RN tem previsão de tempo parcialmente nublado e chuvas no feriado do Dia do Trabalho

Segundo a Emparn, chuvas devem ocorrer no litoral durante a madrugada e início da manhã desta quarta (1º). Já no interior do estado, chuvas devem cair nos períodos da tarde e noite.

Por G1 RN

 


Em Natal, previsão é de tempo parcialmente nublado e chuvas no feriado do Dia do Trabalho — Foto: Fernanda Zauli/G1
Em Natal, previsão é de tempo parcialmente nublado e chuvas no feriado do Dia do Trabalho — Foto: Fernanda Zauli/G1A quarta-feira (1º) no Rio Grande do Norte, feriado do Dia do Trabalho, deve ser de tempo parcialmente nublado com ocorrência de chuvas em todas as regiões. A previsão é da Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn).

Ainda segundo a Emparn, no litoral, as chuvas podem ocorrer durante a madrugada e o início da manhã. Já no interior do estado, as chuvas devem cair nos períodos da tarde e noite. A previsão se estende até o domingo, dia 5.

Chuvas

O boletim pluviométrico da Gerência de Meteorologia da Emparn registrou em seus postos de controle, entre as 7h da segunda (29) até as 7h desta terça (30), a ocorrência de chuvas em todas as regiões do estado.

A região Oeste foi a que registrou o maior volume, sobretudo em Riacho de Santana, com 56 milímetros de chuva. Em Rafael Fernandes choveu 53,1mm.

O município de Santana do Seridó foi onde mais choveu na região Central, com 35,5 mm. Já na região Agreste, no município de Bom Jesus choveu 11,4 mm.

Em Natal, choveu 23,7 mm. A capital potiguar foi onde mais choveu no Leste do estado.

Beth Carvalho morre no Rio

A ‘Madrinha do Samba’ estava internada desde 8 de janeiro.

Por G1 Rio

 


Beth Carvalho — Foto: Divulgação / Washington Possato
Beth Carvalho — Foto: Divulgação / Washington Possato

A cantora e compositora Beth Carvalho morreu no Rio nesta terça-feira (30), aos 72 anos. Ela estava internada no Hospital Pró-Cardíaco, no Botafogo, Zona Sul da cidade, desde 8 de janeiro de 2019.

Com mais de 50 anos de carreira e dezenas de discos gravados, Beth Carvalho é um dos maiores nomes do samba e considerada madrinha de artistas como Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz e Jorge Aragão – daí o apelido “Madrinha do Samba”.

Um problema na coluna já afligia a cantora havia algum tempo. Em 2009, Beth Carvalho chegou a cancelar sua apresentação no show de réveillon, na Praia de Copacabana, por causa de fortes dores. Em 2012, a cantora se submeteu a uma cirurgia na coluna. No ano seguinte, Beth foi homenageada pela escola de samba Acadêmicos do Tatuapé, no carnaval de São Paulo, mas não participou do desfile já por motivos de saúde. Lu Carvalho, sobrinha de Beth, foi quem representou a tia na ocasião.

Em 2018, com a mobilidade cada vez mais reduzida pelos efeitos do problema na coluna, Beth Beth fez um show histórico. Ao lado do grupo fundo de Quintal, ela mostrou sua força ao cantar deitada seus sucessos no show “Beth Carvalho encontra Fundo de Quintal – 40 anos de pé no chão”.

Durante sua internação no início de 2019, Beth teve que reduzir a quantidade de visitas. A informação foi compartilhada por sua filha, Luana, após um vídeo mostrar a cantora debilitada cantando deitada na cama do hospital.

Elizabeth Santos Leal de Carvalho nasceu no Rio, em 5 de maio de 1946. De acordo com o site oficial da artista, seu contato com a música foi incentivado pela família, ainda na infância. Aos 8 anos, apareceram o gosto pela dança e o primeiro violão, que ela ganhou dos avós. Após a prisão do pai no período da ditadura, em 1964, Beth passou a ministrar aulas de música.

Em 1965, gravou o seu primeiro compacto simples, com a música “Por quem morreu de amor”, de Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli. Seu grande sucesso, “Andança”, é o título de seu primeiro LP, lançado em 1969.

Beth participou de quase todos os festivais de música da época. Em 1968, conquistou a terceira posição no Festival Internacional da Canção (FIC), justamente com “Andança”.

A partir de 1973, passou a lançar um disco por ano e emplacou vários sucessos como “1.800 Colinas”, “Saco de Feijão”, “Olho por Olho”, “Coisinha do Pai”, “Firme e Forte” e “Vou Festejar”. Também gravou composições de Cartola, como “As rosas não falam”, e “Folhas Secas”, de Nelson Cavaquinho.

A cantora era apaixonada pela Mangueira, sua escola de samba do coração, e pelo bloco Cacique de Ramos, onde conheceu muitos de seus apadrinhados. “Beth é inquieta. Não espera que as coisas lhe cheguem, vai mesmo buscar. Pagodeira, ela conhece a fertilidade dos compositores do povo e, mais do que isso, conhece os lugares onde estão, onde vivem, onde cantam, como cantam e como tocam”, diz a biografia publicada em seu site oficial.

Em 1979, Beth se casou com o jogador de futebol Edson de Souza Barbosa e, dois anos depois, deu à luz sua única filha, Luana Carvalho.

A cantora já fez inúmeras apresentações em cidades ao redor do mundo, subiu ao palco do Carnegie Hall, em Nova York, e até teve sua música representada no espaço sideral. Em 97, “Coisinha do pai” foi programada pela engenheira brasileira da NASA, Jacqueline Lyra, para “despertar” um robô em Marte.

Em junho de 2002, recebeu das mãos de Dona Zica, viúva de Cartola, o Troféu Eletrobrás de Música Popular Brasileira, no Teatro Rival do Rio de Janeiro. Seu 26º disco, “Pagode de mesa 2” (2000), concorreu ao Grammy Latino na categoria melhor disco de samba.

Em 2004, ela gravou seu primeiro DVD, “Beth Carvalho, a Madrinha do Samba”, que lhe rendeu um DVD de Platina. O CD, que teve lançamento simultâneo ao DVD, recebeu Disco de Ouro e foi também indicado ao Grammy Latino de 2005, na categoria “Melhor Álbum de Samba”.

Beth Carvalho foi homenageada na edição 2009 do Grammy Latino, em Las Vegas. Na ocasião, a cantora foi a primeira sambista a receber um dos reconhecimentos mais importantes do Grammy, o prêmio Lifetime Achievement Awards.

Enchendo: Reserva hídrica do RN acumula maior volume dos últimos quatro anos

Reservatórios do estado estão com 31,75% da capacidade

Por Redação

30 de abril de 2019 | 07:28

 

As reservas hídricas estaduais atingiram 1.400.578.055 m³, o correspondente a 31,75% do total que as bacias hidrográficas potiguares conseguem acumular juntas, que é de 4.411.787.259 m³, é o que revela o último relatório volumétrico dos principais reservatórios estaduais, divulgado pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn). Em um comparativo com 2018, que já tinha atingido armazenamento superior aos anos de 2015, 2016 e 2017, ao final da quadra chuvosa em 31 de maio, o estado acumulava 1.389.909.157 m³.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do Estado, com capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos, atualmente, está com 787.349.500 m³, correspondentes a 32,79% da sua capacidade.

Segundo maior reservatório potiguar, Santa Cruz do Apodi, com capacidade para 599,712 milhões de metros cúbicos, está com 153.070.976 m³, ou 25,52%, do seu volume total.

O açude Umari, com capacidade para 292.813.650 m³, atualmente está acumulando 121.257.066 m³, percentualmente, 41,41% do volume total da barragem.

Dos 47 reservatórios, com capacidade superior a cinco milhões de metros cúbicos, monitorados pelo Igarn, 8 permanecem em volume morto, percentualmente, 17,02% dos mananciais. Já os secos são 4, que correspondem a 8,51% das barragens potiguares.

Entre os reservatórios monitorados, cinco já atingiram 100% das suas capacidades, ou seja, “sangraram”, são eles: Beldroega, em Paraú; Mendubim, em Assú; Pataxó, em Ipanguaçu; Encanto, localizado em Encanto; e Riacho da Cruz II, em Riacho da Cruz. Outros mananciais já estão com volumes acima dos 70% de suas capacidades, casos de: Marcelino Vieira, com 90,13%; Rodeador, em Umarizal, com 82,73%; Apanha Peixe, em Caraúbas, com 88,33% e Santo Antônio de Caraúbas, em Caraúbas, com 73,67%.

Os reservatórios que estão em volume morto, são: Itans, em Caicó; Pau dos Ferros; Zangalheiras, em Jardim do Seridó; Esguicho, em Ouro Branco; Santa Cruz do Trairí, em Santa Cruz; Bonito II, em São Miguel; Pilões, em Pilões e Marechal Dutra (Gargalheiras), em Acari. Já os secos são: Santana, em Rafael Fernandes; Inharé, em Santa Cruz; Trairi, em Tangará e Japi II, São José do Campestre.

Incêndio atinge shopping na Zona Leste de Natal; veja imagens

Um incêndio atinge o shopping Midway Mall, no bairro Tirol, Zona Leste de Natal, na tarde desta segunda-feira (29). Imagens de uma fumaça preta e chamas são compartilhadas na internet.

O Corpo de Bombeiros confirmou pelo menos um princípio de incêndio e confirmou que dois veículos de combate foram deslocados para o local. Ainda não há mais informações oficiais sobre a ocorrência.

Noticia do Facebook

Duas cidades saem da situação de colapso no abastecimento

O quadro de abastecimento nos municípios do Rio Grande do Norte registrou duas boas notícias nos últimos dias. Do total de cinco cidades que ainda estavam em situação de colapso no fornecimento de água, duas deixaram essa condição.

CAERN29 Apr 2019 11:36

CAERN

 

Na região Seridó, desde o último dia 25, a cidade de Cruzeta não está mais nessa lista. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) retomou o fornecimento, com o atendimento à população agora em sistema de rodízio, sendo quatro dias com abastecimento e três dias com o sistema paralisado.

No Alto Oeste, foi o município de João Dias que teve o abastecimento retomado. Com o novo quadro, apenas três cidades da região do Alto Oeste potiguar permanecem em situação de colapso: Paraná, Pilões e São Miguel.

Apesar da boa notícia, a Caern recomenda que a população use a água de forma racional, a fim de preservar os mananciais por mais tempo.

COMUNICADO

Cidades da região Agreste terão parada no abastecimento nesta terça (30)

A Caern informa que quatro cidades da região Agreste do Estado terão uma interrupção no abastecimento de água durante o dia desta terça-feira (30): Lajes Pintadas, Coronel Ezequiel, Jaçanã e Campo Redondo. A parada também vai atingir a cidade de Santa Cruz, que é atendida por um sistema próprio de abastecimento, a cargo da prefeitura. A água distribuída é adquirida da Caern.

A interrupção será necessária para que a companhia faça a substituição de um registro e parte da tubulação, além da instalação de um medidor de vazão para a cidade de Santa Cruz.
O sistema será desligado logo cedo, às 6h, com retorno previsto para as 17h30 do mesmo dia. Após a religação do sistema, o abastecimento será totalmente normalizado em até 48 horas.

Rede Governadoria

Bilionária que doou R$ 88 milhões ao Notre Dame, fez doação generosa no RN

Ela já veio ao RN conferir o resultado de sua doação

28 de abril de 2019 | 11:18

LILY SAFRA – REPRODUÇÃO

A bilionária Lily Safra, que ganhou o noticiário neste mês, devido a uma doação de R$ 88 milhões que fez para a recuperação da Catedral de Notre Dame, em Paris, tem sua marca no Rio Grande do Norte devido, também, a uma generosa doação que fez ao Instituto Internacional de Neurociências, localizado em Macaíba, na Grande Natal, tanto que o local recebeu o nome dela e do seu último marido (já falecido), passando a se chamar  Instituto Internacional de Neurociências de Natal – Edmond e Lily Safra (IINN-ELS).

A doação foi considerada a maior já feita a um centro de pesquisa brasileiro. O Instituto de Ensino e Pesquisa Alberto Santos Dumont, responsável pelo Instituto de Neurociências, informou ao Portal NoAr que em 2007, o Instituto Internacional de Neurociências recebeu o nome “Edmond e Lily Safra” em função de uma doação de Lily Safra, devido ao seu interesse na área de neurociências.

“O valor doado ao projeto não pode ser divulgado por questões contratuais. Lily Safra visitou o Instituto em sua fase
inicial, quando ainda estava sediado em Natal. Desde 2014 o Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra é mantido por meio de um contrato de gestão com o Ministério da Educação”, informou.

O diretor do instituto, Miguel Nicolelis, neurocientista brasileiro radicado nos Estados Unidos, assegurou, ao ser noticiada a doação em 2006, que esta viabilizaria uma série de atividades de pesquisa e projetos sociais na capital potiguar e no município vizinho de Macaíba. Nicolelis foi considerado pela revista americana Scientific American um dos 20 cientistas mais influentes do planeta.

Foi do IINN-ELS que saiu o projeto que fez um jovem paralisado, usando um exoesqueleto, dar o ‘pontapé inicial’ na abertura da copa do mundo de 2014, no Brasil, usando robô comandado pelo cérebro.

Em reportagem publicada pelo jornal “O Estado de São Paulo”, em 2006,  Lily Safra disse estar há muitos anos, envolvida com as pesquisas na área da neurociência em institutos de renome em todo o mundo, apoiando os cientistas em sua busca pela cura de enfermidades devastadoras como a doença de Parkinson e o mal de Alzheimer. Disse ainda que a doação era parte de uma extraordinária parceria com o Instituto Internacional de Neurociências de Natal Edmond e Lily Safra que tem o potencial de promover impacto significativo nessa busca e que considerava um dos principais laboratórios do mundo.

“Esse projeto chamou minha atenção porque também aborda uma outra área dentre aquelas em que tenho atuado por tanto tempo: oferecer oportunidades educacionais para crianças desfavorecidas e suas famílias”, esclareceu a doadora ao jornal.

A fortuna de Lily, que vive entre Londres e Nova York hoje em dia, é avaliada em torno de R$ 5 bilhões. Só a mansão Villa Leopolda, que possui na Côte Dazur, na Riviera Francesa, vale quase R$ 2 bilhões. Todo esse patrimônio foi herdado.

Portal no Ar

RN espera triplicar produção de melão e criar 40 mil vagas de trabalho após viagem à China

Produtores do estado esperam conseguir acordo comercial com o país asiático após missão do Ministério da Agricultura, previsa para o início de maio.

Por G1 RN

 


Melão produzido na Agrícola Famosa é um dos produtos potiguares líderes de exportação — Foto: Anderson Barbosa/G1Melão produzido na Agrícola Famosa é um dos produtos potiguares líderes de exportação — Foto: Anderson Barbosa/G1

Os produtores de melão do Rio Grande do Norte esperam triplicar a produção e empregar mais 40 mil pessoas a partir de um acordo comercial com China. Uma comissão de empresários do agronegócio brasileiro tem viagem marcada com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, no dia 5 de maio, com destino à Ásia. A expectativa dos potiguares, é fechar um acordo para exportação da fruta fresca.”Só para dar ideia da grandeza, o Brasil, aqui na região de Mossoró, que é o único local que produz melão no país, produz 20 mil hectares, dos quais boa parte vai para a Europa. Só a china, no período de verão de lá, produz 430 mil hectares. Realmente é um país que tem um hábito de consumo muito grande, e por isso está sendo alvo dos nossos objetivos, de exportar para lá”, afirma o empresário Luiz Roberto Barcellos – um dos integrantes da missão

Presidente da a Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas), da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Fruticultura do MAPA, e do Comitê Executivo de Monitoramento da Mosca das Frutas (Coex), o produtor explica que as negociações com a China para a entrada do melão brasileiro no país já duram cinco anos.

Melão produzido na Agrícola Famosa é um dos produtos potiguares líderes de exportação — Foto: Anderson Barbosa/G1
Melão produzido na Agrícola Famosa é um dos produtos potiguares líderes de exportação — Foto: Anderson Barbosa/G1

Ele afirma que se o estado conseguir atingir 10% do mercado chinês durante o inverno asiático, quando eles não conseguem produzir o melão, o estado conseguiriam triplicar sua produção, passando dos atuais 20 mil hectares para 60 mil. Esse avanço também significaria um aumento de praticamente 40 mil empregos, uma vez que para 0,9 hectare, é necessário um trabalhador.

“Atualmente exportamos cerca de US$ 120 milhões de dólares. Com o acordo, seriam US$ 360 milhões, ou cerca de R$ 1 bilhão para a economia do estado”, aponta.

A expectativa é de que o acordo seja firmado durante a viagem, mas ainda enfrenta desafios.

O medo das pragas

De acordo com Barcellos, toda negociação relativa à fruta fresca, conta com o risco de essa fruta, ao chegar no país, levar junto uma praga. Normalmente, é feita uma análise para saber quais são os riscos, e se estabelece, então, um protocolo para se adotar as medidas mitigatórias.

“Para nossa sorte, a principal praga do melão, a mosca da fruta, a mosca-das-cucurbitáceas do melão, não existe nessa região. Nós somos (alguns municípios do Rio Grande do Norte) a única área do Brasil certificada, reconhecida internacionalmente como uma área livre dessa praga. Estados Unidos, Chile, todos esses países reconhecem”, ressalta o empresário.

Empresário estimam criação de 40 mil empregos se acordo comercial para exportar melão para a China for concretizado — Foto: Anderson Barbosa/G1
Empresário estimam criação de 40 mil empregos se acordo comercial para exportar melão para a China for concretizado — Foto: Anderson Barbosa/G1

O problema é que os chineses estão preocupados com outra praga existente no país, mas que, de acordo com o empresário, não é problema para o melão.

“Os chineses estão querendo uma medida mitigatória contra uma mosca da qual o melão não é hospedeiro, porque o ferrãozinho dele, o ovipositor não é suficiente para furar a casca do melão. Essa mosca veio para o Brasil da Europa e eles estão com medo que ela vá para lá. O que nós temos que demonstrar para eles cientificamente, tecnicamente, é que o melão não é hospedeiro”, destaca.

Barcellos lembra que a barreira técnica muitas vezes é usada como subterfúgio do país para negociações. Ele acredita, por exemplo, que, em contrapartida à entrada do melão brasileiro no mercado asiático, a China deseja exportar pera ao Brasil.

Filho corta pulsos do pai idoso com facão e foge

Caso aconteceu em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal

28 de abril de 2019 | 15h55

 

Um rapaz de 19 anos, identificado por Clóves Júnior, tentou matar o próprio pai, de 79 anos, na cidade de São Gonçalo do Amarante, Grande Natal. Ele cortou os pulsos do idoso com um facão. O caso aconteceu ontem (27).

Foi o próprio Clóves que avisou que o pai estava ferido horas depois de permanecer trancado com ele em casa após feri-lo. Após avisar aos vizinhos, o homem fugiu e o pai. Familiares encontraram o idoso dentro do imóvel, sangrando, com os pulsos cortados e chamaram o atendimento médico.

O filho agressor foi capturado. Ainda não se sabe a motivação para a agressão do filho com o pai.

Portal no Ar

Bruno Henrique faz 2 e Flamengo vira sobre o Cruzeiro no Maracanã

Atacante fez dois gols e foi o responsável pela virada rubro-negra na 1ª rodada do Brasileirão e jogo que marcou pela despedida do zagueiro Juan do futebol

Cesar Sacheto, do R7 em 27/04/2019 – 22h57
Bruno Henrique fez os dois gols da virada flamenguista sobre o Cruzeiro, no RJ

O Flamengo estreou no Campeonato Brasileiro de 2019 com uma grande virada por 3 a 1 sobre o Cruzeiro, neste sábado (27), no Maracanã. O atacante Pedro Rocha abriu o placar para o time mineiro, mas Bruno Henrique marcou duas vezes para o clube rubro-negro carioca e garantiu a virada diante de quase 30 mil torcedores. Gabriel Barbosa fez o terceiro do Flamengo.

A partida também marcou a despedida do zagueiro Juan, de 40 anos. O zagueiro havia escrito uma carta, divulgada pelo site oficial do clube, direcionada aos torcedores, na qual ressaltou o amor pelo time da Gávea. No banco de reservas, havia a expectativa pela entrada do veterano, mas o técnico Abel Braga decidiu não colocar o jogador em campo.

O Flamengo começou o jogo a todo vapor e quase abriu o placar nos primeiros minutos. Aos 2, Bruno Henrique teve boa chance na frente de Fábio, mas o goleiro cruzeirense saiu bem e fez boa defesa.

Aos 40 minutos, Fred dominou na intermediária e deu um belo passe para o atacante Pedro Rocha, que tocou na saída do goleiro César e abriu o marcador.

Um minuto depois, o Flamengo mostrou a sua força e empatou o duelo. O goleiro Fábio saiu mal e perdeu a disputa no alto com Bruno Henrique, que teve tempo para tocar com os pés quase na linha do gol: 1 a 1.

Segunda epata agitada

No segundo tempo, o volante Willian Arão quase surpreendeu Fábio depois de lançamento longo, mas o flamenguista não alcançou a bola e o goleiro mineiro fez boa defesa.

Aos 10 minutos, após escanteio cobrado pelo lado direito do campo, Fred tentou afastar o perigo, mas falhou e a bola sobrou para Gabriel Barbosa, que quase virou o placar.

Pouco depois, aos 14, o meia Marquinhos Gabriel, do Cruzeiro, iniciou uma bela arrancada na intermediária, invadiu a área, mas foi contido pela defesa flamenguista.

No lance seguinte, Bruno Henrique cabeceou com muito perigo e quase fez o segundo do Fla. Bem colocado e muito seguro, Fábio defendeu sem dificuldades.

A pressão do time carioca aumentou e, aos 21 minutos, a equipe rubro-negra virou a partida. Mais uma vez, Bruno Henrique foi o autor do gol. O ex-santista finalizou com precisão depois de receber passe de Arão, que havia tabelado com Gabriel.

Em grande noite, o atacante ainda provocou a expulsão do zagueiro Murilo depois de grande jogada pelo lado esquerdo do ataque rubro-negro.

Aos 44 minutos, Bruno Henrique fez outra grande jogada, chutou para o gol. Fábio defendeu parcialmente, mas Gabriel Barbosa ficou com o rebote e apenas empurrou para as redes: 3 a 1.

Imediatamente após o gol, o zagueiro Juan saiu do banco de reservas para fazer a sua despedida dos gramados com a camisa do Flamengo. Everton Ribeiro saiu e deu a braçadeira de capitão para o zagueiro, que iniciou a carreira no clube.

Antes do apito final, o zagueiro Rodrigo Caio caiu após um choque violento de cabeça após disputa de bola na área do Flamengo com o zagueiro Dedé e precisou de atendimento médico. A ambulância foi acionada para socorrer o jogador. O zagueiro cruzeirense deixou o gramado com a cabeça sangrando.

Próximos jogos

Na próxima quarta-feira, Flamengo visitará o Internacional, às 16 horas, no Beira-Rio, em jogo válido pela segunda rodada do Brasileirão. No mesmo dia, o Cruzeiro receberá o Ceará, às 19h15, no Mineirão.

Cansada de assédio em rede social, dona de espaço de bronzeamento ameaça homens

Ao publicar fotos para divulgar seu trabalho em MS, Lêssa diz estar incomodada com comentários grosseiros de homens e fala que vai expôr assediadores no Facebook.

 Publicado em 27/04/2019 17:02

Empresária diz que homens assediam no momento em que ela posta fotos das clientes — Foto: Alessandra Barros/Arquivo Pessoal

É só mostrar a marquinha que os comentários já começam: “Ai que delícia, tira essa fita”. “Nossa que gata, deve ser melhor ainda sem o biquíni”. “Que gostosa, tira essa roupa”. Segundo Alessandra de Barros, de 30 anos, estes são somente alguns dos “clássicos” que os homens disparam, logo após ela postar fotos das clientes que fazem o bronzeamento. Cansada de assédios, que ocorrem há três anos, a empresária avisa que vai agora tirar prints e mostrar quem são estas pessoas.

“Eu tenho um espaço, uma sala comercial aqui no bairro Mata do Jacinto, onde atendo as minhas clientes. Durante a semana, atendo por ordem de chegada, uma média de 5 a 7 clientes. Durante os finais de semana, a procura é maior e chega a até 15 mulheres. E eu faço questão de personalizar o atendimento, ficar por perto para acompanhar a finalização do bronze. Meu trabalho nunca ficou só na mão das ajudantes”, afirmou ao G1 Lêssa Barros, como Alessandra é conhecida.