Doses da Janssen que chegaram ao RN devem ser direcionadas ao reforço da vacinação da população de rua, orienta Sesap

Mais de 57 mil pessoas tomaram a vacina da Janssen no Rio Grande do Norte e devem receber o reforço com o imunizante da Pfizer. Nota técnica com novas orientações deve ser publicada nesta quarta-feira (8).

O Rio Grande do Norte recebeu durante a madrugada desta quarta-feira (8), uma remessa com 7.050 de doses da vacina Janssen. De acordo com a Secretaria de Estado e Saúde Pública (Sesap), a quantidade é insuficiente para aplicação da D3 no público que recebeu o imunizante no estado.

Mais de 57 mil pessoas no RN tomaram o imunizante de dose única da Janssen contra a Covid-19. A coordenadora de vigilância em saúde da Sesap, Kelly Lima, informou que as 7.050 doses recebidas serão direcionadas prioritariamente ao público em situação de rua e os demais deverão receber a dose de reforço com a vacina da Pfizer.

“Nós iremos fazer a distribuição desse quantitativo priorizando a população de rua por entendermos que esta população está muito vulnerável. Para as demais pessoas, a partir de hoje, nós vamos emitir uma nota técnica aos municípios para que elas possam tomar essa dose de reforço também com a vacina da Pfizer, que é a vacina que já está sendo utilizada para dose de reforço em outros estados”, destacou a coordenadora.

Segundo Kelly Lima, em reunião realizada nesta terça-feira (7), a Câmara Técnica das Vacinas, junto com o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do RN (Cosems/RN) e Conselho Estadual de Saúde (CES) decidiram pela aplicação do imunizante da Pfizer, para agilizar a conclusão do esquema vacinal desse público.

Ela afirmou que no estado, todas as pessoas que receberam a Janssen já completaram o intervalo mínimo previsto pelo Ministério da Saúde para tomar a dose de reforço, que é de 2 meses.

A coordenadora reforçou ainda que é seguro fazer o intercambio de vacinas e destacou que já existem estudos que apontam a eficácia da intercambialidade entre imunizantes de diferentes laboratório no esquema vacinal.

“Nós iremos, inclusive, potencializar a proteção em algumas pessoas que já tomaram há mais de 2 meses a vacina da Janssen”, ressaltou Kelly Lima.

A Sesap informou também que vai emitir uma nota técnica aos municípios ainda nesta quarta-feira (8), trazendo orientações sobre essas mudanças no esquema de vacinação. Os municípios deverão anunciar e convocar o público que se enquadra nessa etapa a partir dos próximos dias.

No RN, o imunizante da Pfizer também tem sido aplicado como D3, e como D2 para os adolescentes. A Sesap garantiu que o quantitativo de doses da Pfizer em estoque é suficiente para a vacinação da população que tomou a dose única da Janssen.

Intervalo para D3

A coordenadora de vigilância em saúde da Sesap, Kelly Lima, informou que o intervalo para aplicação da D3 deve ser reduzido para 4 meses nos próximos dias. Essa deliberação levou em consideração, segundo ela, o período de final de ano e a intenção de proteger o maior número de pessoas com a vacinação.

“A gente sabe que a maioria das pessoas que está vindo a óbito são pessoas que não tomaram a vacina, que não iniciaram o esquema vacinal, ou são aqueles idosos que fizeram as duas doses, mas ainda não completaram a dose de reforço. Então a gente precisa ampliar essa proteção”, destacou Kelly. Ela informou que cada município ficará responsável por anunciar o novo cronograma com a redução do intervalo para a D3.

G1 RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *