Mandetta: Próximo ministro da saúde não deveria ser médico: ‘Talvez seja mais confortável’

Declaração vem horas após demissão de Nelson Teich, seu sucessor na pasta

15/05/2020 – 18:16 / Atualizado em 15/05/2020 – 18:17

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo

Luiz Henrique Mandetta afirmou nesta sexta-feira que o próximo ministro da Saúde não deveria ser um médico.

“Seja lá quem for, talvez seja melhor uma pessoa de outra profissão. Já teve ministro da Saúde engenheiro, economista. Talvez seja mais confortável para eles”, disse o ex-ministro à jornalista Leda Nagle em uma live há pouco.

“Quando você fala quantos mortos vai ter, eles falam que não interessa, que você tem 215 milhões de habitantes e, se tiver 10 ou 100, 200 mil, a perda é parte da caminhada. Isso para mim e muitas pessoas é muito difícil. Para outros que olham mais o números é muito fácil. Um economista olha isso e fala ‘tenho tantas pessoas, salvo tantos empregos”, acrescentou, sem citar nomes.

A fala de Mandetta vem horas após a demissão de seu sucessor, Nelson Teich, que não durou nem um mês no cargo e foi o mais breve da história da pasta .

Ambos são médicos e, à frente ministério na pandemia, mostraram desconforto com posições de Jair Bolsonaro, que é abertamente contra o isolamento social e a favor da cloroquina.

(Por Eduardo Barretto)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *