Após problemas, PSDB suspeita de ‘ataque hacker’ em prévias

Coordenador das prévias do PSDB, o ex-deputado federal Marcus Pestana afirmou à coluna que faz parte do grupo de filiados que não conseguiu votar na eleição interna do partido. Pestana disse que só dois motivos podem explicar a instabilidade do sistema que impediu a conclusão da escolha do tucano que disputará a eleição para Presidência em 2022: “incompetência ou ataque hacker”.

“As empresas foram contratadas para prestar esse serviço e não criaram nenhuma tecnologia nova. O trabalho foi implementar sistemas que já existem. Há duas opções para explicar a falha: incompetência ou ataque hacker”, disse Pestana à coluna da jornalista Bela Megale, d’O Globo.

As empresas responsáveis pelo desenvolvimento do aplicativo de votação das prévias do PSDB chegaram a sugerir que o processo acontecesse ao longo de três dias, para que os 45 mil filiados pudessem participar.

A eleição interna da legenda estava marcada para este domingo (21), mas terminou frustrada por problemas na ferramenta. Apenas 10% dos inscritos conseguiram votar e a eleição interna foi suspensa.

O Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *