IBGE: Um em cada quatro jovens entre 18 e 24 anos está desempregado

Os números do IBGE também mostram que o desemprego continua maior entre negros e mulheres. No 3º trimestre, 65,2% do total de desempregados no país eram negros ou pardos. Já a taxa de desocupação das mulheres foi 39% maior que a dos homens.

Por Redação

Dados da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios (PNAD) divulgados nesta terça-feira (19) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que a estagnação da economia, sob o comando de Paulo Guedes, reflete no desemprego, que segue em 11,8% da população brasileira no terceiro trimestre de 2019 – 0,2 pontos abaixo do trimestre anterior e estável em relação ao mesmo período de 2018. Ao todo, são 12,5 milhões de desempregados.

No entanto, entre a população jovem, de 18 a 24 anos, o índice de desemprego é mais que o dobro da média nacional, ficando em 25,7% no terceiro trimestre. O porcentual significa que mais de um em cada quatro dos 3,997 milhões de jovens estão sem emprego no país.

Negros e mulheres

Os números do IBGE também mostram que o desemprego continua maior entre negros e mulheres. No 3º trimestre, 65,2% do total de desempregados no país eram negros ou pardos. Os brancos representam 34%, e pessoas de cor preta respondiam por 12,7%.

Na divisão por sexo, a taxa ficou em 10% para os homens e 13,9% para as mulheres. “A taxa de desocupação das mulheres foi 39% maior que a dos homens”, destaca o IBGE.

Tempo

Dos 12,5 milhões de desempregados do país, 3,2 milhões (25,2% do total) procuravam trabalho há dois anos ou mais e 1,7 milhão entre 1 ano e 2 anos. Outra parcela de 1,8 milhão de desocupados buscava trabalho há menos de um mês. A maior fatia, um contingente de 5,8 milhões, estava desempregado entre 1 mês e menos de 1 anos.

Revista Forum

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *