratuito e obrigatório em todos os hospitais e maternidades do Rio Grande do Norte, e a criação da primeira delegacia da mulher.

O pré-candidato a vereador, Lício Luan, agradeceu o apoio de Dr. Rui Barbosa, e se mostrou bastante empenhado em dar continuidade aos seus serviços de assistência à frente das comunidades mais carentes de Natal.

RN tem 49.667 casos confirmados de Covid-19 e 1.751 mortes pela doença

Outros 185 óbitos estão sob investigação, segundo o novo boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde Pública.

Por G1 RN — Natal

30/07/2020 17h34  Atualizado há 4 horas


Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RNDados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos

Fonte: Sesap

O Rio Grande do Norte se aproxima dos 50 mil casos confirmados de Covid-19. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde Pública nesta quinta-feira (30), são 49.667 pessoas diagnosticadas com a doença no estado e 1.751 mortes registradas. Outros 185 óbitos estão sob investigação.

Em relação ao boletim do dia anterior, são 616 casos novos e 16 mortes a mais – eram 49.051 casos confirmados e 1.735 mortes por Covid-19.

Ainda de acordo com os dados da Sesap, o estado tem 61.800 casos suspeitos e 78.818 descartados. O número de pacientes recuperados não foi atualizado e segue em 22.901.

O RN tem atualmente 415 pessoas internados por causa da Covid-19 no estado, sendo 276 na rede pública e 139 na rede privada. A taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 64,3% na rede pública e de 45% na rede privada.

A Sesap registrou ainda que 136.880 testes de coronavírus foram realizados no estado desde o início da pandemia, sendo 59.890 RT-PCR (conhecidos também como Swab) e 76.990 sorológicos.

Números do coronavírus no RN

  • 49.667 casos confirmados
  • 1.751 mortes
  • 22.901 confirmados recuperados
  • 61.800 casos suspeitos
  • 78.818 casos descartados
RN soma mais de 136 mil testes de Covid-19 — Foto: Cadu Rolim/Estadão Conteúdo

Municípios com RPPS terão até 30 setembro para se adequarem à reforma previdenciária

O Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, 30 de julho, traz a publicação da Portaria 18.084/2020 que prorroga para 30 de setembro deste ano o prazo para que os 2.108 Municípios com Regime Próprio de Previdência (RPPS) efetuem a adequação da alíquota de contribuição do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS). Além disso, a publicação prorroga também da transferência da responsabilidade pelo pagamento dos benefícios de incapacidade temporária para o trabalho de que trata a Emenda Constitucional 103/2019, que trata da Reforma da Previdência.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) destaca que o novo prazo, além de evitar apontamentos de irregularidade perante à Secretaria de Previdência e consequentes bloqueios no acesso a transferências voluntárias, pode evitar também apontamentos pelos Tribunais de Contas Estaduais quanto a omissão dessas providências.

A Emenda Constitucional 103/2019 veda o estabelecimento, pelos Estados, Distrito Federal e Municípios, de alíquota inferior à da contribuição dos servidores da União, salvo na situação de ausência de déficit atuarial a ser equacionado, hipótese em que a alíquota não poderá ser inferior às alíquotas aplicáveis ao RGPS. Além disso, também estabelece que os afastamentos por incapacidade temporária para o trabalho e o salário-maternidade serão pagos diretamente pelo ente federativo e não correrão à conta do RPPS ao qual o servidor se vincula. A Portaria 1.348/2019 admitia como prazo para adequação até 31 de julho de 2020, sexta-feira.

Destaca-se que não foi prorrogado o prazo de entrega dos documentos e informações atuarias de que trata o art. 68 da Portaria MF 464/2018, como o Demonstrativo de Resultado da Avaliação Atuarial (DRAA). Sendo assim, mantém-se o prazo de 31 de julho, com exceção do Demonstrativo de Viabilidade do Plano de Custeio e do Relatório de Análise das Hipóteses que tiveram sua apresentação prorrogada por mais um ano.

A CNM sabe que, tendo em vista o cenário de crise de ordem social e econômica advindos da epidemia do coronavírus (Covid-19), o prazo ainda é curto e ressalta que vai empenhar esforços na Câmara dos Deputados e no Senado Federal para a aprovação da Lei de Responsabilidade Previdência (LRP) que possibilita a adequação até 31 de dezembro de 2021.

A prorrogação foi objeto de diversos pleitos feitos pelo movimento municipalista ao Secretário de Previdência, Bruno Bianco e à equipe do Ministério da Economia. O pedido chegou a ser aprovado pelo Conselho Nacional de RPPS (CNRPPS) em que a entidade é representada pelo conselheiro Paulo Ziulkoski.

Da Agência CNM de Notícias

Primeira-dama testa positivo para covid-19

Michelle será acompanhada pela equipe médica da presidência

Publicado em 30/07/2020 – 12:34 Por Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil – Brasília

A primeira-dama Michelle Bolsonaro teve exame positivo para covid-19 hoje (30). “Ela apresenta bom estado de saúde e seguirá todos os protocolos estabelecidos”, diz a nota da Secretaria Especial de Comunicação Social.

Michelle tem 38 anos e está sendo acompanhada pela equipe médica da presidência.

O presidente Jair Bolsonaro também já contraiu a doença. Ele anunciou o resultado positivo do teste no dia 7 de julho e permaneceu em isolamento no Palácio da Alvorada até o último sábado (25), quando informou que estava recuperado.

Também nesta quinta-feira, o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, informou hoje que testou positivo para covid-19

Nasa lança nova sonda para Marte em busca de vida passada no planeta

A chegada está prevista para fevereiro

Publicado em 30/07/2020 – 12:31 Por Joey Roulette – Repórter da Reuters – Estados Unidos

O Perseverance, sonda marciana de última geração da Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos, foi lançada do Cabo Canaveral, na Flórida, em um foguete Atlas 5, nesta quinta-feira (30), em uma missão de US$ 2,4 bilhões para procurar vestígios de uma possível vida passada no planeta vizinho da Terra.

