ENGIE anuncia projetos vencedores do Edital de Incentivo à Educação em Pedro Avelino e Lajes

Por meio do Edital de Projetos de Responsabilidade Social “Energia à Educação”, empresa selecionou 30 iniciativas com objetivo principal de diminuir a evasão escolar

A ENGIE Brasil Energia anuncia os vencedores da 1ª edição do Edital de Responsabilidade Social Energia à Educação, voltado a projetos com foco na diminuição da evasão escolar ou no desenvolvimento de novas competências e habilidades para professores e/ou alunos. A expectativa é impactar positivamente oito mil estudantes por meio das 30 iniciativas, que estão distribuídas em 12 estados onde a empresa atua.

Ao todo, a ENGIE recebeu a inscrição de mais de 150 propostas no edital. São projetos de associações, escolas, professores e alunos cujas ações tenham como beneficiários crianças e adolescentes de ensino fundamental e/ou ensino médio, e projetos cujas ações tenham beneficiários diversos, como estudo profissionalizante ou direcionado ao desenvolvimento de professores, por exemplo.

As cidades de Lajes e Pedro Avelino, no Rio Grande do Norte, tiveram três propostas vencedoras do Edital: 1) Projeto de Reforma da Escola Municipal Alípio Amâncio Pereira, da Escola Municipal Alípio Amâncio Pereira, em Lajes/RN. 2) Um Novo Olhar para o Futuro, da Escola Municipal Presidente Castelo Branco, em Pedro Avelino/RN. 3) Raimundo Cavalcanti: Cultura, Arte e Lazer, da Escola Municipal Raimundo Cavalcanti, em Pedro Avelino/RN. Cada proposta selecionada receberá o valor máximo de até R$ 30 mil, sendo o investimento total da ENGIE no Edital de R$ 500 mil. Os recursos poderão ser aplicados em aquisição de equipamentos ou insumos/materiais; construção ou reformas; treinamento e qualificação; serviços de terceiros; e outras despesas, desde que devidamente justificadas e relacionadas à proposta.

A lista completa dos vencedores pode ser acessada em engie.com.br/editaleducacao/

Sobre a ENGIE

A ENGIE é referência mundial em energia e serviços de baixo carbono. Com nossos 170 mil colaboradores, clientes, parceiros e stakeholders, estamos comprometidos em acelerar a transição para um mundo neutro em carbono, através do consumo reduzido de energia e soluções mais sustentáveis. Inspirados em nosso propósito, nós conciliamos performance com um impacto positivo sobre as pessoas e o planeta nos apoiando nas nossas atividades chave (gás, energia renovável e serviços) para oferecer soluções competitivas aos nossos clientes.

No Brasil, a ENGIE é a maior empresa privada de energia do País, atuando em geração, comercialização e transmissão de energia elétrica, transporte de gás e soluções energéticas. Com capacidade instalada própria de 10 GW em 69 usinas, o que representa cerca de 6% da capacidade nacional, a empresa possui quase 97% de sua capacidade instalada proveniente de fontes renováveis e com baixas emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE), como usinas hidrelétricas, eólicas, solares e a biomassa.

A ENGIE é também a detentora da mais extensa malha de transporte de gás natural do país, com 4.500 km, que atravessam 10 estados e 191 municípios, graças à aquisição da TAG, concluída em 2020.

Além disso, a ENGIE está entre as maiores empresas em geração fotovoltaica distribuída e possui um portfólio completo em soluções integradas responsáveis por reduzir custos e melhorar infraestruturas para empresas e cidades, como eficiência energética, iluminação pública, monitoramento e gestão de energia. Contando com 3 mil colaboradores, a ENGIE teve no país em 2020 um faturamento de R$ 13,3 bilhões.

A ENGIE está presente na B3 por meio de sua empresa de geração e comercialização de energia cujo ticker é o EGIE3. Na B3, a ENGIE integra o Novo Mercado, além de ser uma das únicas companhias listadas no Índice de Sustentabilidade Empresarial desde o início do ISE, em 2005. Em 2021, a B3 incluiu os papeis da ENGIE no Índice Carbono Eficiente (ICO2), composto pelas ações das empresas participantes do IBrX 100 que possuem maior transparência em relação ao reporte das emissões dos GEE e de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.

Já o Grupo teve em 2020 uma receita de 55,8 bilhões de Euros e é negociado nas bolsas de Paris e Bruxelas (ENGI), sendo representado nos principais índices financeiros ((CAC 40, Euronext 100, FTSE Eurotop 100, MSCI Europe) e índices não financeiros (DJSI World, DJSI Europe, Euronext Vigeo Eiris – Eurozone 120/Europe 120/France 20, MSCI EMU ESG, MSCI Europe ESG, Euro Stoxx 50 ESG, Stoxx Europe 600 ESG, e Stoxx Global 1800 ESG).

Assessoria de Imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *