Na mira de Corinthians, Flamengo e Palmeiras, Michael adota cautela sobre o futuro

Destaque do Goiás na temporada, atacante prega respeito ao clube e mostra tranquilidade para definir destino

FOX Sports

Michael encerra 2019 como um dos jogadores mais desejados do futebol brasileiro. Após grande temporada pelo Goiás, o jovem atacante desperta interesse de clubes como Corinthians, Flamengo e Palmeiras. No Rio de Janeiro, onde participou do Jogo das Estrelas, de Zico, o jogador esmeraldino não escondeu a felicidade com o momento que vive.

“Fico muito feliz. Eu via os caras na TV e hoje poder brincar ao lado deles… Eu já sonhei muito e alto, mas não imaginava que podia conquistar o que eu conquistei tão rápido. O carinho, fazer gols, assistências, o cara que mais driblou no ano, isso é bem legal. Sou grato a Deus”, começou Michael. 

Questionado sobreo o futuro e onde pode jogar em 2020, o atacante destacou o respeito pelo Goiás e mostrou cautela para tomar qualquer decisão. 

“Vou sentar com eles (empresários) hoje. Vamos dialogar, analisar e que tudo possa se esclarecer o mais rápido possível”, completou. 

“Tudo se trata pela gratidão que tenho pelo meu clube, respeito muito, tenho carinho. Meu sucesso eu devo a Deus e a muitas pessoas, que ajudaram e contribuíram. Sou feliz e agradeço. Não tenho preferência ou não, se trata de respeitar a entidade que te acolheu, te criou e levantou para o sucesso ser reconhecido”, afirmou. 

Mas e o sonho de jogar uma Conmebol Libertadores? Pode pesar? Michael voltou a citar o carinho pelo Goiás. 

“Tenho que pensar bem, sou muito grato ao Goiás, que me abriu as portas. Minha realidade é Sul-Americana, onde vou me doar e dar o máximo. Vou conversar hoje, ver o que temos, ainda não sei de nada, se falar que sei de proposta, estarei mentindo. Vamos analisar o que é melhor para o clube e para mim”, disse, antes de finalizar:

“Tem que ter maturidade para não se deslumbrar. Não criei expectativa nenhuma, estou com a cabeça bem centrada. O que tiver que ser, será. O que o clube e eles (empresários) decidirem, será o que eu vou decidir também”. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *