Simone e Simaria expõem traições que já viveram: ‘É lindo levar chifre’

Em entrevista, a dupla sertaneja Simone e Simaria revelou detalhes sobre traições e relacionamentos passados. Durante um episódio do podcast PodDelas, lançado nesta sexta-feira (29), as cantoras abriram o coração e admitiram que já levaram muito “chifre”.

Após Simaria contar que Simone foi traída pelo primeiro marido, o empresário Wendel Felício de Albuquerque, o assunto sobre traição veio à tona. A irmã mais velha brincou que “é lindo levar chifre”, e admitiu que foi traída até em relacionamentos longos. Ao relembrar o passado, ela disse que esteve, por seis anos, em um relacionamento com traições. Na época, ela morava na cidade de São Bernardo do Campo, na Região Metropolitana de São Paulo.

“Eu também levei chifre virado para a porr* de um cabra ali que eu tinha antigamente. Andava torta de tanto chifre, o desgraçado me penou. Agora tu chora. Ele é gente boa para cara**o, mas ele me traía”, disse a cantora, que está solteira. Em agosto de 2021, Simaria anunciou o fim de seu casamento de 14 anos com o espanhol Vicent Escrig.

Os dois tiveram dois filhos juntos, Giovanna, de 9 anos, e Pawel, de 6.

📌Ajude nosso blog a continuar independente, faz um pix 046.225.014-81

TRE-SP intima Sergio Moro a esclarecer mudança de domicílio eleitoral

O ex-ministro e ex-juiz da Lava Jato Sergio Moro (União Brasil) foi intimado pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) a esclarecer, em um prazo máximo de dez dias, a mudança de domicílio eleitoral do Paraná para São Paulo. A medida ocorre após o deputado federal Alexandre Padilha (PT) e o diretório do PT em São Paulo ajuizarem ação solicitando o cancelamento da transferência residencial de Moro.

Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

No pedido, os petistas alegaram que o ex-juiz não possui vínculo empregatício na capital paulista e apresentou o endereço de um hotel para comprovar elo residencial, afirmando ainda que Moro e sua esposa, Rosângela Wolff, residem, na verdade, no Paraná.

O despacho, emitido nesta sexta-feira (29/4), assinado pelo juiz eleitoral Dimitrios Zarvos Varellis, determina um prazo de dez dias para que Moro apresente sua defesa.

A ação protocolada afirma também que a vida profissional de Moro está no Paraná, e não em São Paulo. A peça reitera que o ex-juiz foi indicado ao cargo de vice-presidente de um órgão de direção partidária do estado sulista.

A defesa do ex-ministro alega que ele estabeleceu vínculos políticos com São Paulo ainda em 2021, quando iniciou a articulação política para a eleição deste ano.

“Minha base de atuação e de domicílio eleitoral tem sido SP desde meu retorno dos Estados Unidos no final de 2021. Resido, aliás, em SP. Tenho ainda diversos laços com São Paulo, entre eles o fato de ter recebido a maior honraria do estado de SP, a Grã Cruz da Ordem do Ipiranga, em seu grau mais elevado, e que só é concedida aos cidadãos que ‘se houverem distinguido por serviços de excepcional relevância prestados ao Estado de São Paulo e seu povo’”. declarou o ex-juiz, por meio de sua assessoria de imprensa.

Metrópoles

📌Ajude nosso blog a continuar independente, faz um pix 046.225.014-81

Bolsonaro cresce cinco pontos em um mês e aparece à frente de Lula em SP

O presidente Jair Bolsonaro (PL) surge numericamente à frente do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), invertendo posição de um mês atrás, segundo levantamento do instituto Paraná Pesquisas feito entre os dias 24 e 29 de abril e divulgado neste sábado, 30.

Fotos: Cristiano Mariz/VEJA e Ricardo Stuckert

No principal cenário, com o ex-governador João Doria como candidato do PSDB, Bolsonaro tem 35,8% das intenções de voto contra 34,9% de Lula. A diferença está dentro da margem de erro de 2,3 pontos percentuais para mais ou para menos. No final de março, no entanto, os dois estavam em posições invertidas: o petista tinha 34,1% contra 31,0% do presidente – ou seja, em um mês, Bolsonaro ganhou quase cinco pontos no estado.

No atual levantamento, também avançaram numericamente em relação a março e aparecem empatados Doria (5,5%), que deixou o governo do estado há menos de um mês, e Ciro Gomes, do PDT (5,4%). Quase no limite da margem de erro estão empatados tecnicamente com eles a senadora Simone Tebet (MDB-MS), que tem 1,9% e o deputado André Janones (Avante), que tem 1,2%.

O deputado Luciano Bivar (União Brasil) e o cientista político Luiz Felipe d’Avila (Novo) tem 0,6% das intenções de voto e estão empatados na margem de erro com Tebet e Janones.

Entre os entrevistados, 9,7% afirmaram que não irão votar em nenhum deles, anular o voto ou votar em branco. Outros 4,3% não souberam ou não quiseram responder.

A pesquisa ouviu 1.820 eleitores em 78 municípios de São Paulo, por meio de entrevistas pessoais e presenciais, e foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sob o número BR-07854/2022.

Veja

📌Ajude nosso blog a continuar independente, faz um pix 046.225.014-81

1° Feira do Sindicato dos trabalhadores Rurais de Pedro Avelino RN

O Lançamento da Feirinha da Agricultura Familiar vai acontecer amanhã na sede do Sindicato.

Vamos expor um pouco dos produtos da agricultura familiar do nosso município.

Seja nosso convidado!

Valorize os produtos da agricultura familiar.

📌Ajude nosso blog a continuar independente, faz um pix 046.225.014-81

Advogado pede que Barroso e Fachin sejam investigados por crime eleitoral

Um advogado encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma notícia-crime contra os ministros Luís Roberto Barroso e Edson Fachin, pedindo que os dois sejam investigados por suposto crime eleitoral. A ministra Cármen Lúcia solicitou que a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifeste sobre a ação, datada do dia 2 de abril e recebida pela PGR no dia 20 de abril.

Foto: Antonio Augusto

No despacho, de mérito próprio, o advogado de São Paulo alega que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), quando então sob o comando dos dois ministros, não poderia ter condecorado personalidades, descritas pelo defensor como ativistas políticos pró-Lula, em ano eleitoral.

“Um membro do Tribunal Superior Eleitoral condecorar ativistas políticos em pleno ano eleitoral, caracteriza sem SOMBRA DE DUVIDAS, grave crime eleitoral, pois, claramente induz a população a acreditar que os condecorados, (ativistas políticos pró-Lula), teriam e tem o ‘aval’ do tribunal e assim favorecendo o outro candidato a disputa eleitoral, tal ‘ATO’ não pode ser aceito, por tratar de crime eleitoral praticado pelos noticiados, com o uso da máquina estatal, ainda, o uso de recursos do TSE, com as despesas naturais de um evento, desse vulto, que no mínimo, retirou os noticiados de seus “afazeres” e atividades de Ministro, ou seja, julgamento de processos”, diz a ação apresentada.

O evento citado aconteceu no dia 28 de março deste ano, quando o TSE entregou condecorações da Ordem do Mérito do TSE Assis Brasil para 28 personalidades que se destacaram, segundo o órgão, por prestarem relevantes serviços à Justiça Eleitoral em suas áreas de atuação. Dentre os homenageados estão médicos, infectologistas, sanitaristas, jornalistas, deputados, atriz, biólogo, professora, magistrada, apresentadora de TV, economista e um publicitário.

A lista inclui nomes como Ana Claudia Santano, Atila Iamarino, Caio Mário Paes De Andrade, Camila Pitanga, Cristina Tardáguila, David Uip, Djamila Ribeiro, Dráuzio Varela, Esper Georges Kallás, Gabriela Prioli, Gonzalo Vecina Neto, Isaac Sidney, Leandro Maia, Luis Fernando Aranha, Luiza Bandeira, Mariana de Oliveira, Marília Santini, Nizan Guanaes, Orlando Silva, Petria Chaves e Renata Gil.

Gazeta do Povo

📌Ajude nosso blog a continuar independente, faz um pix 046.225.014-81

Marido de Jojo Todynho revela vida sexual com a cantora: ‘Duas, três vezes por dia

O militar Lucas Souza, marido da cantora Jojo Todynho, interagiu com os fãs na tarde de hoje. No Instagram, Lucas abriu uma caixinha de perguntas e prometeu sanar algumas curiosidades. “Vou responder, prometo responder algumas. Hoje estou simpático e a fim de conversar, aproveitem! Mandem umas perguntas legais!”, pediu ele.

Um seguidor, então, perguntou: “Você tem medo de ter filhos com a Jojo porque ela é negra e você branco. Qual é a sua opinião?”. O galã respondeu: “Nunca tive distinção entre pessoa branca, parda ou negra, eu jamais teria medo de ter filho com a Jojo. Eu acho que seria lindo, até porque o Brasil é um país que mesclou raças, cores. Nosso filho com certeza vai ser lindo. Jamais teria medo de ter filho com ela. Até achei um absurdo essa pergunta. Esse tipo de preconceito de cor não consigo entender. Nunca diferenciei pessoas brancas e negras”, afirmou.

Outro, por sua vez, perguntou ao militar se ele quer que Jojo emagreça. Lucas foi direto: “Não, esse projeto que a gente está fazendo é para buscar qualidade de vida. Para mim a Jojo está gostosa para crlho! Não mudaria nada nela! Eu gosto dela assim, mas imagina ela mais magra. Ela vai dar trabalho, porque assim ela quer duas, três vezes por dia e todo santo dia. Não cumpriu a responsabilidade ali, ela fica p*ta”.

Por UOL

📌Ajude nosso blog a continuar independente, faz um pix 046.225.014-81

Robinson é condenado pela justiça baiana por uso de música sem pagamento de direitos autorais. Dívida é de mais de R$ 9 milhões

O ex-governador Robinson Faria (PL), pai de Fábio Faria, atual ministro das Comunicações do presidente Jair Bolsonaro (PL), vem sendo cobrado por uma dívida na justiça desde 2018 por uso de uma música sem pagamento de direitos autorais durante a campanha para governador de 2014. O processo já foi transitado em julgado, mas apesar do alto padrão de vida de Robinson, o setor de penhora online da justiça da Bahia não conseguiu encontrar nenhum valor nas contas bancárias do ex-governador para quitar a dívida que já ultrapassa R$ 9 milhões.

O processo contra Robinson Faria foi iniciado em 2015 e em 2018 a justiça determinou que ele pagasse multa por danos morais no valor de R$ 40.000,00 a José Edmundo da Silva Almeida e mais R$ 40.000,00 a Carlos Pita, músicos baianos autores da conhecida música “Cometa Mambembe”. A ação foi movida por José Edmundo, que é mais conhecido artisticamente como “Edmundo Carôso”; por Carlos Pita e pela gravadora Sony Music PUBLISHING (BRAZIL) EDIÇÕES MUSICAIS LTDA.

Robinson se elegeu utilizando irregularmente a música e infringindo a lei de direitos autorais durante a campanha eleitoral de 2014, quando concorreu ao cargo de governador do Rio Grande do Norte. Além de Robinson, também são citados como réus no processo o PSD (Partido Social Democrático) do RN, partido ao qual o ex-governador estava associado na época, e a Ecopropaganda e Marketing ME. Até agora, os advogados dos músicos conseguiram bloquear apenas cerca de R$ 31 mil reais da conta do PSD.

A acusação destaca que além dos réus não terem pago pela utilização da composição, os autores de “Planeta Mambembe” foram prejudicados à medida que a música foi utilizada sem a autorização dos compositores, com modificações na letra para adaptá-la a jingle de campanha política, “sem que os compositores da obra musical ao menos tivessem a oportunidade de se manifestar sobre a conveniência de ter sua criação intelectual vinculada a essas figuras políticas e ideologias partidárias”.

A música original tinha a seguinte letra:

“Quando a estrela brilhar na cabeleira e o galope acordar na beira-mar…”

Para o jingle da campanha, a equipe de Robinson fez uma pequena adaptação:

“Quando a estrela brilhar tenho certeza com a vitória do povo potiguar”.

Música original “Cometa Mambembe”

A sentença já transitou em julgado na Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia e a decisão do juiz Antônio Marcelo Oliveira Libonati foi publicada em 19 de janeiro de 2018, determinando o pagamento da multa a cada um dos autores a título de danos

morais, acrescido de juros e correção monetária. O juiz também determinou pagamento de indenização à gravadora Sony Music PUBLISHING (BRAZIL) EDIÇÕES MUSICAIS LTDA pelos danos materiais causados.

Além das multas, os réus também ficaram obrigados a divulgar a verdadeira autoria da obra (de “Edmundo Carôso” e “Carlos Pitta”), com destaque, por três vezes consecutivas, no Jornal A TARDE, periódico de grande circulação do domicílio dos autores da ação.

A dívida inicial de Robinson Faria que era de R$ 40.000,00 com cada um dos músicos, já soma mais de R$ 200.000,00, em valores atualizados. Já a Sony Music Publishing (Brazil), titular dos direitos patrimoniais da obra COMETA MAMBEMBE, informa que o valor pelo uso da obra já chega a mais de R$140.000,00. Além disso, o juiz, que também havia determinado a remoção imediata do vídeo sob pena de R$ 1.000,0 por dia, caso a sentença não fosse cumprida, reajustou o valor da multa que passou a ser de R$ 4.000,00 diários pela reincidência. Os vídeos da campanha com a utilização de “Cometa Mambembe” como jingle continuam no ar. Atualmente, somando todos os valores, a dívida de Robinson Faria já ultrapassa R$ 9 milhões.

Vídeo de campanha de Robinson Faria para eleições de 2014 com a música “Cometa Mambembe” como jingle

Durante o processo, Robinson chegou a negar que fosse o dono da conta no youtube na qual estão veiculados os vídeos de sua campanha com o uso do jingle. Mas, contraditoriamente, convida as pessoas em uma postagem no twitter para que acompanhem suas propostas e coloca, em anexo, o link para o canal do youtube no qual estão as produções com a utilização de “Cometa Mambembe”.

Os autores da ação lembram que o ex-governador Robinson Faria tem patrimônio de mais de dez milhões de reais, apenas em bens declarados à Justiça Eleitoral, sendo o valor mais do que suficiente para quitar a dívida, conforme matéria com declaração de bens do ex-governador publicada pelo jornal Estadão.

Robinson Faria tentou a reeleição durante a campanha de 2018, mas perdeu para a atual governadora do Estado, Fátima Bezerra (PT). A equipe da Agência Saiba Mais entrou em contato com o PSD para saber sobre o pagamento da dívida. Por meio de nota, o partido afirmou que:

“A atual gestão do Partido Social Democrático (PSD) está analisando juridicamente, com seus advogados, a questão sobre a ação de direitos autorais referente a ações da ex-presidência. A questão envolvendo jingle de campanhas passadas não tem conexão nenhuma com a atual gestão, dessa forma tudo foi encaminhado à assessoria jurídica do partido”.

Nós também fizemos contato com a assessoria de Robinson Faria na manhã desta quinta (28), mas também não obtivemos resposta até o momento.

https://www.saibamais.jor.br/2022/04/justica-da-bahia-cobra-divida-de-r-9-milhoes-de-robinson-faria-por-plagio-em-jingle-de-campanha-de-2018/

📌Ajude nosso blog a continuar independente, faz um pix 046.225.014-81

Ministro do STF anula todas as decisões da ação com a maior quantidade de réus da Lava Jato

Nesta quinta-feira (28), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, determinou a incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba para julgar o caso Torre Pituba. Ela é a ação com maior quantidade de réus da Lava Jato do Paraná.

Com isso, o processo segue para a Justiça Eleitoral e todas as decisões tomadas até então estão anuladas.

A sentença ocorre no âmbito de uma reclamação apresentada pelo ex-presidente da Petros (fundo de pensão dos funcionários da Petrobras), Luís Carlos Fernandes Afonso. Relativo à 56ª fase da Lava Jato, o caso soma 39 réus, sendo que 14 firmaram colaboração premiada.

A ação no STF foi assinada pelo advogados Marco Aurélio de Carvalho, Fabiano Silva dos Santos, Ricardo Lima Melo Dantas e Luciana de Freitas. A ação da Torre Pituba, como ficou conhecida a sede financeira da Petrobras em Salvador, envolve suspeitas de um esquema de pagamento de propina relativo à sua construção.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), foram cometidas práticas de crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta, desvio de recursos da Petros e organização criminosa. O custo estimado do projeto foi de R$ 1,4 bilhão —dos quais pelo menos R$ 68 milhões foram desviados em pagamento de propina.

Com informações do Terra Brasil Notícias

📌Ajude nosso blog a continuar independente, faz um pix 046.225.014-81

Assaltantes roubam arma de policial e câmeras durante ensaio fotográfico de gestante na Grande Natal

Criminosos abordaram um fotógrafo e os clientes dele durante um ensaio de gestante que acontecia na tarde de quinta-feira (28), na Grande Natal. Os bandidos roubaram uma arma de fogo de uma das vítimas, que é policial federal, além de câmeras fotográficas profissionais e um carro.

Segundo o fotógrafo Renato Silva, ele e o casal estavam fazendo o ensaio de gestante em um mirante na praia de Tabatinga, em Nísia Floresta, por volta das 15h30, quando os dois assaltantes chegaram por trás e os abordaram.

Ainda de acordo com o fotógrafo, os criminosos estavam com armas aparentemente caseiras. “Na verdade, a gente nem sabe se eram armas de verdade”, conta.

O cliente dele, que é policial federal e estava com a esposa grávida, não reagiu e entregou a arma de fogo que portava aos bandidos. De acordo com Renato, a arma de fogo era pessoal e não da corporação.

O profissional conta que, na hora, teve medo de o cliente ser morto por ser policial, mas o homem disse aos bandidos que a arma era do pai e que só tinha levado ao local para proteger a esposa gestante.

“Eles pediram os equipamentos e fugiram levando também o carro dos clientes, que já foi encontrado”, relata o profissional.

Ao todo, de acordo com ele, o prejuízo com o roubo das câmeras e lentes é de aproximadamente R$ 30 mil.

Com informações do G1 RN

📌Ajude nosso blog a continuar independente, faz um pix 046.225.014-81

Jovem de 21 anos é executada após fazer símbolo de facção no TikTok

A Polícia Civil concluiu as investigações da morte de Ellen Nascimento da Silva, de 21 anos, em Brasnorte, a 580 km de Cuiabá (MT). Segundo a apuração, a jovem foi morta por membros de uma facção criminosa que não gostaram de um vídeo que a vítima publicou no TikTok. As informações são do Metrópoles.

ELLEN MANTINHA RELACIONAMENTO AMOROSO COM INTEGRANTES DA FACÇÃO. FOTO: REPRODUÇÃO

O corpo foi encontrado três dias após o desaparecimento, no último dia 22, na zona rural do município.

De acordo com a PCMT, Ellen teria feito o símbolo de uma facção rival à dos suspeitos do crime em um vídeo. Seis integrantes estariam envolvidos de forma direta na morte da jovem, e dois deles realizaram quatro disparos.

Quatro suspeitos já estão presos por outros motivos, e a PCMT já identificou de quem partiu a ordem para matar Ellen. Um dos membros da facção disse que foi obrigado a buscar a vítima na casa dela e levá-la até o local da execução.

As diligências policiais apontam que Ellen mantinha relacionamento amoroso com integrantes da facção, mas não tinha envolvimento com crimes. A apuração também indica que o símbolo feito pela vítima não foi intencional.

📌Ajude nosso blog a continuar independente, faz um pix 046.225.014-81