A sonda robótica de seis rodas do tamanho de um carro também deve levar um mini-helicóptero para Marte e testar equipamentos para futuras missões com humanos no planeta. A expectativa é que a sonda chegue a Marte em fevereiro.

A sonda ganhou o céu claro e ensolarado depois de ser lançada na estação da Força Aérea dos EUA em Cabo Canaveral, na Flórida, às 7h50 (horário local, 8h50 em Brasília) com condições climáticas quentes no topo de um foguete Atlas 5 do empreendimento conjunto United Launch Alliance (ULA) da Boeing-Lockheed.

Esta é a nona missão da Nasa à superfície de Marte.

“Estou tão aliviado”, disse o chefe da divisão científica da Nasa, Thomas Zurbuchen, durante a transmissão ao vivo que a agência espacial fez do lançamento, acrescentando que tudo parece bem.

“É realmente como a chave de um monte de novas pesquisas que vamos fazer e que está concentrada na pergunta… há vida lá?”, afirmou.

O Perseverance deve pousar na base de uma cratera de 250 metros de profundidade chamada Jezero, que foi um lago 3,5 bilhões de anos atrás e que cientistas suspeitam conter indícios de vida microbiana extinta em Marte. Há tempos eles debatem se o planeta, que já foi muito mais hospitaleiro, já abrigou vida.

Histórico: Mirassol elimina São Paulo e vai às semifinais do Paulista

Clube do interior perdeu 18 atletas durante paralisação do Estadual

Publicado em 29/07/2020 – 22:21 Por Lincoln Chaves – Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional – São Paulo

O Mirassol fez história no Morumbi. O Leão, como é conhecido, surpreendeu o São Paulo nesta quarta-feira (29) à noite ao vencer por 3 a 2 e se classificar pela primeira vez às semifinais do Campeonato Paulista. O feito impressiona ainda mais pelo fato de o time do interior ter perdido 18 jogadores durante os quatro meses de paralisação do Estadual devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19), e ter o elenco recheado com jogadores formados na base.

Após a classificação histórica, o Mirassol aguarda a sequência das quartas de final para saber quem enfrentará. O Leão volta a campo no domingo (2), podendo jogar às 16h (duelo da melhor e da pior campanha entre os semifinalistas) ou às 19h (partida entre segunda e terceira melhores campanhas) no horário de Brasília. Já o Tricolor retorna aos gramados em 9 de agosto, às 16h (de Brasília), contra o Goiás, fora de casa, na estreia do Campeonato Brasileiro da Série A.

Na primeira meia hora de jogo, o Mirassol deu aula de eficiência. O time do interior precisou de apenas duas chances, em meio à pressão tricolor, para abrir 2 a 0. Aos 18 minutos, a zaga do São Paulo parou, e o centroavante Zé Roberto escorou para as redes de cabeça. Já aos 31, o atacante Juninho puxou contra-ataque pela direita e cruzou rasteiro para Zé Roberto, que apareceu na pequena área, às costas do lateral Juanfran, para ampliar.

A equipe do Morumbi mostrou que aprendeu com o adversário. Cinco minutos após o segundo gol do Mirassol, o São Paulo já tinha chegado ao empate. Aos 35, o meia Vitor Bueno cruzou pelo alto e o centroavante Pablo, na segunda tentativa, balançou as redes. No ataque seguinte, Pablo ajeitou de cabeça, após bola alçada pelo volante Tchê Tchê, e Vitor Bueno deixou tudo igual.

A pressão tricolor continuou no segundo tempo, com o time da casa beirando os 70% de posse de bola e acertando o travessão aos nove minutos, com o meia Igor Gomes. Com 34 minutos, o São Paulo tinha 21 finalizações, contra quatro do rival. Só que, justamente na quarta oportunidade, o Mirassol decidiu o jogo. O goleiro Tiago Volpi e o zagueiro Arboleda se trombaram ao tentar afastar bola cruzada, e o lateral Daniel Borges aproveitou para definir a classificação histórica do Leão.

https://www.instagram.com/p/CDPxXYBpfaH/?igshid=15sio7diaxow5

Troféu do Interior

Inter de Limeira, Botafogo de Ribeirão Preto e Guarani estão classificados para a sequência do Troféu do Interior, que reúne os times de melhor campanha que não se classificaram ao mata-mata do Paulistão. A equipe (fora as quatro grandes) com melhor desempenho entre as eliminadas nas quartas de final entrará direto na semifinal do torneio. O campeão ganha vaga na Copa do Brasil do ano que vem.

A equipe de Limeira visitou a Ferroviária em Araraquara (SP) e venceu por 2 a 0, gols dos meias Tony (contra) e Murilo Rangel. Foi o mesmo placar da vitória do Botafogo sobre o Novorizontino, que mandou a partida no Canindé, em São Paulo, já que a cidade de Novo Horizonte (SP) está impedida de receber jogos de futebol, segundo determinação do governo estadual, devido à pandemia. Os atacantes Rafinha e Wellington Tanque marcaram para o time de Ribeirão Preto.

Também sem poder sediar partidas em Campinas (SP) por conta da pandemia, o Guarani enfrentou o Ituano em Osasco (SP). O atacante Waguininho colocou o Bugre na frente, mas Gabriel Barros, também atacante, deixou tudo igual. Nos pênaltis, após 30 cobranças, o time campineiro venceu por 11 a 10 e se classificou. As datas e horários dos próximos jogos pelo Troféu do Interior serão anunciados pela Federação Paulista de Futebol (FPF).